Béla Bartók (1881-1945): Os Três Concertos para Piano

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Bem simples. Em quase 59 anos de vida e ouvindo música há pelo menos 45, digo-lhes que este é um dos melhores CDs que conheço. Não era para menos. Aqui temos o gênio do húngaro Bela Bartók + o extraordinário pianista, também húngaro, Géza Anda + aquele que talvez seja o melhor regente de todos os tempos: o igualmente húngaro Ferenc Fricsay. Imaginem que Fricsay, que infelizmente faleceu precocemente aos 49 anos, foi aluno de Bartók. Não dá para descrever o resultado. São pessoas que conhecem e compreendem profundamente um dos maiores compositores do século XX. Aqui nada é normal ou rotineiro. É para se ouvir de joelhos. Aproveitem este verdadeiro tesouro.

Béla Bartók — Concertos para Piano Nº 1, 2 e 3

1. Piano Concerto No.1, BB 91, Sz. 83 – 1. Allegro moderato – Allegro 9:16
2. Piano Concerto No.1, BB 91, Sz. 83 – 2. Andante 8:35
3. Piano Concerto No.1, BB 91, Sz. 83 – 3. Allegro molto 7:12

4. Piano Concerto No.2, BB 101, Sz. 95 – 1. Allegro 9:59
5. Piano Concerto No.2, BB 101, Sz. 95 – 2. Adagio – Più adagio – Presto 12:18
6. Piano Concerto No.2, BB 101, Sz. 95 – 3. Allegro molto 6:12

7. Piano Concerto No.3, BB 127, Sz. 119 – 1. Allegretto 7:23
8. Piano Concerto No.3, BB 127, Sz. 119 – 2. Adagio religioso 10:16
9. Piano Concerto No.3, BB 127, Sz. 119 – 3. Allegro vivace 6:46

Géza Anda, piano
Radio Symphonie Orchester Berlin — Rias SO de Berlim
Ferenc Fricsay

Gravado em outubro de 1960 (1º concerto) e setembro de 1959 (2º e 3º)

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Bartók: não basta gerar o rebento há que amá-lo e brincar com ele
Bartók: não basta gerar o rebento, há que amá-lo e, se o pedido for razoável, fazer o que ele pede

PQP

8 comments / Add your comment below

  1. Caro PQP, curiosamente consegui essa série do Géza Anda recentemente. Ainda não a ouvi na íntegra, mas gostei muito do que ouvi.. realmente, era uma época de ouro com relação à intérpretes… tenho uma Sinfonia Patética de Tchaikovsky com o Ferenc Fricsay que é estupenda… FDP Bach.

  2. Bela repostagem PQP! eu já havia baixado quando foi postado pela primeira vez e vale muito a pena.
    Bartók, que conheci primeiramente em um vinil com o concerto para orquesta, foi o compositor que quebrou minha resistência à música moderna e o P.Q.P Bach foi quem ampliou meu acervo e minha paixão pela música do compositor.
    E falando nisso, tenho um pedido a fazer ao pessoal da música moderna, CDF, Strava, temos vários links quebrados de Ligeti, Schnttike, Messiaen e Lutoslawski.

    forte abraço pessoal.

  3. Do fundo do meu coração, sincero obrigado! Adoro esse site, aliás está na cabeceira do meu reader e é o primeiro que acesso todos os dias. Estou amando Bartók cada vez mais. Já que tem muita gente pedindo, vou fazer minha solicitação. Minha filha de 4 meses aprendeu a dormir com as músicas para criança do Bartók, que vcs postaram lá atrás. Mas só há o primeiro cd do cd duplo. Procurei para tudo quanto é canto o cd 2, mas não achei. Se pudessem, e tiverem a seu alcançe, postem o outro cd.

    Abraços.

  4. Maravilhoso! Conhecia pouco de Bartók. Depois que conheci esse Blog, passei a admirá-lo junto de Shostacovich (compositores modernos)o qual já admirava. Obrigado a todos que colaboram com ele.

Deixe uma resposta