J. S. Bach (1685-1750): A Oferenda Musical (Lifschitz)

Bach

A Oferenda Musical

Prelúdio e Fuga ‘Santa Ana’

Três Peças de Frescobaldi

Konstantin Lifschitz, piano

O primeiro disco de Konstantin Lifschitz que ouvi foi seu álbum de estreia, que trazia uma coleção de obras. Começando com a maravilhosa Abertura Francesa de Bach, prosseguia até peças de Scriabin e Medtner, passando por Papillons, de Schumann. O disco do selo Denon de 1994 foi seguido por um outro, gravado em junho de 1994 no Conservatório de Moscou com as Variações Goldberg, firmando assim as credenciais do jovem pianista como grande intérprete de Bach. Depois, silêncio… Não mais ouvi do Konstantin.

O primeiro CD há muito desapareceu de minhas prateleiras (ah, os amigos…), mas o outro, com as Variações do velho Bach, vez e outra frequenta minha vitrola.

Pois eis que chegou pela mala direta do PQP Bach recentemente uma penca de discos do Lifschitz tocando Bach. Ele então está aí, bem ativo. Inclusive, percebi que há uma integral das sonatas para piano do grande Ludovico, gravada ao vivo por ele. Mas isso vou deixar guardado, pois que tempo é largo, mas é finito.

Como queria logo dividir com os caros e insaciáveis seguidores do blog alguma coisa deste excelente pianista, escolhi da penca este que me pareceu muito apetitoso. E gostei tanto que tenho ouvido o mesmo, inteiro quando tempo permite, aos trechinhos quando o tempo escasseia. E é que mesmo com a quarentena e o enfurnamento, há coisas a serem feitas.

O que temos aqui? Um arranjo feito para piano da Oferenda Musical, que todo o mundo sabe (quem não sabe pode começar clicando aqui…) é resultado de uma longa e cansativa viagem que o velho Bach fez até Sanssouci, Potsdam, para pagar uma visita a Frederico, o Grande, e também ver seu filho Carl Philipp Emanuel. O monarca, que era cheio de truques e adorava colocar seus visitantes em uma saia justa (se bem que, no caso de Bach, seria uma peruca justa), desafiou Johann Sebastian a compor uma peça que nem o cão chupando manga conseguiria. Mas vai mexer com quem está quieto. Ouça o Ricercar a 6, na faixa 11 deste disco e começarás a entender o tamanho dos poderes do ‘maior de todos’.

Konstantin Lifschitz ainda acrescenta ao disco o Prelúdio e Fuga em mi bemol maior, BWV 552, apelidado ‘Santa Ana’, escrito originalmente para órgão. Os minutos finais, da fuga, são de tirar o folego. E assim, para baixar a adrenalina e lançar um olhar ao que aconteceu antes de Bach, ele completa o recital com três lindas tocatas de Frescobaldi. Ouçam e me contem vocês!

Johann Sebastian Bach (1685 – 1750)

Oferenda Musical, BWV 1079 (arranjada para piano por K Lifschitz)
  1. Ricercar a 3
  2. Canon perpetuus super Thema Regium
  3. Canon 1. a 2_ Canon cancrizans
  4. Canon 2. a 2 Violini in uníssono
  5. Canon 3. a 2 per Motum contrarium
  6. Canon 4. a 2 per Augmentationem, contrario Motu
  7. Canon 5. a 2_ Canon circularis per Tonos
  8. Fuga canonica in Epidiapente
  9. Canon a 2 Querendo invenietis
  10. Canon perpetuus
  11. Ricercar a 6
  12. Canon a 4
  13. Triosonate_ Largo
  14. Triosonate_ Allegro
  15. Triosonarte_ Andante
  16. Triosonarte_ Allegro
Prelúdio e Fuga em mi bemol maior, BWV 552 ‘Santa Ana’
  1. Prelúdio
  2. Fuga

Girolamo Frescobaldi (1583 – 1643)

  1. Toccata prima do ‘Primo libro d’Intavolatura di toccate di címbalo et organo’
  2. Toccata quinta do ‘Secondo libro de toccate, canzone… di cembalo et organo’
  3. Toccata seconda do ‘Secondo libro de toccate, canzone… di cembalo et organo’

Konstantin Lifschitz, piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FLAC | 276 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

MP3 | 320 KBPS | 146 MB

Konstantin testando o piano do Salão Nobre da sede do PQP Bach Corp.

Se Konstantin Lifschitz foi ousado ao arranjar a OM para piano, sua interpretação justifica a ousadia. As peças complementares são também excelentes!

Aproveite!

René Denon

Deixe uma resposta