Maurice Ravel (1875-1937): Obras Completas para Piano Solo — Bavouzet

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Um grande, excelente, notável álbum! Ravel é um de meus compositores favoritos, e o de muita gente que sabe que sua obra vai muito além do famigerado “Bolero”, e sua produção pianística é uma das mais belas do século XX. E é essa obra que estou trazendo nesta postagem dupla, com o excelente pianista francês Jean-Efflam Bavouzet, gravação que ganhou 5 estrelas da maior parte dos comentaristas e clientes da amazon. Se não me engano, Bavouzet viria se apresentar no Brasil esse ano. Alguém tem alguma informação? Não sei se pelo Mozarteum Brasileiro, Cultura Artística, ou por algum outro destes patrocinadores. Uma curiosidade: Bavouzet nesta gravação utiliza um piano Steinway construído em 1901, ou seja, muito semelhante ao utilizado por Ravel para compor estas obras.

CD 1
1. Gaspard de la nuit, for piano: Ondine
2. Gaspard de la nuit, for piano: Le Gibet
3. Gaspard de la nuit, for piano: Scarbo
4. Jeux d’eau, for piano
5. Sonatine for piano in F sharp minor: Modéré
6. Sonatine for piano in F sharp minor: Mouvement de Menuet
7. Sonatine for piano in F sharp minor: Animé
8. Miroirs, for piano (or orchestra): Noctuelles
9. Miroirs, for piano (or orchestra): Oiseaux tristes
10. Miroirs, for piano (or orchestra): Une barque sur l’océan
11. Miroirs, for piano (or orchestra): Alborada del gracioso
12. Miroirs, for piano (or orchestra): La vallée des cloches

CD 2
1. Le tombeau de Couperin, for piano: Prélude
2. Le tombeau de Couperin, for piano: Fugue
3. Le tombeau de Couperin, for piano: Forlane
4. Le tombeau de Couperin, for piano: Rigaudo
5. Le tombeau de Couperin, for piano: Menuet
6. Le tombeau de Couperin, for piano: Toccata
7. Prélude, for piano
8. Sérénade grotesque, for piano
9. À la manière de. . . , for piano: A la manière de Borodine (Valse)
10. À la manière de. . . , for piano: A la manière de Chabrier (Paraprhase sur un air de Gounod)
11. Menuet antique, for piano (or orchestra)
12. Menuet sur le nom d’Haydn, for piano
13. Valses (8) nobles et sentimentales, for piano (or orchestra): I. Modéré – très franc
14. Valses (8) nobles et sentimentales, for piano (or orchestra): II. Assez lent
15.Valses (8) nobles et sentimentales, for piano (or orchestra): III. Modéré
16. Valses (8) nobles et sentimentales, for piano (or orchestra): IV. Assez animé
17. Valses (8) nobles et sentimentales, for piano (or orchestra): V. Presque lent
18. Valses (8) nobles et sentimentales, for piano (or orchestra): VI. Vif
19. Valses (8) nobles et sentimentales, for piano (or orchestra): VII. Moins vif
20. Valses (8) nobles et sentimentales, for piano (or orchestra): VIII. Epilogue. Lent
21. Pavane pour une infante défunte, for piano (or orchestra)

Jean-Efflam Bavouzet – Piano

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Bavouzet dobrando-se a Ravel
Bavouzet curvando-se a Ravel

FDPBach

22 comments / Add your comment below

  1. Bavouzet veio ao Brasil para o lançamento desse CD e fez dois recitais no Rio (ao menos) com a obra completa de Ravel para piano (excelentes). Grande pianista, está gravando no momento a obra completa para piano de Debussy.

  2. Caro F.D.P. Bach:

    Ah! ah! ah! Eu consegui baixar o segundo disco, que, se não me engano, estava no link do primeiro disco. O segundo link parece-me que tinha um CD de outro compositor, mas não tenho certeza. Creio que avisei você.

    Bem, vamos ao download do esperado primeiro disco.

    Até breve.

  3. Isso mesmo, Adriano. Fiz uma confusão tremenda. Mas agora está tudo ok e vais ter acesso a um belíssimo cd.
    P.H. , agradeço a informação.

  4. Olha, eu sei que o pessoal do blog não gosta de leitores chatos que ficam fazendo pedidos, como se isso fosse um bar com música ao vivo, cheio de bêbados pedindo para o músico cantar “brinquedo de papel machê”. Porém, eu faço um pedido, ou melhor, um apelo à Fundação Maurizio Pollini. PELO AMOR DE DEUS, postem novamente o cd com as Sonatas Nos. 13, 14, 17, 21 de Beethoven!!!O link saiu do ar!
    Obrigado

  5. Estou felicíssimo com ter postagens suas de novo, FDP. E, já imaginava agora estou sabendo no couro: ISTO AQUI É CACHAÇA… No momento você tem a desculpa da operação, mas nem precisava não! rsrsrs

  6. Pois é, Ranulfus, mas estas postagens que fiz nestes últimos três dias já me deixaram mais do que aborrecido, devido a problemas técnicos que já comentei.

    1. Ora, já que vc está em convalescença, tente encarar as dificuldades como mero passatempo, meu caro!

      E, por favor, não fique chateado com essa minha brincadeira, é que estou GRATÍSSIMO, FELICÍSSIMO por você ter postado este Ravel.

      QUÊ Ravel, meu caro!! Sem perder o famoso “jeu perlé” (o “toque perolado”) acrescenta SANGUE, PAIXÃO, acho que numa combinação tão deliciosa como eu ainda não havia ouvido. Ravel, afinal, era filho de mãe basca, como é que paixão & ímpeto poderiam ficar de fora?

  7. Beleza, FDP!! Continue assim, com todos os problemas técnicos do mundo!
    Ou, como minha gente dizia em Tatuí: É Ravel prá convalescente nenhum ‘ponhá’ defeito!!!

      1. Lá da Av. das Mangueiras? Ainda tudo de terra, anos 50, e subíamos nas mangueiras?
        E no fim da avenida tinha o cemitério? No começo, uma serraria?
        E a gente ia assistir jogos de futebol nos Altos da Santa Cruz?
        Depois dos jogos, comer pastéis no bar da esquina?
        E o Bataclan???? Baita ‘night club’!!!!!!
        Sua barba continua grande?

        Avicenna

        1. bela descrição,eu sou do lado sul da cidade,moro em frente a praça do Andrea Ville, por onde anda atualmente se me cabe saber,minha barba continua sempre grande como a de tolstoy

          grande abraço

  8. Maravilhoso, realmente IMPERDÍVEL! E ainda estou esperando o final da caixa, da qual estávamos na reta final. Eu sei que dá trabalho postar tanto CD, e que o HD externo de vez em quando resolve não querer trabalhar, mas tenham pena dos que adoram Ravel, só faltam 3 CDs………..

  9. Belíssima interpretação, como sempre nos brindando com maravilhas da verdadeira música, que nos transforma e nos leva a um tempo de paz e tranquilidade.

Deixe uma resposta