Maria Callas – Gravações em Estúdio Completas – CDs 01 a 11 de 70: Gaetano Donizetti (1797-1848), Vincenzo Bellini (1801-1835), Richard Wagner (1813-1883), Amilcare Ponchielli (1834-1886), Giacomo Puccini (1858-1924) e Pietro Mascagni (1863-1945) [link atualizado 2017]

IM-PER-DÍ-VEL MESMO !!!

Agora em hospedeiro próprio! Viva o PQPQShare!

Essa semana resolvemos jogar pesado aqui no PQPBach!

Depois da postagem do Avicenna (logo abaixo desta), da formação do Acervo PQPBach de Música Colonial e Imperial Brasileira, coisa de embasbacar qualquer um, trago essa humilde coleçãozinha da Maria Callas… Hehehe!

Sendo assim, solenemente vos anuncio:

Regozijai, ó, callistas! Hoje, finalmente, após tantas promessas e protelações, este mortal que vos fala consegue inciar com base e categoria a série de SETENTA (isso mesmo, nada menos que setenta) álbuns com todas as gravações realizadas por Maria Callas em estúdio. Serão dez CDs por postagem a partir de hoje e pelas próximas seis terças-feiras (hoje temos até o número 11 para não quebrar a Tosca de Puccini).

Ah, Maria Callas, a grande diva, a divina, etc… Já lhes disse que ela não é nem de longe a soprano que mais gosto? Explico: Callas era uma soprano spinta, ou seja, uma soprano “empurrada”, na tradução literal, ou forçada, no nosso português. Tinha uma tessitura muito extensa que a fazia interpretar personagens que exigiam desde mezzo-soprano (Carmen, por exemplo) até o soprano ligeiro (como em Lakmé) e, com isso, muitas vezes lhe faltava peso para fazer as personagens mais graves e, especialmente, leveza em papéis mais agudos.

Seu timbre também não é dos mais belos e puros… Mas o que então tanto encanta em Maria Callas? O que tem que tanto cativa?

Creio que ela foi, acima de tudo uma intérprete fenomenal! Conseguia dar o exato ponto, o peso, a sustentação perfeita da nota, a respiração mais apropriada em suas interpretações, e que interpretações! Sua desenvoltura e performance em palco forçaram outros cantores líricos a melhorarem suas apresentações a representarem melhor as músicas que cantavam. Grande mulher, que por esses e outros motivos acabou por arrastar multidões a suas récitas, dos príncipes aos plebeus. conseguiu fazer de uma cantora de ópera uma popstar!

Bah! Nem quero falar mais! Callas dispensa muitos comentários (mas nem por isso deixem de comentar essa postagem), e farei mais colocações nas próximas postagens. Por agora, curta esse material, que já dá mais que um CD por dia até a semana que vem.

Ouça! Deleite-se! Atinja o êxtase!

Maria Callas (1923-1977)
Complete Studio Recordings

CD 01
Primeiro Recital (1 CD)

Richard Wagner (1813-1883)
01. Tristão e Isolda – Liebestod: Dolce e Calmo (3º ato) – Wagner, Richard
Vincenzo Bellini (1801-1835)
02. Norma – Casta Diva
03. Norma – Ah! Bello a Me Ritorna
04. I puritani – O, Rendetemi La Speme
05. I puritani – Qui La Voce Sua Soave
06. I puritani – Vien, Diletto, e In Ciel La Luna

Orchestra Sinfonica Nazionale della RAI
Arturo Basile, regente
Novembro de 1949, Turim

CDs 02-03-04
Amilcare Ponchielli (1834-1886)
La Gioconda

CD 02:
01. Preludio
02. Feste e Pane! (1º ato)
03. e Cantan Su Lo Tombe!
04. Figlia, Che Reggi Il Tremulo Pie
05. L’Ora Non Giunse Ancor Del Vespro Santo
06. Gloria a Chi Vince
07. Questi e L’Uom Ch’io Cerco
08. Suo Covo e Un Tugurio
09. Ribellion!
10. Voce Di Donna O d’Angelo
11. Enzo Grimaldo, Principe Di Santafior, Che Pensi?
12. O Grido Di Quest’ Anima
13. Maledici? Sta Ben…L’Amor T’Accieca
14. O Monumento!
15. Carneval! Baccanal!
16. Angele Dei

