J.S. Bach (1685-1750): Suítes Inglesas Completas

Confesso a vocês não ser um apaixonado pelas Suítes Inglesas de Bach. Meu pai, ao dar o nome a elas, foi presciente. Ele sabia do deserto de almas compositoras que sobreviria na Inglaterra entre os nomes de Henry Purcell e Benjamin Britten. Foram quase 300 anos de música de terceira linha. Então, reservou para os britânicos suas melodias mais previsíveis. Não obstante minha opinião, conheço pessoas que roubariam e matariam por elas, principalmente quando tocadas por Gustav Leonhardt, um verdadeiro viagra musical, capaz de erguer até um Cou… perin. Erguer Bach é muito mais fácil, não?

BACH, J.S.: English Suites Nos. 1-3, BWV 806-808

English Suite No. 1 in A major, BWV 806

1. I. Prelude 00:02:19
2. II. Allemande 00:05:45
3. III. Courante I 00:02:14
4. IV. Courante II – 00:02:47
5. Double I – 00:02:48
6. Double II 00:01:27
7. V. Sarabande 00:05:04
8. VI. Bourree I and II 00:05:46
9. VII. Gigue 00:03:23

English Suite No. 2 in A minor, BWV 807

10. I. Prelude 00:06:08
11. II. Allemande 00:04:57
12. III. Courante 00:02:21
13. IV. Sarabande 00:03:54
14. V. Bourree I and II 00:05:02
15. VI. Gigue 00:02:38

English Suite No. 3 in G minor, BWV 808

16. I. Prelude 00:04:19
17. II. Allemande 00:04:43
18. III. Courante 00:02:50
19. IV. Sarabande 00:03:39
20. V. Gavotte I and II 00:03:50
21. VI. Gigue 00:03:15

Total Playing Time: 01:19:09

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE (RapidShare)

BACH, J.S.: English Suites Nos. 4-6, BWV 809-811

English Suite No. 4 in F major, BWV 809

1. I. Prelude 00:06:06
2. II. Allemande 00:03:30
3. III. Courante 00:02:10
4. IV. Sarabande 00:03:25
5. V. Menuet I and II 00:04:17
6. VI. Gigue 00:03:36

English Suite No. 5 in E minor, BWV 810

7. I. Prelude 00:06:27
8. II. Allemande 00:05:00
9. III. Courante 00:03:04
10. IV. Sarabande 00:03:36
11. V. Passepied I and II 00:04:30
12. VI. Gigue 00:03:37

English Suite No. 6 in D minor, BWV 811

13. I. Prelude 00:09:04
14. II. Allemande 00:02:28
15. III. Courante 00:01:42
16. IV. Sarabande 00:03:03
17. V. Double 00:02:40
18. VI. Gavotte I and II 00:05:06
19. VII. Gigue 00:03:36

Total Playing Time: 01:16:57

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE (RapidShare)

Wolfgang Rubsam, piano

Apoie os bons artistas, compre suas músicas.
Apesar de raramente respondidos, os comentários dos leitores e ouvintes são apreciadíssimos. São nosso combustível.
Comente a postagem!

PQP

13 comments / Add your comment below

  1. Boa tarde…..eu fiz recentemente duas gravações do audio da Orquestra Filarmonica de Minas Gerais….uma foi ontem e outra na semana passada cujo solista foi nada mais nada menos que o Nelson Freire. Gostaria de disponibilizar para o blog. Por gentileza peço que que entrem em contato comigo através do email rafaelpascini@hotmail.com para que eu disponibilize o audio para vocês. Obrigado

    Ah e eu amo as suites inglesas do bach mas prefiro as francesas mesmo rsrs

  2. PQP:

    “Ele sabia do deserto de almas compositoras que sobreviria na Inglaterra entre os nomes de Henry Purcell e Benjamin Britten”

    Concordo plenamente com o que você afirma sobre os compositores ingleses entre Purcell e Britten (talvez só Elgar se salve).

