Gustav Mahler (1860-1911): Sinfonia Nº 5 (CD 7 de 16)

Mahler compôs dois movimentos da quinta durante o verão de 1901 e a completou no outono de 1902. A primeira apresentação ocorreu em Colônia em 1904. A sinfonia recebeu várias e várias revisões. Os cinco movimentos podem ser divididos em três seções: o centro, representado pelo gigantesco scherzo, cercados por dois movimentos lentos — o segundo nem tanto –, tendo estes outros dois, mais agitados, a os cercarem.

A fanfarra de trompete que abre a sinfonia mais parece uma reminiscência de caserna, coisa familiar à infância do compositor, até que é tomada por uma marcha fúnebre. O segundo movimento fragmenta de forma tumultuada o tema dos trompetes do primeiro movimento. É agressivo e enérgico, mas carrega uma indicação de esperança num tema coral que depois será retomado com alegria no quinto movimento. O espetacular scherzo — maravilhosamente construído — é uma mescla distorcidas de valsas com Ländler. O adagietto para cordas e harpa é a lindíssima canção sem palavras utilizada por Luchino Visconti em seu filme Morte a Venezia (A Morte em Veneza), de 1971, baseado na obra de Thomas Mann. Como parece um longo e pungente hino de amor, ficou perfeito como o tema de Tadzio, oferecido por Aschenbach. O rondó final une a sinfonia inteira, retornando ao tela coral do segundo movimento. Inicia com temas quase infantis e encerra-se em enorme alegria.

Um sinfonia absolutamente espetacular de um compositor equilibrado e seguro. Daqui para a frente nem sempre seria assim, mas isso está longe de indicar decadência.

FDP Bach escreveu (aqui, foi ele o minimalista):

Eis a talvez mais famosa sinfonia mahleriana, aquela que contém o famoso adagieto que tocou no belíssimo filme de Visconti, “Morte em Veneza”, e que em minha cabeça ficou associada para sempre a este filme magnífico.

Para uma análise mais detalhada da obra, sugiro ler aqui. Como sempre, a interpretação estará nas mãos de Leonard Bernstein, mas desta vez novamente à frente da Filarmônica de Viena. Uma grande performance deste que foi um dos grandes especialistas mahlerianos no século XX.

Gustav Mahler – Symphonie No. 5 in C-sharp minor

01. I. Trauermarsch. In gemessenem Schritt. Streng. Wie ein Kondukt
02. II. Stürmisch bewegt. Mit größter Vehemenz
03. III. Scherzo. Kräftig, nicht zu schnell (feat. horn Friedrich Pfeiffer)
04. IV. Adagietto. Sehr langsam
05. V. Rondo-Finale. Allegro – Allegro giocoso. Frisch

Wiener Philharmoniker
Leonard Bernstein

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Mahler era uma figuraça regendo. Mas o resultado era estupendo, dizem.

PQP

0 comments / Add your comment below

  1. É nesse segundo box que há as canção das crianças mortas, né? Estou entusiasticamente aguardando. Só Mahler mesmo pra escrever essa obra poucos meses depois do nascimento da filha. Fico imaginando a loucura das penas dele nessa obra.

  2. Essa versão dessa sinfonia é boa mesmo? Ou vocês indicam uma melhor?
    É que eu tenho um cd do Bernstein regendo essa obra pela gravação da sony… comprei pois estava barato e já gosto do bernstein mesmo… mas vi nos comentários da amazon que essa minha edição meio que não presta… enfim, “ouvi” a sinfonia umas vezes nesse cd, mas ainda não a entendi muito bem… o que é natural, já que eu demoro às vezes a gostar de uma obra complexa assim… mas fiquei pensando se parte disso não é por causa dessa versão da sony… Enfim… é isso. Qual é, na opnião de vocês, a melhor gravação da quinta? Quero muito compreeder e gostar dessa sinfonia, já que, no mínimo que assimlei, parece ser bastante intensa.
    Abraços.

  3. Sou simplesmente apaixonado nesta sinfonia, pra mim é tão boa quanto a 9º de Beethoven, porém mais complexa e rica emocionalmente.

    Tenho uma gravação aqui dela com Bernstein na regência, confesso que prefiro a rendição de Sir Simon Rattle a frente da filarmônica de Berlin, até mesmo a interpretação da filarmônica de Munique com Lorin Maazel.

    Mas não deixa de ser esplêndida a forma como Bernstein conduz, até pq ele foi um grande especialista em Gustav Mahler, e provavelmente o maior dos divulgadores de seus trabalhos.

  4. Muito boa essa sinfonia! Parabéns ao blog pelo belíssimo trabalho de trazer essas maravilhas de uma maneira mais acessível aos apaixonados e aos que vivem desse estilo musical. Muito sucesso e que 2013 seja cheio de música ara todos!

Deixe uma resposta