Postagem restaurada – Ludwig Van Beethoven (1770-1827): Symphonies – Klemperer (4/6)

PUBLICADO ORIGINALMENTE POR FDP BACH EM 1/11/2012, RESTAURADO POR VASSILY EM 26/3/2020

Uma sinfonia não tão badalada e outra badaladíssima, então aqui temos a 4ª e a 7ª sinfonias.
O curioso da 4ª sinfonia é que Beethoven retorma à forma clássica em sua abertura, num  adagio tipicamente haydniano mas logo após a sisudez o que temos é um belo exemplo de como a escrita beethoveniana estava se aperfeiçando. A utilização de sopros para introduzir temas já tem ecos da 6ª sinfonia, e o tema desenvolvido se torna alegre, solto, festivo em alguns momentos. E curiosamente lembra também a 7ª, esta sim, entre as duas aqui postadas, um exemplo de maturidade e total domínio da orquestra. Comparações são inevitáveis, e para mim, a gravação definitiva da 7ª Sinfonia sempre será a de Carlos Kleiber, mas gosto é gosto, e até pode se discutir, mas mudá-lo já é outra história.
Pois bem, neste primeiro dia de feriadão (ao menos para mim) nem vou me prolongar muito, e deixarei que Otto Klemperer e sua excepcional Philharmonia Orchestra digam ao que vieram e lhes proporcionem 74 minutos de prazer e emoção.
Bom feriadão para todos. Como 70 % da população de minha cidade, amanhã de manhã pego a estrada e volto apenas no domingo. Eu mereço. Ou pelo menos fiz por merecer.

01. 1. Symphony n° 4, op. 60 – Adagio – Allegro vivace
02. 2. Adagio
03. 3. Menuetto. Allegro vivace – Trio. Un poco meno allegro
04. 4. Allegro ma non troppo
05. 1. Symphony n° 7, op. 92 – Poco sostenuto – Vivace
06. 2. Allegretto
07. 3. Presto – Assai meno presto
08. 4. Allegro con brio

Philharmonia Orchestra
Otto Klemperer – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

0 comments / Add your comment below

  1. Excelentes gravações, FDP. Pode soar estranho, mas às vezes tenho a impressão de gostar mais da quarta do que da sétima. Houve um tempo em que não ligava muito pra nenhuma dessas duas, até que ouvi mais a fundo. E desde então sempre achei a quarta sensacional. Aquele “adagio” misterioso, tanto suspense, até que de repente você é pego com uma explosão da orquestra e, então, aquele tema alegre e jocoso. Interessante nela, também, são os nomes dos movimentos, que são parecidos, exceto o quarto.
    Já a sétima, também acho bonita e genial, mas não sei, não costumo ouvi-la. Também não consigo concordar com o que dizem sobre ela, que ela é uma sinfonia “dançante” (Wagner disse que ela era “uma apoteose da dança”). Pra mim é só uma sinfonia e pronto.
    Faça boa viagem.

Deixe uma resposta