Beethoven (1770-1827): Os 5 Concertos para Piano com Paul Lewis (revalidado)

Conheci Paul Lewis através de uma gravação ao vivo da última sonata de Beethoven, a Op. 111. Realização extraordinária, cuja aparente simplicidade e profunda verdade cativaram minha atenção ao pianista para sempre.

Não muito tempo depois consegui a gravação integral das sonatas em estúdio, que Paul Lewis realizou entre 2006 e 2008 (disponibilizada aqui), e viciei: confesso que de lá pra cá raramente consigo suportar ouvi-las nas realizações de outros pianistas.

Nada mais natural, portanto que também quisesse disponibilizar os concertos de Beethoven com Lewis – o que fiz aqui originalmente em 16/09/2012 – mas confesso que não senti o mesmo entusiasmo que com as sonatas. Na ocasião levantei a hipótese de que o maestro não estivesse à altura da genialidade interpretativa do pianista –

… mas admito que pode ser um julgamento totalmente injusto. O fato é que qualquer interpretação de Lewis (inclusive as das sonatas) exige algum tempo de convívio, de audição repetida, até chegarmos a reconhecer toda a sua sutil grandeza. E é engraçado como a idade vem me tirando o gosto de ouvir massas orquestrais, me deixando cada vez mais fã da beleza do pequeno… E então simplesmente não parei para ouvir estas gravações por tanto tempo quanto a das sonatas. Quer dizer: ainda não me concedi a chance de me entusiasmar.

Seja como for, a esta altura já não dá pra falar de piano de Beethoven no século XXI sem levar Paul Lewis em conta. No mínimo por isso, estas gravações merecem ser conhecidas. Por isso tratei de incluí-las logo na “campanha de revalidação” dos links das postagens de Ranulfus (iniciada há poucos dias com as duas postagens de Porgy and Bess: na versão original e integral de Gershwin, e na extraordinária releitura de Louis Armstrong e Ella Fitzgerald).

Mas, enfim, falávamos de Beethoven; vamos a ele, então!

BEETHOVEN: OS CINCO CONCERTOS PARA PIANO
BBC Symphony Orchestra regida por Jirí Belohlávek
Piano: Paul Lewis

Concerto No 1, em Do Maior, op.15 (1796-97)
I. Allegro con brio
II. Largo
III. Rondò: Allegro scherzando

Concerto No 2, em Si b Maior, op.19 (1787-89-95)
I. Allegro con brio
II. Adagio
III. Rondò: Molto allegro

Concerto No 3, em Do menor, op.37 (1800)
I. Allegro con brio
II. Largo
III. Rondò: Allegro

Concerto No 4, em Sol Maior, op.58 (1805-06)
I. Allegro moderato
II. Andante con moto in E minor
III. Rondò (Vivace)

Concerto No 5, em Mi b Maior, op. 73, “Imperador” (1809-11)
I. Allegro
II. Adagio un poco mosso
III. Rondò: Allegro ma non troppo

BAIXE AQUI – download here

Ranulfus, com a colaboração de FDP Bach

13 comments / Add your comment below

  1. Grandiosa postagem, Ranulfus! Esses concertos são esplêndidos, apaixonantes, talvez um pouco mais do que os de Mozart, me atrevo a dizer. Interessante a história de Paul Lewis, e também achei interessante você não ter colocado os links dos vídeos no You Tube. Deve ser proposital, entendo, mas de qualquer forma, é só procurar lá na barra de pesquisa do site que se acha. Deve ser mais legal ver em vídeo, eu acho. Ah, falando em Beethoven, hoje o programa “Clássicos”, da TV Cultura, vai apresentar um concerto com o Nikolaus Harnoncourt e a Orquestra de Câmara da Europa, tocando Beethoven, Schubert e Lanner. IM-PER-DÍ-VEL, se o PQP me permite usar esse lema…
    Abraços.

  2. De onde você tirou essa preciosidade, Monge Ranulfus? Postei esta integral em estúdio do Lewis ano passado, mas ela se foi junto com o Megaupload. Já estou baixando os vídeos do youtube.

  3. Você não tem mais os arquivos dos CDs, FDP? Eu susbstituiria com imenso prazer. Só postei estes porque procurei os dos CDs por toda parte e não achei.

    Estes aqui estão com a qualidade de som MUITO deficiente, pois ao que parece não são nem em estéreo. São apenas o canal de som dos próprios videos do YouTube, colega: nada mais que isso…

    1. Tenho sim, Monge Ranulfus. Mas estou sem tempo para lhe mandar. Poderia esperar o final de semana? Vou trabalhar no feriado, mas possivelmente estarei de folga no sábado e no domingo…

  4. Monge Ranulfus some por um tempo, mas quando volta, volta em grande estilo e jogando pesado. Gostei muito destas versões do Lewis, creio que o pessoal também vai gostar.

  5. Lindo! Paul Lewis é na minha opinião um dos maiores pianistas vivos. Você pode também publicar os completos sonatas de Beethoven para piano, também interpretado por Lewis? Muito obrigado pela música maravilhosa

  6. Não sou nacionalista, longe de mim. Apesar de nunca ter ouvido Maria João Pires em qualquer concerto de Beethoven, imaginava que não seria, ou poderia ser, nada de extraordinário. Enganei-me, ou estava enganado. Oiçam o CD que saiu dela com o maestro Daniel Harding, com a Orquestra Sinfónica da Rádio Sueca, nos concertos 3 e 4. Depois digam de vossa justiça.

  7. Não sou patriota, longe de mim. Apesar de nunca ter ouvido Maria João Pires em qualquer concerto de Beethoven, imaginava que não seria, ou poderia ser, nada de extraordinário. Enganei-me, ou estava enganado. Oiçam o CD que saiu dela com o maestro Daniel Harding, com a Orquestra Sinfónica da Rádio Sueca, nos concertos 3 e 4. Depois digam de vossa justiça.

    1. Obrigado pela dica, Rui. Procurei e encontrei no YouTube uma amostra de alguns trechos no YouTube, e está realmente excepcional – sem nenhum exagero, nenhum maneirismo, lembrando de certa forma a intensa sinceridade e a simplicidade sofisticada que reconheço na nossa Guiomar Novaes.

      Em seguida – que excelente surpresa – descobri que um colega já havia compartilhado o disco completo aqui no PQP Bach. As publicações são tantas, que nem mesmo nós, da equipe, nos damos conta de tudo o que é publicado!

      Confira aqui a postagem do nosso colega FDP Bach:
      https://pqpbach.ars.blog.br/2014/12/05/ludwig-van-beethoven-1770-1827-piano-concertos-nos-3-4-maria-joao-pires-srdo-harding/

Deixe uma resposta