CD 03:
01. Ho! He! Ho! He! Fissa Il Timone! (2º ato)
02. Pescator, Affonda L’Esca
03. Sia Gloria Ai Canti Dei Naviganti!
04. Cielo e Mar!
05. Ma Chie Vien?
06. Deh! Non Turbare
07. e Il Tuo Nocchiere Or La Fuga T’Appresta
08. Stella Del Marinar!
09. e Un Anatema!
10. L’Amo Come Il Fulgor Del Creato!
11. Il Mio Braccio T’Afferra!
12. Laura! Laura, Ove Sei?
13. Tu Sei Traditio! …Noto M’e Il Rombo

CD 04:
01. Si! Morir Ella De’ ! (3º ato)
02. Ombre Di Mia Prosapia
03. Qui Chiamata M’Avete? …Bella Cos?, Madonna
04. Morir! e Troppo Orribile!
05. e Gia Che Ai Nuovi Imeni
06. O Madre Mia, Nell’ Isola Fatale
07. Benvenuti Messeri! Andrea Sagredo!
08. Grazie VI Rendo Per Le Vostre Laudi
09. Prodigio! Incanto!
10. Vieni! Lasciami!
11. d’un Vampiro Fatal
12. Preludio (4º ato)
13. Nessun V’ha Visto?
14. Suicidio!
15. Ecco, Il Velen Di Laura
16. Enzo, Sei Tu
17. O Furibonda Jena
18. Ten Va Serenata
19. La Barca S’Avvicina
20. a Te Questo Rosario
21. Ora Posso Morir. Tutto e Compiuto
22. Si, Il Patto Mantengo

Maria Callas, soprano
Fedora Barbieri, mezzo-soprano
Gianni Poggi, tenor
Paolo Silveri, barítono
Orchestra Sinfonica  e Coro Nazionali della RAI
Antonino Votto, regente
Setembro de 1952, Turim

CDs 05-06
Gaetano Donizetti (1797-1848)
Lucia di Lammermoor (2 CDs)

CD 05:
01. Preludio
02. Percorrete Le Spiagge Vicine (1º ato)
03. Tu Sei Turbato! e N’ho Ben Donde
04. Cruda, Funesta Smania
05. Il Tuo Dubbio e Omai Certezza
06. La Pietade In Suo Favore
07. Maestoso
08. Ancor Non Giunse?
09. Regnava Nel Silenzio
10. Quando Rapito In Estasi
11. Egli S’Avanza
12. Sulla Tomba Che Rinserra
13. Qui Di Sposa Eterna Fede
14. Ah, Talor Del Tuo Pensiero
15. Verranno a Te Sull’ Aure

CD 06:
01. Moderato-Lucia Fra Poco a Te Verra (2º ato)
02. Appressati, Lucia
03. Il Pallor Funesto, Orrendo…A Ragion Mi Fe’ Spietato
04. Nobil Sposo…Cessa, Cessa!
05. Soffriva Nel Pianto
06. Che Fia? Suonar Di Giubilo
07. Se Tradirmi Tu Potrai
08. Per Te d’Immenso Giubilo…Per Poco Fra Le Tenebre
09. Dov’e Lucia? …Qui Giungere Or La Vedrem
10. Ecco Il Tuo Sposo
11. Chi Mi Frena In Tal Momento
12. T’Allontana, Sciagurato…Rispettate In Me Di Dio
13. Sconsigliato! In Queste Porte Chi Ti Guida?
14. Esci, Fuggi, Il Furor Che M’Accende
15. d’Immenso Giubilo (3º ato)
16. Ah! Deh, Cessate Quel Contento! Dalle Stanze Ove Lucia
17. Oh! Qual Funesto Avvenimento!
18. Oh Giusto Cielo! Il Dolce Suono
19. Ohime! Sorge Il Tremendo
20. Ardon Gli Incensi_ Splendon Le Sacre Faci
21. Spargi d’Amaro Pianto
22. Maestoso-Tombe Degli Avi Miei
23. Fra Poco a Me Ricovero
24. Oh, Meschina! Oh, Fato Orrendo!
25. Dove Corri, Sventurato?
26. Tu Che a Dio Spiegasti L’Ali
27. Che Facesti?