    Fui defender justamente esse fato em uma comunidade no orkut e alguns britanófilos muito chatos resolveram defender sua amada Inglaterra afirmando que os britânicos têm a BBC, a Sinfônica de Londres, etc, etc, etc. Falaram também que o fato de não ter compositores de renome não desqualifica a Inglaterra, musicalmente falando.

    A Inglaterra é rica culturalmente, mas não teve compositores de primeira linha, principalmente durante o período expansionista (para não dizer “imperialista”, porque criticaram no orkut até esse termo) e isso é fato. Os britanófilos de plantão se mordem quando alguém afirma isso e as reações deles são sempre hilárias!!

  3. Maravilhoso, sensacional .. o que mais dizer ….
    Por falar nisso … posso sugerir outra maravilha do “papai Bach” em transcrição para o acordeon?
    http://i-bloggermusic.blogspot.com/2010/07/j-s-bach-on-accordion.html
    É um obra prima com o toque mais que especial do acordeon…. IM-PER-DÍ-VEL!

    Saudações Bachianas!
    Como disse certa vez Beethoven : “Bach sollte nicht Bach, sondern Meer heißen”[“Não riacho mas oceano, usando o significado literal de seu nome”].

  4. Pessoal, não hesitem – por favor!!! – em aproveitar o oferecimento do Rafael. Também assisti aos concertos a que ele se refere e posso asseverar que foram sensacionais!

  5. Vanderson e IGD

    Gravei sim o concerto do Nelson Freire que ele tocou Brahms 2 e a abertura foi Prokofiev. Estive na tb na filarmonica na terça AGORA e gravei a sinfonia 40 de mozart (jupiter) e o opus 32 do Gustav Holst. Acabei de mandar email para o PQP informando-lhe os links para o dowload e caso ele queira postar aqui no blog esta tudo bem por mim….caso vcs desejem o link tb favor me contactar pelo email rafaelpascini@hotmail.com que envio o link. abraço

  6. Sim vanderson você perdeu….mas não sei se vc sabe a filarmonica de Minas gerais não tem como especialidade tocar Mozart….eu particularmente não gostei da sinfonia 40 conhecida como jupiter apresentada na terça agora, no entanto foi excelente a execução do Opus 32 do Gustav Holst (Os planetas)

  7. Vanderson, a música do filme “Esqueceram de Mim 2”, faz parte parte da trilha sonora do filme, composta por John Williams, chama-se “Christmas at Carnegie Hall”.
    Quanto ao desenho do Pernalonga, só lembro da ária “Largo Al Factotum” da ópera “O Barbeiro de Sevilha” de Rossini.
    Espero ter ajudado. Abraço!

  8. Vanderson, achei esse texto em inglês que diz todas as músicas usadas no episódio.

    The film’s musical score includes original music by Carl Stalling, but a significant proportion of the score is pre-existing music, including several operatic pieces. The soundtrack includes Gioachino Rossini’s “Largo al factotum” from The Barber of Seville; Arthur Schwartz’s “A Rainy Night in Rio”; Barney Fagan’s “My Gal is a High-Born Lady”; Herman Hupfeld’s song “When Yuba Plays the Rumba on the Tuba” – played by Bugs on a tuba; Gaetano Donizetti’s aria “Chi Mi Frena In Tal Momento” from Donizetti’s Lucia di Lammermoor; Richard Wagner’s prelude, 2nd theme from Act III of Lohengrin; Franz von Suppé’s overture from Die schöne Galathee; and the melody to “It’s Magic.” This last piece is also used in the cartoon Transylvania 6-5000. The Fagan 1896 song had a racially stereotyped subject and lyrics. The author of the re-written lyrics used in the cartoon might be Carl Stalling or Michael Maltese. The Donizetti piece, actually a sextet, seems to have been a favorite of Warner music arranger Carl Stalling, and is also used in Book Revue and Back Alley Oproar.

Deixe uma resposta