J. S. Bach (1685-1750): O Cravo Bem Temperado – Livro I – Trevor Pinnock, cravo

Bach

O Cravo Bem Temperado

Livro I

Trevor Pinnock

 

O que poderia ser apenas um tratado sobre as tonalidades, um caderno de exercícios, se viesse de uma mente menos genial, revela-se, nas mãos de um intérprete talentoso, uma genuína obra de arte.

O Cravo Bem Temperado é mais um monumento criado por Bach, que reunia preocupação com educação musical, talento criativo, profundo conhecimento musical e, sobretudo, uma genialidade artística grandiosa.

A primeira vez que ouvi alguns destes Prelúdios e Fugas foi em um velho LP com gravações de Wanda Landowska. O nome da obra me sugeria doce de abóbora, temperado com cravo. Pois é, minhas escolhas musicais já foram guiadas pelo estomago….

Depois ouvi András Schiff, Gulda e Gould, estes ao piano. Também a clássica gravação ao cravo de Kenneth Gilbert, com a famosa ilustração do Homem Vitruviano.

Mas hoje, as honras são para este músico completo, pioneiro dos instrumentos de época, Trevor Pinnock. Há pouco tempo fiz uma postagem de um antigo disco dele, na qual mencionava sua disposição de gravar o Cravo Bem Temperado. Pois aqui está o primeiro livro.

Uma palhinha, aqui.

Veja como ele se refere a esta música:

A minha jornada com o Cravo Bem Temperado tem sido de uma vida toda. O meu primeiro encontro com esta obra foi quando tinha uns 12 anos, quando alguém me deu um volume dourado e rosa, uma velha edição feita por Czerny, que agora sabemos ser notoriamente não confiável. Isto deu-me horas de descobertas. Alguns anos depois eu ouvi todos os prelúdios e fugas, interpretados ao piano, pelo rádio, e fui fisgado. Quando tinha uns vinte anos, gravei alguns prelúdios e fugas para uma transmissão de rádio e eu soube que algum dia eu tocaria todos eles. No entanto, a montanha parecia impossível de ser escalada e Bach, um duro e formidável mestre ao propor tarefas. Como eu poderia aprofundar-me na densidade de algumas destas fugas, sem mesmo considerar entende-las?
Assim, apesar de posteriormente tocar vários outros prelúdios e fugas, um plano de gravar todos os prelúdios e fugas foi repetidamente sendo adiado ao longo de dez anos, até recentemente, quando decidi que não mais poderia adiar. Agora eles serão uma parte central de mim pelo resto da minha vida.

O texto original em inglês pode ser encontrado aqui. Você poderá ouvir o próprio Trevor. Confira aqui.

Johann Sebastian Bach (1685 – 1750)

O Cravo Bem Temperado – Livro I

Trevor Pinnock, cravo

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FLAC | 692 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

MP3 | 320 KBPS | 285 MB

Assim, baixe logo o arquivo, recoste-se na confortável poltrona e aproveite!

Como diria um certo grande mestre: IM-PER-DÍ-VEL!!!!

René Denon

5 comments / Add your comment below

  1. Lançamento assim tão recente… Que brinde para os leitores ouvintes! Sem palavras.
    E que capa mais sensacional.
    Baixando e conferindo.

  2. postagem de tirar o fôlego!!!!! creio que a versão para piano mais bela, seja a de rosalyn tureck!!! muito introvertida. nada digamos “virtuosística”. proponha aqui um post com a kunst der fuge com walscha e a versão com orquestra de cordas dirigida por karl münschinger com a stuttgart kammerorchester. muito obrigado!

Deixe uma resposta