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Tito Gobbi, barítono
Coro e Orquestra del Maggio Musicale Fiorentino
Tullio Serafin, regente
Fevereiro de 1953, Florença

CDs 07-08
Vincenzo Bellini (1801-1835)
I puritani (2 CDs)

CD 07:
01. Sinfonia
02. All’ Erta! All’ Erta! (1º ato)
03. O Di Cromvel Guerrieri
04. a Festa!
05. Or Dove Fuggo Io Mai?
06. Ah! Per Sempre Io Ti Perdei
07. T’Appellan Le Schiere…Bel Sogno Beato Di Pace e Contento
08. O Amato Zio, O Mio Secondo Padre!
09. Sai Com’ Ardein Petto Mio
10. Odi…Qual Suon Si Desta?
11. Ad Arturo Onore
12. a Te, O Cara, Amor Talora
13. Il Rito Augusto Si Compia Senza Me
14. Com’io, VI Unisca
15. Son Vergin Vezzosa
16. Sulla Virginea Testa
17. Ferma. Invan Rapir Pretendi
18. e Gia Al Ponte-Passa Il Forte
19. Ah Vieni Al Tempio-Fedele Arturo
20. Ma Tu Gia Mi Fuggi?

CD 08:
01. Ah…Dolor! Ah, Terror! (2º ato)
02. Qual Novella?
03. Cinta Di Fiori e Col Bel Crin Disciolto
04. e Di Morte Lo Stral Non Sara Lento
05. O Rendetemi La Speme…Qui La Voce Sua Soave Mi Chiamava
06. Vien, Diletto, e In Ciel La Luna!
07. Il Rival Salvar Tu D?i
08. Se Tra Il Buio Un Fantasma Vedrai
09. Riccardo! Riccardo!
10. Suoni La Tromba
11. Son Salvo, Alfin Son Salvo (3º ato)
12. a Una Fonte Afflitto e Solo
13. Qual Suon! Alcun S’Appressa
14. Son Gia Lontani
15. Fini…Me Lassa!
16. Ch’ei Provo Lontan Da Me?
17. Vieni Fra Queste Braccia
18. Alto La! Fedel Drapello
19. Cavalier, Ti Colse Il Dio
20. Credeasi, Misera!
21. Suon d’Araldi?

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Nicola Rossi-Lemeni, baixo
Rolando Panerai, barítono
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Tullio Serafin, regente
Março de 1953, Milão

CD 09
Pietro Mascagni (1863-1945)
Cavalleria rusticana (1 CD)

01. Preludio
02. O Lola Ch’ Haidi Lattila Cammisa
03. Preludio
04. Gli Aranci Olezzano
05. Dite, Mamma Lucia
06. Il Cavallo Scalpita
07. Beato Voi, Compar Alfio
08. Regina Coeli, Laetare: Alleluja!
09. Inneggiamo, Il Signor Non e Morto
10. Voi Lo Sapete, O Mamma
11. Tu Qui, Santuzza?
12. Fior Di Giaggiolo
13. Ah! Lo Vedi, Che Hai Tu Detto?
14. No, No, Turiddu, Rimani, Rimani Ancora
15. Oh! Il Signore VI Manda, Compar Alfio!
16. Intermezzo
17. a Casa, a Casa, Amici
18. Viva Il Vino Spumeggiante
19. a Voi Tutti, Salute!
20. Mamma, Quel Vino e Generoso

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Tullio Serafin, regente
Agosto de 1953, Milão

CDs 10-11
Giacomo Puccini (1858-1924)
Tosca (2 CDs)

CD10:
01. Ah! Finalmente! (1º ato)
02. e Sempre Lava!
03. Sante Ampolle! Il Suo Ritratto!
04. Dammi I Colori…Recondita Armonia
05. Gente La Dentro
06. Mario! Mario! Mario! …Son Qui
07. Ora Stammi a Sentir
08. Or Lasciami Al Lavoro
09. Ah, Quegli Occhi…Quale Occhio Al Mondo
10. Mia Gelosa!
11. e Buona La Mia Tosca
12. Sommo Giubilo, Eccellenza!
13. Un Tal Baccano In Chiesa!
14. Tosca? Che Non Mi Veda
15. Ed Io Venivo a Lui Tutta Degliosa
16. Tre Sbirri, Una Carrozza

CD11:
01. Tosca e Un Buon Falco! (2º ato)
02. Ha Piu Forte Sapore
03. O Galantuomo, Come Ando La Caccia?
04. Meno Male!
05. Ov’e Angelotti?
06. Ed Or Fra Noi Parliam Da Buoni Amici
07. Sciarrone, Che Dice Il Cavalier?
08. Orsu, Tosca, Parlate
09. Floria! Amore
10. Salvatelo! Lo? Voi!
11. Se La Giurata Fede Debbo Tradir-Gia Mi Struggea L’Amor
12. Come Tu Mi Odi!
13. Vissi d’Arte
14. Vedi, Le Man Giunte Io Stendo a Te!
15. Io Tenni La Promessa
16. Tosca, Finalmente Mia!
17. Or Gli Perdono!
18. Andante Sostenuto-Lo De’ Sospiri (3º ato)
19. Lento
20. Largo-Mario Cavaradossi? a Voi
21. e Lucevan Le Stelle
22. Moderato Con Moto-Ah! Franchigia a Floria Tosca
23. O Dolci Mani Mansuete e Pure
24. Senti, L’Ora e Vicina
25. Amaro Sol Per Te M’Era Il Morire
26. e Non Giungono
27. Com’e Lunga L’Attesa!
28. Presto! Su, Mario!

