J. S. Bach (1685-1750): Concertos para oboé


FDP Bach tem sempre preocupações com o tempo. Apesar de trabalhar num centro urbano, mora numa fazenda e as variações do clima costumam atrapalhar sua Internet, tirando-lhe sua eletricidade, queimando seus modems, gerando gastos e o diabo. Como normalmente o que acontece hoje no RS acontecerá amanhã em Santa Catarina, já vou lhe avisando que nossa previsão é de temporal para hoje. Desligue tudo, FDP!

Enquanto isso, PQP acordou-se ouvindo os Concertos para Oboé de seu pai. A gravação é da muito boa Camerata Köln e, não obtante o fato destes Concertos já terem vivido melhores dias, é uma gravação de respeito que merece figurar em qualquer cedeteca que se preze. Há sol em Porto Alegre, dá vontade de ouvir Bach. Os passarinhos cantam enlouquecidos nas árvores pelo oboé ou pela tormenta próxima. Quando a merda se estabelecer só me restará ouvir Dvorak… Bem, brincadeira, não sei ainda qual será o próximo CD.

J. S. Bach (1685-1750): Concertos para oboé

Concerto in C minor BWV 1060 for Oboe & Violin
1. Allegro
2. Adagio
3. Allegro

Concerto in F major after BWV 49 & 169 for Oboe
4. Allegro
5. Siciliano
6. Allegro

Concerto in A major BWV 1055 for Oboe d’amore
7. Allegro
8. Larghetto
9. Allegro ma non tanto

Concerto in G minor BWV 1056 for Oboe
10. Allegro 03:00
11. Largo 02:52
12. Presto 03:27

Camerata Koln
Hans-Peter Westermann, oboe
Mary Utiger, violin

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Camerata Koln: esmerilhando
Camerata Koln: esmerilhando

PQP Bach

33 comments / Add your comment below

  1. Caro PQP, ou FDP, ou seja lá quem responda… tem algum cd pra postar aqui com peças para piano de Busoni? Procuro pelo “Indianisches Tagebuch” e a série de “Elegien”… me dêem uma luz sobre o assunto? Saudações!

  2. caro Brazix, não posso lhe ajudar, pois não tenho nada de Busoni. Mas não posso responder pelos outros colegas do blog. uma sugestâO: você já procurou no avaxhme?

  3. Caro PQP

    Como sanguessuga educado, venho até aqui para, além de aproveitar do que você disponibiliza, dar-lhe uma sugestão catita.

    Você criou, tenho certeza, uma baita frescura nos seus leitores quanto à qualidade de gravações. E eu, um reles estudante (associa-se não erroneamente tal condição com pobreza) ando com dificuldades de achar, na internet, uma gravação de qualidade (digo qualidade da taxa de amostragem mesmo) do Orfeo de Monteverdi.

    E a sugestão: por que não dar um Orfeo ao acervo do site? Pois, afinal, preocupo-me com a imagem que os outros têm de você, e arrepio de indignação quando imagino dizerem “pasmem: tanta cultura, tamanho acervo e tanto tempo de site; mas nenhum Orfeo!”, que é o que devem sair por aí falando os venenosos.

    Registro o pedido em forma educada de sugestão, e fica à critério Pqpístico e Fdpístico dar atenção ou não a este humilde estudante de musica – cujo leitmotiv é compor peças que hão de ser postadas, baixadas e comentadas neste baluarte da cultura musical, vulgo blog pqpbach.

    Perdão pela audácia desmedida.

  4. não gostaria de parecer sanguessuga, mais alguem tera alguma opera do vivaldi, estaria grato em ver uma resposta hoje mesmo.

    obs:gostaria que fosse em faixas separas e que viesse junto do libretto.

    não exijo que seja postado hoje mais que alguém me responpesse hoje.

    grato

  5. Tenho algumas gravações do L’Orfeo, como a de Garrido, uma muito boa com o Harnoncourt daqui: http://passacaille.blogspot.com/2007/03/claudio-monteverdi-lorfeo.html, uma um tanto lenta mas muita bonita com Rene Jacobs e Andreas Scholl (que faz a Esperança, cuja lamento não me canso de escutar; adoro A. Scholl!)
    Porém a minha preferida é a primeira a que tive acesso, através de um amigo, mas que infelizmente não possui os nomes dos intérpretes. Recomendo a versão do Harnoncourt cujo link está aí em cima, pois já vem com divisão de faixas.

  6. Ah, sim.

    Depois de alguns 26 post, vamos falar um pouco do cd postado.

    O cd é muito bom: tenho-o há alguns meses e sempre o ouço.
    Dou destaque ao último concerto em sol menor: é lindo demais.

    Como o próprio título do cd diz, são concertos para Oboé.
    Parece sutil, mas é isso mesmo, pois o oboé é o centro das atenções em todas as faixas; uma pena para quem esperava ouvir o concerto duplo em dó menor para violino e oboé (não muito tocado). O violino fica muito apagado e quase não aparece tanto quanto deveria.

    Mas tudo bem, o título diz tudo.

    Como disse anteriormente, o cd é maravilhoso e vale muito a pena tê-lo em uma discografia particular.

    Com relação ao concerto duplo para oboé e violino, a gravação é boa, mas deixa de lado o violino. Este concerto é meu preferido da série de concertos para violino (solo e acompanhados) de Bach; acho que posso indicar uma outra gravação para quem quiser ouvi-lo: ouçam o cd da Julia Fischer – Bach Concertos: este concerto está divino por lá.

    A Julia é uma baita violinista, mas ela ainda assim peca na velocidade de alguns outros concertos do cd (opinião de minha pessoa). Conheço bem os andamentos dos concertos e sei que ela está interpretando com uma velocidade coerente ao que as partituras pedem, mas fui mal acostumado com o andamento do Oistrakh.

    Inté
    Rafs

    1. É que há versões destes concertos para outros instrumentos, além do fato de alguns não terem sido escritos originalmente para o oboé. Algumas destas versões já foram disponibilizadas por nós, algumas mais antigas e melhores.

      Mas o a verdade é que PQP é muito louco e, ao lado de observações que você deveria levar pela vida afora, há algumas besteiras. Creio que a questão analisada seja o segundo caso.

Deixe uma resposta