#BTHVN250 – Beethoven: The 9 Symphonies — CD 5 de 6 (Kammerorchester Basel & Antonini)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Comecei a frequentar os concertos de música erudita com a idade de 4 ou 5 anos. Meu pai me levava. Ele disse que, por uns 5 anos, eu sistematicamente dormia após dez minutos. Ele queria saber quando eu pararia com aquilo, ainda mais porque eu dizia que gostava de ir… Certamente gostava era da companhia dele, claro. Mas houve um dia em que eu passei a não mais dormir. Foi quando assisti uma 7ª Sinfonia de Beethoven regida por Pablo Kómlos. Aquilo era enlouquecedor. Uma sucessão de agitadas danças com aquele Alegretto no meio. (Bem, o Allegretto também é uma dança… É uma pavana, é Beethoven que começa a olhar para trás. A tradição desacelerou esse movimento, dando um aspecto demasiado fúnebre. A pavana é uma dança calma, contida). Ouvi hoje a 7ª e, pela enésima vez… Toda aquela primeira impressão permanece viva. Eu sou o mesmo, de certa forma. De certa forma bem distorcida. O mais louco dessa sinfonia louca é o Finale — um rock pauleira da época e uma das formas-sonata mais estapafúrdias da história da música.

Mas, gente, eu também gosto DEMAIS da subestimada oitava. Eita, sinfonia boa!

Antonini e orquestra dão um show especial aqui. Trata-se de um dos melhores registros que ouvi destas duas obras-primas!

#BTHVN250 – Beethoven: The 9 Symphonies — CD 5 de 6 (Kammerorchester Basel & Antonini)

CD5
01. Symphony No. 7 in A major, Op. 92: I. Poco sostenuto – Vivace
02. Symphony No. 7 in A major, Op. 92: II. Allegretto
03. Symphony No. 7 in A major, Op. 92: III. Scherzo – Presto
04. Symphony No. 7 in A major, Op. 92: IV. Allegro con brio

05. Symphony No. 8 in F major, Op. 93: I. Allegro vivace e con brio
06. Symphony No. 8 in F major, Op. 93: II. Allegretto scherzando
07. Symphony No. 8 in F major, Op. 93: III. Tempo di minuetto
08. Symphony No. 8 in F major, Op. 93: IV. Allegro vivace

Kammerorchester Basel
Giovanni Antonini

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

PQP

2 comments / Add your comment below

  1. Desejo um mundo em que as discussões sejam do tipo 5ª ou 7ª?, Dom Casmurro ou Brás Cubas?, Lascia qu’io pianga ou Nessum dorma?, Tchekóv ou Dostoiévsky?, Celibidache ou Toscanini?, Ionescu ou Fo?, Coudet ou Roth? e assim por diante. Um mundo em que a palavra “comunista” não seja uma arma nas mãos de fascistas. Agora só falta esperar que Papai Noel me atenda. 🙂

  2. Grandioso post, PQPBach, enriquecido ainda mais com os pedidos de Igor a Papai Noel, que tomo como meus… Como nesses dias estou às voltas com as sinfonias de Paris do meu ídolo Haydn nas mãos de Harnoncourt , operação esta da qual não posso escapar, vou acabar ouvindo a integral do Beethoven com o Antonini já com os 6 cds disponibilizados: muito grato por isso! Por enquanto só tenho a dizer que, com Gardiner, Norrington, Kleiber e tantos outros que me passaram aos ouvidos, a oitava fica no lugar que você reserva à quarta. Grande abraço.

Deixe uma resposta