Debussy (1862-1918): Préludes – Paul Jacobs, piano

Claude Debussy

Prelúdios

Paul Jacobs, piano

 

Com esta postagem completamos a apresentação das gravações de peças de Debussy feitas por Paul Jacobs para o selo Nonesuch. Aqui os Prelúdios, que como no caso de Chopin, somam 24, pelo menos se considerarmos aqueles reunidos por Chopin no Opus 28. No entanto, no caso de Debussy, não há um plano de contemplar as tonalidades, como no caso de Bach e Chopin. As suas motivações são outras. Uma análise disto está fora do escopo de uma simples postagem como esta, mas garanto que neste conjunto de peças há muito para se conhecer e admirar. Deixo aqui o link para um trabalho que, mesmo com muita informação técnica, poderá ser de boa leitura, se você tiver interesse e paciência de buscar as informações.

Fadas são encantadoras dançarinas…

Gostaria muito de imaginar que alguns de vocês vão ouvir várias vezes estas peças, pois que sucessivas audições permitem que nos aproximemos mais das intenções do compositor, tais como são reveladas pelo intérprete. No caso de Paul Jacobs, temos uma interpretação que busca não se interpor entre o compositor e o ouvinte e além de ser musicalmente muito refinada, é bastante afirmativa.

Em uma de minhas vidas passadas, durante um bastante rigoroso inverno, com muita neve e céus cinzentos, passei muitas tardes na companhia de uma outra gravação destas peças, mas as sucessivas audições me tornaram um absoluto admirador da obra. Não que tenha esgotado meu interesse por elas, muito pelo contrário, passei a buscar outras e outras gravações. Como não se render a tão pessoal e bela música?

Paul Jacobs

Pode haver título mais poético e evocativo do que ‘Les sons et les parfums tournent dans l’air du soir’?   Este prelúdio foi inspirado pelo poema “Harmonie du soir”, de Baudelaire. No entanto, Debussy queria que os títulos viessem depois da música, sugerindo que a alusão do nome não deveria ser tomada ao pé da letra, como nos explica Jacobs no libreto da gravação.

Mas como não ser tocado por um título magistral como ‘La terrasse des audiences du clair de lune’? Aqui o título evoca uma noite em um templo na Índia. Faz me pensar no grande filme de David Lean, ‘A Passage to India’. Enfim, não demore e mergulhe logo neste maravilhoso conjunto de obras e o explore por bastante tempo.

Claude Debussy (1862 – 1918)

Préludes

Livre I
  1. Danseuses de Delphes
  2. Voiles
  3. Le Vent dans la plaine
  4. ‘Les sons et les parfums tournent dans l’air du soir’
  5. Les Collines d’Anacapri
  6. Des pas sur la neige
  7. Ce qu’a vu le vent d’ouest
  8. La Fille aux cheveux de lin
  9. La Sérénade interroumpue
  10. La Cathédrale engloutie
  11. La Danse de Pluck
  12. Minstrels
Livre II
  1. Brouillards
  2. Feuilles mortes
  3. La Puerta del Vino
  4. ‘Les fées sont d’exquises danseuses’
  5. Bruyères
  6. ‘General Lavine’ – eccentric
  7. La Terrasse des audiences du clair de lune
  8. Ondine
  9. Hommage à S. Pickwick Esq. P.P.MP.C.
  10. Canope
  11. Les Tierces alternées
  12. Feux d’artifice

Paul Jacobs, piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FLAC | 229 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

MP3 | 320 KBPS | 192 MB

Espero que com esta e mais as outras duas postagens, possam ter revelado um pouco mais da arte tanto de Debussy quanto de Paul Jacobs.

Aproveite!

René Denon

2 comments / Add your comment below

Deixe uma resposta