Béla Bartók (1881-1945): Pierre Boulez conducts Bartók – CD 3 de 8

IM-PER-DÍ-VEL PLUS !!! 

Link revalidado por PQP, que rerepete: não admito que esta extraordinária, notável, imbatível caixa esteja indisponível em nosso blog.

Neste terceiro CD da coleção Boulez Conducts Bartók temos três grandes nomes do piano da nova geração, apesar de que Zimerman não é tão novinho assim. Já ouvi estes concertos com outros solistas, e reconheço que estas não são as melhores gravações, mas serve de parâmetro exatamente para as gravações de gente grande do porte de Gèza Anda, o favorito do mano PQP, e o meu favorito, que postei aqui nos primórdios do blog, Zoltan Kòcsys.

Estes concertos são obras fundamentais do repertório pianístico do século XX. O último a ouvir estas obras primas será a mulher do padre. E tenho dito.
Espero que apreciem.

Bela Bartók – Piano Concertos 1-3

01 – Piano Concerto No.1 in E minor, Sz.83 (1926) – 1. Allegro moderato – Allegro
02 – 2. Andante – Allegro – attacca-
03 – 3. Allegro molto

Krystian Zimerman – Piano
Chicago Symphony Orchestra
Pierre Boulez – Conductor

04 – Piano Concerto No.2 in G major, Sz.95 (1930-1) – 1. Allegro
05 – 2. Adagio – Presto – Adagio
06 – 3. Allegro molto – Presto

Leif Ove Andsnes – Piano
Berliner Philharmoniker
Pierre Boulez – Conductor

07 – Piano Concerto No.3 in E major, Sz.119 (1945, Tibor Serly) – 1. Allegretto
08 – 2. Adagio religioso
09 – 3. Allegro vivace

Hélène Grimaud – Piano
London Symphony Orchestra

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Bartók: sempre bom pra cacete
Bartók: sempre bom pra cacete

FDPBach

5 comments / Add your comment below

  1. Passa ai o email dos padres porque sou forte candidato a ficar no final da fila. Tenho um monte de obras de compositores barrocos e neoclássicos para ouvir antes. Claro, se o padre for parecido com o Bento XVI, baixo e ouço neste instante! Mas falando sério agora. Um dia ainda educo os ouvidos para ouvir grande parte do séc. XX, Ainda estou perdido nas brumas do passado mais distante. Mais uma vez, parabéns pelo blog!!!

  2. É com muita empolgação que estou baixando este cd. Conheço o terceiro concerto de Bartok (na maravilhosíssima interpretação de Martha Argerich), simplesmente adoro. Acredito que gostarei igualmente dos outros dois. Não conheço esse pianista, mas Boulez já é meu conhecido de quase longa data, e o considero um dos musicos mais competentes de nossa época.
    Não compreendi o vasto e dubio conteúdo dos outros comentarios. Pelo que percebo (agora sim, a longa data, a reutilizar a afamada expressão) o povo aqui do PQP Bach é muito sarcástico e gosta de conversar pelas entrelinhas. Eu tambem posso ser sarcástico, é uma habilidade que todos podem desenvolver, não?, mas não posso ler as entrelinhas. Coisas transcedentais não são comigo. Quem é esse padre?

Deixe uma resposta