Johannes Brahms (1833-1897) – Sonatas para Violoncelo e Piano

Eu sou meio viciado na gravação de Lynn Harrell e Vladimir Ashkenazy. Aquilo não desgruda de meus ouvidos e tendo a comparar qualquer outra versão com meu gold standard. Esta gravação de Jacqueline du Pré e Daniel Barenboim chega a abalar minha convicção, mas não a derruba. Estas sonatas são grandíssima música. A(s) música(s) de câmara é o gênero onde o gênio de Brahms mais impressiona. Quartetos, sextetos, sonatas, tudo beira a perfeição e ele difícilmente erra.

Imperdível!

Brahms – Sonatas para Violoncelo e Piano

1. Sonata for Cello & Piano in E minor, Op. 38 (1989 Digital Remaster): I – Allegro non troppo 12:24
2. Sonata for Cello & Piano in E minor, Op. 38 (1989 Digital Remaster): II – Allegretto quasi Menuetto 5:50
3. Sonata for Cello & Piano in E minor, Op. 38 (1989 Digital Remaster): III – Allegro 6:58

4. Cello Sonata No. 2 in F Op. 99 (1989 Digital Remaster): I. Allegro vivace 9:01
5. Cello Sonata No. 2 in F Op. 99 (1989 Digital Remaster): II. Adagio affettuoso 7:31
6. Cello Sonata No. 2 in F Op. 99 (1989 Digital Remaster): III. Allegro passionato 7:38
7. Cello Sonata No. 2 in F Op. 99 (1989 Digital Remaster): IV. Allegro molto 4:37

Jacqueline du Pré, violoncelo
Daniel Barenboim, piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP

16 comments / Add your comment below

  1. Oba, estou tentando me iniciar em música erudita, e tenho tido mais facilidade para escutar essas formações menores (duo, quarteto…) do que orquestras. Para mim, vai ser um prato cheio.

    Deixe-me fazer uma pergunta, sem querer ser chato (o que é inevitável). Você conhece a gravação que o Brasil Guitar Duo fez recentemente para a Naxos, interpretando os duos de violão de Mario Castelnuovo-Tedesco? Se tiver essa gravação aí, poste para a gente dar uma conferida. Abraço!

  2. Oi 21º
    Oi pessoal!
    Belíssimas e dificílimas obras do mais que perfeito Brahms.
    Lindas concepções.
    Celo e Piano se ajustam às mil maravilhas (mesmo havendo ínfimas derrapadas de justeza em alguns poucos momentos, no Celo).
    Grande dupla.
    Parabéns pela escolha e pelas postagens.
    Um grande abraço.
    Edson
    PS- Fiz uma brincadeira comigo mesmo tentando usufruir da beleza das Sonatas de Johannes Brhams eliminando o som dos instrumentos e ficando apenas com o som ambiente (transpondo-as a la Cage para a moderna idade).
    Claro!
    Lembrei-me do grande e fantástico Schönberg fazendo isto com J.S. Bach (contudo, mantendo os sons).
    Confesso que tentei permanecer com as reminiscências que habitam meu subconsciente que, sem começo nem fim, nem mesmo “são” e nada têm a ver com a Arte Musical, como me ensinaram os brilhantes teóricos da postagem Cage.
    Não da para transpor!
    Brahms fica uma droga sem o som dos instrumentos.
    Não é como Cage, que fica mesmo melhor sem eles.

  3. ”PQP, conheces a versão da dupla Rostropovich e Serkin?”

    A gente reconhece logo uma Brahmsiana….eheheh….

    Jacqueline marcou somente pelo seu ”Elgar” , o resto é descartável. Suas Cello sonatas de Beethoven e Brahms com seu marido Barenboim,novinho e ainda longe do grande Baremboim que é hoje, são muito ruins….leves como uma pluma,falta-lhe densidade…o que não condiz com dois gigantes como Beethoven e Brahms…

  4. Na verdade Jacqueline era muito boa mesmo de marketing e até hoje as pessoas se deixam levar pelo aspecto do drama pessoal, realmente terrível, que viveu….seu ”Elgar”, entretanto, realmente marcou ,por uma série de circunstâncias que cercaram aquela gravação com Sir John Barbirolli e a LSO , impecáveis…

  5. O mano PQP estará ausente do blog até terça feira, e portanto não pode responder a estes questionamentos. Quanto a mim, fdpbach, continuarei afastado das postagens até maio, respondendo a uma ou outra dúvida. Quanto ao Debussy / Michalangeli, por se tratar de uma postagem minha, só poderei corrigi-la quando voltar à minha rotina normal.
    Tenho vontade de postar gravação da dupla Serkin/Rostropovich para as sonatas para cello já há bastante tempo, mas acabei esquecendo. Para aqueles que não puderem esperar, sugiro darem uma procurada no avaxhome, um maluco está postando a integral da obra de Brahms gravada pela DG, e a gravação escolhida para as sonatas foi exatamente essa do Serkin/Rostropovich.

  6. Hmmmmmmmmmmmmm… Bateu uma baita saudade dessas sonatas… mas o link está expirado! Che fare? Se estiver difícil subir de novo, alguém teria pista de outra fonte?

  7. Deu alguma coisa com esse link. Talvez seja só questão de associar o conteúdo dele a uma outra conta. Não sei, tem que ver o que estão dizendo, porque parece que foi mais do que simplesmente expirar.

  8. Caro PQP, Tentei baixar este CD, como baixei os outros dois que você disponibilizou com as sonatas para Cello de Brahms, mas obtive a seguinte menságem no RapidShare:

    “This file has been removed from the server, because the file has not been accessed in a long time”.

    ou:

    “Este arquivo foi removido do servidor, porque o arquivo não foi acessado a muito tempo”.

    Será que não seria possível você o reposta-lo?????

    Desde já fico-lhe muito grato.

    Parabéns pela iniciativa de criar e manter este espaço. Abraço.

Deixe uma resposta