BTHVN250 – Ludwig van Beethoven (1770–1827) The Piano Concertos – Bavouzet, Swedish Chamber Orchestra

Era só uma questão de tempo para que Jean-Efflam Bavouzet lançasse sua integral dos Concertos para Piano de Beethoven. Projeto pessoal, pressão da gravadora ou até mesmo dos fãs, como este que vos escreve, enfim, eis que finalmente foi lançado no final de agosto, ainda dentro das comemorações dos 250 anos de nascimento de Beethoven. Confesso que ainda não ouvi com a atenção devida, a correria do dia a dia impede, mas gostei do pouco do que ouvi.
Considero Bavouzet um dos pianistas mais completos da atualidade. Já postamos tantas versões destes concertos que fiquei pensando em prorrogar esta postagem para o ano próximo, mas sei lá o que vai acontecer até lá, as coisas anda tão confusas e loucas neste ano de 2020, que preferi antecipar.
Bavouzet é um músico tão completo que optou por ele mesmo dirigir a ótima Orquestra de Câmara Sueca. Versátil o rapaz, não é verdade? O texto abaixo é do próprio pianista explicando sua decisão:

“Tocar um concerto com um maestro que compartilha e enriquece a visão da obra em questão é uma das maiores alegrias na vida de um solista. No entanto, também se pode admitir que alguns aspectos de atuar sem um condutor podem ser vantajosos. O tempo de ensaio é geralmente aumentado pelo processo de elaboração dos diferentes protocolos de gestos do solista e do líder na coordenação da execução do conjunto. À medida que a obra avança, vai-se forjando um vínculo criativo, resultando em uma osmose artística, uma visão comum da obra, na qual o compromisso não tem lugar. Para o pianista há também o deleite de estar frente a frente com toda a orquestra, na comunicação visual direta, os músicos talvez mais propensos a iniciativas pessoais, multiplicando assim o prazer da participação genuína, do diálogo e da troca musical. As Cadenzas usadas ​​nesta gravação são todas de Beethoven, do conjunto que ele escreveu em 1809, e portanto são contemporâneas do Quinto Concerto. ” (livremente traduzido, a partir do editorial da Amazon).

Pois bem, então vamos ao que viemos, a tão esperada integral dos Concertos para Piano de Beethoven nas mãos mais que competentes de Jean-Efflaim Bavouzet.

COMPACT DISC ONE
Piano Concerto No. 2, Op. 19 (1787 / 88–95, revised 1798) in B flat major 
1 Allegro con brio
2 Adagio
3 Rondo. Molto allegro

Piano Concerto No. 1, Op. 15 (1795, revised 1800) in C major 
4 Allegro con brio
5 Largo
6 Rondo. Allegro

COMPACT DISC TWO
Piano Concerto No. 3, Op. 37 (1802–03) in C minor
1 Allegro con brio
2 Largo
3 Rondo. Allegro – Presto

Piano Concerto No. 4, Op. 58 (1805–06) in G major
4 Allegro moderato
5 Andante con moto
6 Rondo. Vivace – Presto

COMPACT DISC THREE
Piano Concerto No. 5, Op. 73 (1809) in E flat major (‘Emperor’)
1 Allegro
2 Adagio un poco mosso –
3 Rondo. Allegro

Grand Quintet, Op. 16 (1796–97)* in E flat major for Piano with Oboe, Clarinet, Bassoon, and Horn
4 Grave – Allegro, ma non troppo
5 Andante cantabile
6 Rondo. Allegro, ma non troppo

Swedish Chamber Orchestra
Karin Egardt oboe*
Kevin Spagnolo clarinet*
Mikael Lindström bassoon*
Terése Larsson horn*
Urban Svensson leader
Jean-Efflam Bavouzet pianist • director

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

BOOKLET – BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

1 comment / Add your comment below

  1. FDPBach, muito obrigado por compartilhar as gravações de Bavouzet. Ultimamente as escuto bastante, e com muito gosto. Sobre os registros de Beethoven, inicialmente estranhei seu estilo esguio, o ar moderno, e imediatamente me lembrei do Kafka traduzido por Borges: elegante, fino e belíssimo mas talvez sem a aresta, o gume presente nas obras. Ouvi mais, revisitei e nem penso mais nisso. A música está cheia de frescor e viço, Bavouzet parece sempre aliar a continuidade à minuciosa exploração dos detalhes, sempre bem claros. Adorei.

Deixe uma resposta