Maria Callas, soprano
Giuseppe di Stefano, tenor
Tito Gobbi, barítono
Coro e Orchestra della Scala di Milano
Victor de Sabata, regente
Agosto de 1953, Milão

Só para os gulosos! BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE 698Mb

POR FAVOR… TEÇA ALGUM COMENTÁRIO. DEU UM TRABALHÃO…

Bisnaga

60 comments / Add your comment below

  1. Meu Deus!!!! Sem palavras para descrever a satisfação em ver estes álbuns para download. Muitíssimo obrigado!! Acrescenta-se, agora, a este magnífico acervo, o clássico do clássico do mundo da Ópera, que era apenas o que faltava para este site ficar simplesmente: perfeito. Parabéns!!

  2. quando procuro ‘baixar’ o arquivo o ‘desce’ é um outro: BIS-2012.08.02-Alice Ribeiro-Chants du Brasil que já tenho arquivado. não entendo por que. alguem pode me explicar e ensinar a ‘baixar’ corretamente? desde já agrdeço pois tenho muito apreço por maria callas.

  3. E olha que esse álbum é difícil mesmo de achar na internet, pelo que parece. Bisnaga, como podes estragar tudo assim?…

    Bom, mas quanto à postagem, achei interessante você não ter dado nem meia palavra. Realmente, não precisa dizer nada mesmo! Maria Callas+Wagner+Bellini= não precisa nem descrever o resultado. Por favor, Bisnaga, corrija esse defeito com o link!

  4. Alguém pode referir, por favor, a qualidade do som destes CDs? Gravações nos inícios dos 50, em estúdio?
    Há uma gravação, histórica, da Callas, ao vivo, aqui no Teatro São Carlos, em Lisboa, no final dos anos 50, creio, em La Traviata, cuja qualidade é deplorável. Uma pena, porque Callas esteve soberba, dizem as críticas de então.

  5. Sou fã de Callas desde criança. Foi através do canto dela que resolvi estudar o Canto Lírico e me espelhar nela para difundir a música de qualidade (sendo erudita ou popular). Parabéns pela iniciativa, atualizando meus álbuns desde já. Muito, muito Obrigada!!!!!

  6. Além de imperdível, magnifica interpretação e divina postura vocal; e meus parabéns ao compilador; belo trabalho….isso é cultura pura.

  7. Mais uma vez me rendo ao P.Q.P. Bach! Só faltavam mesmo as óperas; e que qualidade! Meu acervo vai ficar enriquecido graças ao trabalho dessa turma.
    Muito agradecido Sr Bisnaga e extensivamente a todos que nos brindam com essa música maravilhosa.

  8. Lindo! Espantoso! Fenomenal! Sublime! Celestial! Transcendental! Maria Callas! Forever! Muito obrigado pela bela postagem! Ja estou baixando…

  9. Parabéns pela publicação!

    Esse é um trabalho que certamente valeu a pena!!! Vou baixar os álbuns assim que puder, depois opino melhor!

    Parabéns mais uma vez!

  10. Nessa coleção da Maria Callas existem gravações realmente históricas como a Tosca de 1953, que é antológica, pois tem Callas, Di Stefano e Gobbi em sua melhor forma e a regência impecável do De Sabata.

    Mas, tem algumas gravações que são válidas apenas pela presença da própria Callas. Algumas gravações apresentam tenores bons, mas pouco adequados ao estilo da grega (Fernandi na Turandot, por exemplo).

    O que chama a atenção sempre é a sintonia que existia no trio Callas-Di Stefano-Gobbi e principalmente na dupla tenor/soprano formada pela grega e pelo siciliano.

    1. Realmente, Fábio, acabei nem escrevendo nada sobre os demais intérpretes dessas gravações… Muita gente de alto escalão nessa coleção.

  11. Muito agradecido; Callas não é perfeita, é a própria perfeição. não obstante concordo com vc PQP em alguns pontos. Paradoxalmente o seu timbre em determinados momentos me incomoda

  12. Callas é, de longe, minha soprano favorita. Que então os papéis líricos se ajustem à sua voz, e não o contrário; porque jamais teremos outra como ela. Qualquer crítica a ela, especialmente, sempre me soa como uma certa dorzinha de corno… Desculpem!

