Sergei Prokofiev (1891-1953): The Complete Symphonies – Neeme Jarvi – CD 1 (link revalidado)

Nós aqui do PQP Bach somos fãs confessos de Prokofiev, mas não entendi até agora o porque de nunca termos postado uma integral de suas sinfonias. Lembro de ter postado seus concertos para piano, para violino, mas nunca uma integral de suas sinfonias.

Lacuna preenchida, portanto. Minha primeira opção para esta integral era a gravação do Valery Gergiev, porém um dos cds está com problemas, e até conseguir resolver o problema, iremos de Neeme Járvi, um dos grandes nomes da regência destes últimos trinta anos, durante o período em que ele dirigiu a excelente Scottish National Orchestra. Sim, eu sei que existem outras gravações avulsas destas sinfonias, melhores inclusive, mas creio que no conjunto todo, esta aqui se sobressai, junto é claro, com a do Gergiev.

Então vamos ao que viemos. Neste primeiro CD temos as Sinfonias de N°1, chamada de “Clássica” e a de n°4. A de n° 1 foi iniciada em 1916, e concluída em 1917. Prokofiev pretendia com esta obra fazer uma homenagem a Haydn, mestre absoluto na composição de sinfonias, e obedece ao padrão clássico haydniano, seguindo um estilo que ficou conhecido como neo-clássico. Eis a descrição da wikipedia:

“The symphony can be considered one of the first neo-classical compositions. Prokofiev composed the symphony in an attempt to emulate Joseph Haydn’s composing style; however, he still changed some of the structure of the symphony to reflect changing practices in composition. The idea was partly inspired by Prokofiev’s conducting studies at the Saint Petersburg Conservatory‎, in which the instructor, Nikolai Tcherepnin, prepared his students to conduct Haydn. No actual quotations of Haydn are found in the work.

Prokofiev wrote the symphony on holiday in the country, and he used this piece as an exercise in composing away from the piano. (As an accomplished pianist, it was understandable that he had developed a habit of composing at the keyboard.)

Prokofiev gave the symphony the title Classical because of its neoclassical character, after Haydn. The symphony has become one of Prokofiev’s most popular and accessible works, and several themes have been used as television background music.”

A Sinfonia de n°4 tem uma história curiosa, pois na verdade, são duas sinfonias. Uma foi escrita entre 1927 e 1929, e tem o op. 47. Alguns anos mais tarde, o próprio Prokofiev a reescreveu, dando-lhe o op. 112. A versão deste primeiro CD é a de op. 112. Quando chegar o momento, falaremos sobre a segunda versão.

Recorrendo novamente à wikipedia, encontramos o seguinte:

Symphony No. 4, Op. 47/112 is actually two works by Sergei Prokofiev. The first, Op. 47, was written in 1929 and premiered in 1930. The second, Op. 112, is a large-scale revision from 1947. Both of the works share significant musical material with Prokofiev’s ballet L’enfant Prodigue or The Prodigal Son.

The two works are stylistically different, because their respective compositional contexts were different. They are formally different as well, and the instrumentation and scope of the revision is much larger.

Maiores e mais detalhadas informações sobre esta sinfonia podem ser encontradas aqui.

Sergei Prokofiev – Symphony n° 1, in D Major, op. 25,
Symphony n°4, op.112

01 Prokofiev – Symphony no.1 in D major, Classical, op. 25 – Allegro
02 Prokofiev – Symphony no.1 in D major, Classical, op. 25 – Larghetto
03 Prokofiev – Symphony no.1 in D major, Classical, op. 25 – Gavotte
04 Prokofiev – Symphony no.1 in D major, Classical, op. 25 – Finale

05 Prokofiev – Symphony no.4, op.112 (revised 1947 version) – Andante-Allegro eroico
06 Prokofiev – Symphony no.4, op.112 (revised 1947 version) – Andante tranquillo
07 Prokofiev – Symphony no.4, op.112 (revised 1947 version) – Moderato
08 Prokofiev – Symphony no.4, op.112 (revised 1947 version) – Allegro risoluto

Scottish National Orchestra
Neeme Järvi – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDP Bach

7 comments / Add your comment below

  1. Caro F.D.P. Bach:

    Uma belíssima postagem esta. Realmente, depois que você indicou, percebi que o PQP Bach carecia de uma integral de Prokofiev.
    É curioso que ele tenha composto a 1ª sinfonia durante a 1ª Guerra, tão perto dele, e ele em idade para servir no exército.
    Bom, é apenas uma especulação.
    Fico no aguardo das próximas postagens!

    Até breve!

  2. Mais uma vez, um enorme OBRIGADO por um post como este!
    Estava atrás desta integral há anos. E por outros “instrumentos virtuais” (well, you know…) eu nunca consegui, pois estavam sempre incompletas.
    O estoniano Neeme Järvi é um incrível intérprete de música russa (Prokofiev, Korsakov, Glazunov, Rachmaninov, etc.) e escandinava (Grieg, Sibelius). Foi aluno do lendário Yevgeny Mravinsky, e isso já resume muita coisa. Como se não bastasse, dois filhos seus são também regentes fantásticos: Paavo Järvi e Kristjan Järvi – este último realizou uma memorável “Sagração da Primavera” com a Orq. Sinf. de São Paulo em junho deste ano.
    Gosto do Gergiev e tenho a integral de Prokofiev com ele. Tenho também a do Ozawa. Mas esta do presente post, pra mim, imbatível!

  3. Vc se sai cada vez melhor, FDP!

    Bom com relação ateu comentário sobre “Haydn ser o o mestre da sinfonia” , concordo e assino embaixo.

    Creio que, essência e origem contam muito mais. Bethoveen era gênio. Mas, querendo ou não , sempre voltaremos a pedra fundamental – o primeiro – aquele que deu “a” inspiração : Haydn

    Tô baixando esse CD do Prokofiev. Adoro ele.

    Abs,

    G .’.

  4. A esta hora em que te escrevo acabo de descobrir este maravilhoso blog/site! Não costumo comentar em nenhum mas não podia deixar de faze-lo! Tu estás fazendo um ótimo trabalho, levando a música, a música de verdade à incontáveis pessoas!
    Te admiro e incentivo para que continues, está perfeito!
    Me desculpe os erros de LP, mas te escrevo ás 5h da manhã sem ter dormido, e depois de passar duas horas fazendo uma lista do que baixarei aqui irei agora dormir! Um Abração, e muito sucesso!

Deixe uma resposta