Boris Tishchenko (1939 – 2010): Piano Concerto e Harpa Concerto

Como a aceitação tem sido positiva com relação a sinfonia n.7 de Boris Tischenko, trago aqui mais um grande disco desse excelente compositor. A primeira obra é um concerto para piano escrito em 1962, quando o jovem Boris acabava sua graduação. A estrutura do concerto tem a tradicional forma em três movimentos, mas ela é bem peculiar no desenvolvimento dos temas. O segundo movimento começa com uma fuga que é um brincadeira entra a orquestra e o piano. Obra interessante, o registro não tem um som muito bom (gravação de 1966), mas vale pela interpretação ao piano do próprio compositor. Já no concerto para harpa, a segunda peça desse disco, escrita em 1977, o compositor tinha atingido o ápice de sua criatividade e linguagem. A estrutura em cinco movimentos, bem típica do compositor, começa, assim como a sinfonia n.7, de maneira contemplativa e sinistra. A harpa às vezes soa como um cravo, e o diálogo com a orquestra é de uma precisão incrível. Mas a impressão é de que o primeiro movimento é um prelúdio para o segundo movimento, que começa com os instrumento de sopro dando a direção do diálogo, depois os instrumentos de cordas e logo em seguida a percussão. A harpa vai percorrendo e ligando cada seção da orquestra até reinar absoluta. A impressão da harpa ser um instrumento delicado e com serventia apenas ao lirismo é totalmente corrigida neste movimento. No quarto movimento, uma soprano surge de maneira bem suave, enriquecendo o clima nostálgico e íntimo. O quinto e último movimento é um andante que retoma alguns dos temas inicias dos outros movimentos, num tom triste e pessimista.

Faixas:

1. Piano Concerto: Allegro moderato
2. Piano Concerto: Allegretto tranquillo. Allegro vivo

Leningrad Philharmonic Orchestra
Conductor: Igor Blazhkov
Piano: Boris Tischenko

3. Harp Concerto: Moderato
4. Harp Concerto: Allegro con molto
5. Harp Concerto: Moderato
6. Harp Concerto: Intermezzo
7. Harp Concerto: Andante

Leningrad Philharmonic Orchestra
Conductor: Edward Serov
Harp: Irinia Donskaya-Tischenko

Baixe Aqui

cdf

Boris Tishchenko (1939 – 2010): Sinfonia 7

Boris Tishchenko morreu recentemente (2010). Conhecido e respeitado na Rússia, mas basicamente desconhecido no resto do mundo. Ele foi muito requisitado no ocidente para falar sobre seu mestre Dmitri Shostakovich, com que teve uma relação pai-filho. Além disso, a música de Boris Tishchenko não soa muito distante do mundo shostakovichiano: som tonal, militarizado e muitas vezes prolixo. Numa audição superficial, a música de Boris Tishchenko não atrai. Talvez por isso, no primeiro momento, não concentrei toda minha atenção em sua música, ouvia as suas imensas sinfonias enquanto lia algum livro. Hábito que não costumo ter. Mas, de repente, um milagre aconteceu.
Eu era um leitor voraz de romances, prática que ultimamente não me agrada tanto. Talvez pelo fato de ficar muito mais impressionado com a realidade das biografias e dos livros de história. Mas claro que quando eu me pergunto “por que este homem fez isso?”, a chave quase sempre é dada por um bom romancista. Por isso a leitura de Berlin Alexanderplatz de Doblin era crucial para entender o homem alemão dos anos 1920. Claro que o livro é muito mais que isso, mas não vou seguir adiante em questões literárias…Minha principal surpresa, além de vivenciar os descaminhos da personagem principal, foi ter conhecido a sinfonia n.7 de Boris Tishchenko enquanto lia esse livro. Essa sinfonia é a trilha sonora perfeita, pois todo o ambiente, personagens e fatos narrados no livro ganharam muito mais viço. Minha recomendação é que todos pudessem vivenciar esta experiência emocionante, mas é óbvio que a música sobrevive sem o livro.

Faixas:
1. Symphony No. 7, Op. 119: Movement I
2. Symphony No. 7, Op. 119: Movement II
3. Symphony No. 7, Op. 119: Movement III
4. Symphony No. 7, Op. 119: Movement IV
5. Symphony No. 7, Op. 119: Movement V

Moscow Philharmonic Orchestra
Conduzido por Dmitry Yablonsky
Baixe Aqui

cdf