  13. Muitíssimo obrigado!!! Eu que sou um sou um apaixonado por Callas, um fã incondicional, fiquei muito feliz em ver essas postagens. Sou suspeito em falar desse monstro sagrado da ópera. Cometários são dispensados diante de tal poder vocal dessa mulher, da emoção que ela coloca na voz. Realmente Maria Callas vivia cada personagem seu intensamente. Bravissíma!!!

  14. AAAAAAHHHHHHHHHH!! O que alguns dias sem visitar o blog nos causam???
    Bisnaga, isto não se faz… o HD do micro aqui do “trampo” tá pequeno e os caras da infra não me querem dar um de 500 gb… não sei pq… rs
    Bom, vou começar a baixar, né? Se precisar faço um “minha mãe mandou escolher este daqui” pra liberar espaço… orra…
    Parabéns e obrigado!

  15. Eu sempre sou da opinião de que os piores costumam ser os melhores. Explico: limitações técnicas implicam em compensação ou aprimoramento, intensidade emocional na interpretação. Beniamino Gigli era tecnicamente perfeito, absolutamente perfeito, mas suas interpretações tem algo de caixinha de música, fluem, mas são mecânicas.
    A Callas com suas limitações vocais precisava de algo que justificasse sua presença em cena e, num processo semelhante ao que aconteceu com Carmen Miranda ou Maria Caniglia, investiu na interpretação, no apelo emocional.
    Perfeição técnica nos fascina pelo seu aspecto de superação, mas é a emoção – aquilo de que somos todos feitos – que nos eleva ao entusiasmo.

    1. Absoluta.
      Callas não possuía, por exemplo, a leveza vocal necessária para papéis de soprano leggero, como Lakmé ou a Rainha da Noite…
      Veja como as árias desses papéis são melhor cantadas, num timbre mais adequado, por nomes como Lily Pons, Niza de Castro Tank, Natalie Desssay ou Diana Damrau.

  16. Estou lendo o livro “Maria Callas – A mulher por trás do mito” e estou fascinado com a personalidade e com o imenso talento dessa personalidade. Cada cd desses é um tesouro! Depois que comecei a ler e a entender um pouco mais sua vida pessoal, vi o quanto essa mulher foi injustiçada pela mídia da época.

  17. Segundo o livro que estou lendo sobre sobre esta artista, La Gioconda, foi a primeira oportunidade de Maria Callas mostrar à Itália o seu talento, já que era conhecida apenas na Grécia. Foi essa ópera que abriu as portas de Maria Callas para o sucesso que tem ainda hj mesmo depois de ter morrido.

  18. Agora historia interessante aconteceu com I Puritani. Callas estava estudando para as récitas de Die Walkure de Wagner, quando deparou com uma ária de Il Puritani, de primeira vista ela pôs-se a cantar a ária. A esposa de Tulio Serafin que estava ao telefone com o marido, ficou fascinada com a ária e comentou com ele. No outro dia, o mesmo foi a sua casa, ainda de manhã com o diretor de um teatro, se não me engano o La Skala, pediu que ela descesse e cantasse para eles a ária. Os dois cochicharam e depois Tulio Serafin disse que ela faria o papel na outra semana. O que era praticamente impossível, pois a mesma estava particpando das récitas de Die Walkure e não estava familiarizada ainda com o papel.

    1. É.
      Uma das coisas que mais chamava a atenção em Maria Callas era a sua versatilidade para dar a coloração a personagens tão distintas em pequenos espaços de tempo ou em alternância de papéis que apresentava.
      Não era pra qualquer uma…

  19. O Bisnaga tá querendo nos humilhar repostando tudo isso.. dia destes comentou conosco que botou uma internet de 50mb em casa… por isso tá podendo ….

  20. Isso que vcs fazem é tao lindo que fico até sem palavras.E como meu “conhecimento” de música clássica se limita a ouvir (estou começando agora deem um desconto tá. kk) nem tenho muito o que comentar. Mas sintam-se agradecidos por cada post e por cada minuto de trabalho.
    E o rapidshare é o pior servidor de downloads EVER. Mega neles!

  21. Quando Maria Callas solta a voz o cara treme ou fica pasmo.
    Incrível o poder de fogo desta mulher. Essa postagem é uma
    Pérola única no mundo. Parabéns , grato e um abraço do Dirceu.

Deixe uma resposta