Franz Schubert (1797-1828): Winterreise (com Dietrich Fischer-Dieskau)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Conheci muitas pessoas legais na rede. Uma das principais é este jovem talentoso que me “admoestou” por não ter escrito nada sobre a morte de Dietrich Fischer-Dieskau. Mas ele não é daqueles caras que apontam o problema sem encaminhar uma solução — os que apenas objetam servem para pouco. Então ele me mandou um arquivo com este CD (que até tenho em casa…) e um texto para a postagem, direto de Praga. É assim que se age! Gostaria de deixar bem clara minha profunda admiração por Gilberto Agostinho, a quem nunca vi e considero amigo.

PQP

-=-=-=-=- 

Dietrich Fischer-Dieskau, dono da maior voz masculina de todos os tempos, faleceu há exatamente uma semana atrás. Não foi um acontecimento trágico, muito pelo contrário: o cantor faleceu enquanto dormia, aos 86 anos de idade, em um pequeno vilarejo no sul da Alemanha.

Falar sobre sua morte como uma perda seria uma completa asneira, seria diminuir o que Dieskau fez em vida. Tendo se aposentado no Ano Novo de 1993, ele nos deixou uma imensa discografia — Dieskau é o cantor com o maior número de gravações de todos os tempos! Entre elas, gravações consideradas como definitivas, principalmente quando se trata de Schubert.

Mas se engana quem pensa que Dieskau se destacava somente quando cantava algum Lied de Schubert ou Schumann. Não, suas apresentações em óperas e oratórios são consideradas, no mínimo, geniais. Le miracle Fischer-Dieskau, como os franceses gostavam de chamá-lo, tinha um repertório gigantesco, tendo gravado muita coisa de Bach a Berg. Nas palavras do próprio, ele diz ter “realizado coisas demais…”

Dieskau foi um artista único, com um dom que possivelmente jamais será igualado. E isto tudo está registrado, tudo o que ele fez pode ser usufruído por nós hoje e amanhã. Portanto, aos emocionais e aos que buscam tragédia onde esta não se encontra, eis a minha honesta recomendação: abram uma garrafa de bom vinho, coloquem uma das oito gravações de Winterreise na vitrola, e homenageiem o artista como se deve.

Franz Schubert: Winterreise

1. Winterreise, D.911 – 1. Gute Nacht 5:40
2. Winterreise, D.911 – 2. Die Wetterfahne 1:46
3. Winterreise, D.911 – 3. Gefrorne Tränen 2:37
4. Winterreise, D.911 – 4. Erstarrung 2:57
5. Winterreise, D.911 – 5. Der Lindenbaum 4:41
6. Winterreise, D.911 – 6. Wasserflut 4:10
7. Winterreise, D.911 – 7. Auf dem Flusse 3:45
8. Winterreise, D.911 – 8. Rückblick 2:26
9. Winterreise, D.911 – 9. Irrlicht 2:33
10. Winterreise, D.911 – 10. Rast 3:02
11. Winterreise, D.911 – 11. Frühlingstraum 3:59
12. Winterreise, D.911 – 12. Einsamkeit 2:53
13. Winterreise, D.911 – 13. Die Post 2:20
14. Winterreise, D.911 – 14. Der greise Kopf 3:02
15. Winterreise, D.911 – 15. Die Krähe 2:00
16. Winterreise, D.911 – 16. Letzte Hoffnung 2:14
17. Winterreise, D.911 – 17. Im Dorfe 3:02
18. Winterreise, D.911 – 18. Der stürmische Morgen 0:52
19. Winterreise, D.911 – 19. Täuschung 1:34
20. Winterreise, D.911 – 20. Der Wegweiser 4:08
21. Winterreise, D.911 – 21. Das Wirtshaus 4:28
22. Winterreise, D.911 – 22. Mut 1:25
23. Winterreise, D.911 – 23. Die Nebensonnen 2:37
24. Winterreise, D.911 – 24. Der Leiermann 3:09

Dietrich Fischer-Dieskau, milagre
Jörg Demus, piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

O esplêndido Dietrich Fischer-Dieskau
O esplêndido Dietrich Fischer-Dieskau

Gilberto Agostinho

13 comments / Add your comment below

  1. Com qual dos mais renomados regentes,orquestras ,música de câmara ,óperas e solistas em que a presença de Dietrich Fischer-Diskau não fez a diferença ou agregava emoção e brilhantismo ??.
    Obrigado barítono por ter nos ofereçido teu belo canto por tanto tempo e tantas vezes.Poder ouvi-lo foi um presente para nós.
    E o post Winterreise de Schubert nos deixa com saudades,admiração e reconhecimento . Abraços do Dirceu.

    1. Essa gravação (já a tinha em casa) é sem dúvida uma das melhores… mas só há uma coisa que supera o Winterreise de Fischer-Dieskau com Demus, que é Fischer-Dieskau com Moore… De qualquer modo, só Fischer-Dieskau é capaz de superar Fischer-Dieskau…

  2. Fischer-Dieskau era e é monstro. Muio boa postagem de Agostinho, parabéns!
    Eu tenho uma versão com Nathalie Stutzmann&Inger Södergren também muito boa mas sem duvida alguma Dieskau é superior.
    Obrigado e abraços.
    manuel

  3. Peço perdão por ter grafado errado o nome do barítono e maestro, o maior cantor de Lieder de sua geração, Dietrich Fischer-Dieskau!
    obrigado.

  4. Maravilhoso texto e post! Parabéns! Sugestão: Die schöne Müllerin com Dieskau e Moore e die schöne magelone, de Brahms com Dieskau e Barenboim

Deixe uma resposta