Michael Nyman (1944) – Three concertos

Já que recentemente falei de Elisabeth Chojnacka, me lembrei dessa gravação em que ela dá conta do concerto para cravo e cordas de Nyman, mas aí vocês vão perceber que as melhores obras do CD são as outras duas: primeiro, o concerto duplo para violoncelo, sax tenor e orquestra, e depois o concerto para trombone (com Christian Lindberg).

De modo algum são peças de virtuosismo solístico: os solistas apenas puxam a orquestra ou vão junto com ela imprimindo uma pulsação vibrante como só Nyman – através de seu minimalismo maduro e não enjoativo – e outros poucos sabem fazer na música contemporânea. Um CD jovial, pra não dizer cabriocárico, isto é, helpis.

***

Michael Nyman, Edition No. 1: Concertos

1. Concerto for saxophone, cello & orchestra: No. 1
2. Concerto for saxophone, cello & orchestra: No. 2
3. Concerto for saxophone, cello & orchestra: No. 3
4. Concerto for saxophone, cello & orchestra: No. 4
5. Concerto for saxophone, cello & orchestra: No. 5
6. Concerto for harpsichord & strings: No. 1
7. Concerto for harpsichord & strings: No. 2
8. Concerto for harpsichord & strings: No. 3
9. Concerto for harpsichord & strings: No. 4
10. Concerto for harpsichord & strings: No. 5
11. Concerto for harpsichord & strings: No. 6
12. Concerto for trombone & orchestra: No. 1
13. Concerto for trombone & orchestra: No. 2
14. Concerto for trombone & orchestra: No. 3
15. Concerto for trombone & orchestra: No. 4
16. Concerto for trombone & orchestra: No. 5
17. Concerto for trombone & orchestra: No. 6
18. Concerto for trombone & orchestra: No. 7
19. Concerto for trombone & orchestra: No. 8
20. Concerto for trombone & orchestra: No. 9

# Concerto for saxophone, cello & orchestra
Composed by Michael Nyman
Performed by London Philharmonia Orchestra
with John Harle, Julian Lloyd Webber

# Concerto for harpsichord & strings
Composed by Michael Nyman
Performed by Michael Nyman String Orchestra
with Elisabeth Chojnacka

# Concerto for trombone & orchestra
Composed by Michael Nyman
Performed by BBC Symphony Orchestra
with Christian Lindberg

BAIXE AQUI (Link corrigido)

CVL

13 comments / Add your comment below

    1. Putz… Adriano, você conhece outro programa compactador que funcione com arquivos .rar? Tenho quase certeza que o problema é o bendito, digo, vagabundo Winrar.

  1. Pelo jeito o erro se repetiu com você. Eu estava achando que era alguma coisa com minha conexão pois eu estava mexendo no meu roteador há pouco, mas… dar erro duas vezes! Eu tenho instalado no meu PC o winzip, mas costumo usar o rar também.
    O pau não é no nome do arquivo?

    1. Na verdade não fiz o teste dessa vez – vou ver depois. A questão do nome do arquivo é resolvida com aquele velho método de extraí-lo numa pasta mais perto da raiz.

        1. Pronto. Instalei uma nova versão do Winrar e fiz o teste: os arquivos estão corrompidos mesmo. Espero na tarde de hoje fazer o reload do CD.

      1. Acabei indo na gaveta onde estava o CD e cuidei de fazer o upload agora de madrugada mesmo. Vou pregar o olho agora e trabalhar quando acordar.

  2. Brincô, CVL, brincô!! É claro que esse CD só pode ter sido gravado no Nordeste brasileiro!! ORQUESTRA ARMORIAL RELOADED! Já de cara, mas ainda mais a partir de 1min 18s – DE ONDE MAIS PODERIA SAIR UM TAL FRASEADO MELÓDICO?

    Mais: no segundo movimento (do Concerto para Sax e Cello) pegue dos 40 s em diante, mais ainda de 1:20 (o movimento é construído em relativas unidades de 40 segundos, reparem): tá lá a orquestração do baiano Lindembergue Cardoso para a Fantasia Leiga para um Rio Seco, do Elomar! Em em 3:30 ele ainda proclama escancaradamente à tona o parentesco celta dessa música!

    O que ressalta para mim dessa LINDA surpresa é que compositores europeus inteligentes estão hoje muito mais abertos a ouvir e reconhecer a produção brasileira, e mais: até aquela que vai além do óbvio centro-sulista – do que tantos ouvintes brasileiros que torcem o nariz “pra essas coisas” em nome de serem europeus!

    FANTÁSTICO, não sei nem como agradecer essa revelação!

    (Só uma coisa: as transição das faixas está se dando sempre como um salto que parece fora de lugar. É pra ser assim mesmo, ou é pobrema?)

    1. Estou preparando um post, Ranulfus. Se Nyman conhece Lindembergue Cardoso e a Orquestra Armorial não temos como afirmar, mas não seria nenhuma surpresa se ele conhecesse, dada a cultura musical que um compositor de ponta deve possuir. Só não comentei essas semelhanças por puro esquecimento – tenho muita coisa pra escrever nesses dias – mas eu nunca havia enumerado as ocorrências de semelhanças estéticas como você fez.

      Sobre a transição de faixas, parece que é assim mesmo: só no CD que ela é não se acusa aos ouvidos (pois na verdade os concertos são ininterruptos).

Deixe uma resposta