Ludwig van Beethoven (1770-1827) – String Quartets – CD 2 de 7 – Amadeus Quartet

Antes de mais nada queria agradecer a recepção que o primeiro CD desta coleção teve. Foram 100 downloads em menos de 24 horas. E também quero agradecer a gentileza das pessoas que me mandaram votos de melhoras para a minha saúde. O meu agradecimento vai em forma de postagem do segundo CD desta magnífica coleção. Assim que coloquei para ouvir novamente o CD para preparar o texto já emocionei-me sobremaneira com a sensibilidade e delicadeza dos primeiros acordes do Quarteto n° 4. A cumplicidade dos músicos deste conjunto é algo emocionante. Não sei se os senhores sabem, três deles sairam da Áustria antes da Segunda Guerra Mundial devido à sua origem judia. Ou seja, um tremendo senso de amizade e de cumplicidade os acompanhou durante toda sua longeva carreira.
Este CD traz os três últimos quartetos classicados com o op. 18. O texto abaixo foi retirado da biografia de Beethoven escrita por Maynard Solomom:
“Foi a série de Quartetos de Cordas, op. 18, que Beethoven se dedicou quando quis realizar o mais ambicioso projeto de seus primeiros anos de Viena. Essa coleção foi iniciada em 1798, composta principalmente entre 1799 e 1800 e publicada em 1801 com uma dedicatória para o Príncipe Lobkowitz. O quarteto para cordas era um dos veículos favoritos dos salões vienenses. Viena era o centro mundial da composição dos quartetos para Cordas e Haydn tinha sido o mestre supremo da forma.
(…) Vários foram pacialmente reescritos antes da publicação. Todos eles aceitam essencialmente a usual estrutura em quatro movimentos e todos refletem o estilo clássico vienense, com uma mistura ocasional de melodia italianada – talvez sobre a influência de Salieri (…) (Pg 147)

Citando um outro autor, Solomon coloca: “Beethoven parece ter subitamente posto em dúvida a estrutura clássica. Todas essas peças contém experimentos com diferentes tipos e arranjos de movimentos”. (Pg 147)
Poderia me estender mais na descrição destas obras, mas existem análises mais interessantes na internet. Basta procurá-las. Portanto, vamos ao que interessa… espero que apreciem.

P.S. – Voltei a usar o Mediafire pois mesmo em conta free ele me oferece uma velocidade de upload superior á do Rapidshare.

1 String Quartet No.4 in C minor, Op.18 No.4 1 1. Allegro ma non tanto
2 2. Andante scherzoso, quasi allegretto
3 3. Menuetto (Allegretto)
4 4. Allegro
5 String Quartet No.5 in A, Op.18 No.5 1. Allegro
6 2. Menuetto
7 3. Andante cantabile
8 4. Allegro
9 String Quartet No.6 in B flat, Op.18 No.6 1. Allegro con brio
10 2. Adagio ma non troppo
11 3. Scherzo (Allegro)
12 4. La Malinconia (Adagio – Allegretto quasi allegro – Adagio – Allegretto – Poco adagio – Prestissimo)

Amadeus Quartet

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDPBach

0 comments / Add your comment below

  1. Espero que esta mensagem já o encontre completamente restabelecido. Em algumas doenças a melhora é lenta e gradual, exigindo um pouco da nossa paciência, e se esse for o caso, não desanime! estamos todos aqui torcendo pela sua pronta recuperação. Agradeço a postagem dessa série e também os comentários, tenho os quartetos com o Melos e o Ittaliano, vou já comparar. Só posto esse comentário pois passei batido pelo primeiro cd, só soube agora de sua doença (e desses detalhes sobre o Amadeus Quartet).

  2. Meu ingresso no mundo da música clássica se deu no dia em que comprei um LP duplo contendo os últimos quartetos de Beethoven na leitura do Quarteto Amadeus. Portanto é um conjunto que tem um grande significado para mim.

    Parabens pelo belo post, FDP!

  3. Tambem percebí que a velocidade de upload do Mediafire é superior a de outros depósitos de arquivos, mesmo para os não pagantes. Alem da rapidez no upload o Mediafire tambem apresenta maior estabilidade, sem interrupções e quedas antes da finalização.

  4. Ando realmente numa maré de azar… agora foi o modem que queimou.. e numa época de vacas magras e metade do salário ficando com a farmácia..
    Ernesto, interessante como estes primeiros contatos são os que ficam em nossa memória… são vários os casos em que resisto á novas leitura por estar totalmente absorvido por aquela outra leitura e interpretação. Determinadas passagens das obras se infiltram na nossa cabeça de tal forma que bloqueiam as outras possibilidades.
    Com relação ao Mediafire ainda tenho certa resistência à ele. Sua velocidade de upload realmente é boa, utilizando os 10% da velocidade disponível, não é burocrático, enfim, é a melhor opção dentre as que temos atualmente, mas mesmo assim tem algumas manias que me irritam. Vá entender.

  5. Interessante essa idéia de comparar as interpretações do Quarteto Melos e do Italiano. Eu tenho uma caixa de CD’s dos quartetos do período intermediário gravada pelos italianos e comparei com outros interpretes como Amadeus, Kodály. Os italianos executam com muita técnica, mas a lentidão dilui a dramaticidade da musica de Beethoven. O Budapest parece ser insuperável na interpretação dos quartetos de Haydn, Mozart e Beethoven.

Deixe uma resposta