Franz Liszt (1811-1886) – Sinfonia Fausto

Liszt foi uma das primeiras personalidades da música a ter aquela “presença artística” que arrebata o público. O seu atrativo não dependeu das suas faculdades como pianista – para qual não havia competidores – entrementes, da sua elegante presença, modos exagerados (perfomáticos ou não) e até dos seus atavios; tudo isso estava amarrado por uma técnica pianística conseguida no século XIX, talvez não superada até hoje. Na infância estudou com Salieri. Fez grande amizades – Chopin, Berlioz. Fato curioso é que Liszt, com uma personalidade que possuía fortes elementos “tenebrosos” e “escuros”, no final da vida se tornou um clérigo. A Sinfonia Fausto foi estreada no ano de 1857 em homenagem a Goethe e Schiller. A obra é longa, possuindo aproximadamente 70 minutos de duração. Boa apreciação!

Franz Liszt (1811-1886) – Sinfonia Fausto

01. Faust [29:41]
02. Gretchen (Margherita) [23:02]
03. Mephistopheles – Schlußchor ‘Alles Vergängliche ist nur ein Gleichnis’ (Te… [24:18]

Boston Symphony Orchestra
Tanglewood Festival Chorus

Leonard Bernstein, regente
Kenneth Riegel, tenor

BAIXAR AQUI

Carlinus

6 comments / Add your comment below

  1. A “Sinfonia Fausto” é a melhor obra de Liszt, e uma das grandes obras-primas do século 19. É o auge das técnicas românticas de transformação temática. E a gravação de Bernstein é muito interessante. Recomendo!

  2. Grande Liszt.
    Muitos reclamam de suas obras, afirmando serem técnicas demais e chatas, recheadas de exibicionismo puro. Eu discordo dessa afirmação, acho Liszt genial e com certeza foi um dos compositores mais importantes do século XIX.

    Bela postagem, Carlinus, como sempre.

Deixe uma resposta