Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Cello Sonatas 1 – 5

Dois CDs para ninguém colocar defeito. Todo aquele mundo mágico de sensibilidade e razões humanizantes a se juntarem. Ouvir Beethoven é acercar-se de uma experiência, de um enlevo, que nos permite construir uma ponte sobre o abismo do mistério, que é existir. A música soa como um badalo que traz as cores do arco-íris e nos faz verbalizar razões sonhadoras. Beethoven nos faz entender que a vida é dura, é trágica, mas vale a pena ser vivida. Não é sábio despediçá-la. É preciso agarrar-se a cada fiapo que ela revela e nos oferece. Convido-o a ouvir estes dois belos CDs com as obras para violoncelo e piano do mestre Beethoven. Em Beethoven podemos encontrar paixão, heroísmo, angústia, humor, alegria, todos os altos ingredientes de uma grande experiência espiritual verdadeira. Vá direto, por exemplo, ao primeiro movimento da sonata número 2 encontrada no primeiro CD. Isso corrobora com o que estou falando. Boa apreciação!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Cello Sonatas 1 – 5

DISCO 1

Sonata No.1 in F major, op.5 no.1
1. Adagio sostenuto
2. Allegro
3. Rondo- Allegro vivace

Sonata No.2 in G minor, op.5 no.2
4. Adagio sostenuto e espressivo
5. Allegro molto e piu tosto presto
6. Rondo- Allegro

DISCO 2

Sonata No.3 in A major, op.69
o1. Allegro ma non tanto
o2. Scherzo- Allegro molto
o3. Adagio cantabile
o4. Allegro vivace

Sonata No.4 in C major, op.102 no.1
o5. I. Andante
o6. II. Allegro vivace
o7. III. Adagio
o8. IV. Tempo d’andante
09. V. Allegro vivace

Sonata No.5 in D major, op.102 no.2
10. Allegro con brio
11. Adagio con molto sentimento d’affetto
12. Allegro

Lynn Harrell, cello
Vladimir Ashkenazy, piano

BAIXAR AQUI CD1
BAIXAR AQUI CD2

Carlinus

17 comments / Add your comment below

  1. Carlinus, adorei o post… Você sabe como adoro Cello. Muito obrigado! Ah, eu queria agradecer a você, pois sua regularidade aqui no blog ( com tanta coisa que você diz que faz ) é impressionante. Meus parabéns.

  2. Que maravilhosa inspiração é essa, Carlinus? Três postagens consecutivas do mais alto nível. Sorte nossa, frequentadores do blog, podermos contar com a sua dedicação. Obrigado por mais essa chance que me dá de conhecer algo extraordinário.

  3. Não vou comentar a postagem, só queria compartilhar algo que não tem a ver com ela: uma tradução em português do libreto da “Canção da Terra” de Mahler, que depois de muito procurar em vão, acabei encontrando casualmente ao pesquisar sobre poesia chinesa: http://www.arlindo-correia.com/100601.html . A tradução de cada poema aparece ao lado do original alemão.

  4. Vanderson, como bom observador dos erros de português você não deve ter prestado atenção suficiente e visto que existem três gravações diferentes deste concerto do Tchai aqui no blog. Com relação à nona sinfonia de Beethoven (se é dela que você está falando) nem sei quantas versões já postamos aqui, pelo menos umas dez. Procure melhor na lista dos compositores que tem aí ao lado ou no campo de busca que tem aí em cima.

  5. Excelente postagem Carlinus!
    Podemos dizer que ninguém mais, ofereceu tanto de sua alma, para que possamos ouvi-lá diretamnete de suas mãos, como o fez Beethoven.
    Sem medo de errar digo que foi o maior compositor da história da música. Teu comentário foi perfeito a cerca de uma música que trascendeu os limites do humano e com toda a certeza nos descortinou um pouco do divino, pois o grande mestre em seus últimos anos estava além do nosso mundo.
    grande abraço

  6. FDP, existem várias excelentes versões da Nona aqui no blog sim, e a que não me sai da cabeça até hoje, a melhor de todas, muito, muito boa, é a do Toscanini… Que beleza é aquela Sinfonia! Até hoje (me perdoe o Abbado e sua excelente versão da Nona também…), a melhor versão já gravada para mim é a do Toscanini… Acho que foi o PQP quem fez o post!

  7. Pois é, Raphael, a versão do Toscanini é muito elogiada, alguns a escolheram inclusive como a melhor gravação da história. Também gosto muito dela, mas reconheço minha predileção pela versão de 1963 realizada pelo Karajan e a de 1959, se não me engano, do Ferenc Fricsay, ambas já postadas aqui no blog. Todas elas tem seus méritos. É Beethoven em sua essência.

  8. Com relação à essas sonatas para cello a escolha do Carlinus foi acertada. Dois grandes intérpretes, e conhecedores do repertório. Para quem não conhece, também sugiro a versão do Rostropovich com o Sviatoslav Richter, já postada aqui no blog.

  9. Muito bom carlinus !
    Vou contar aqui um fato intrigante que me aconteceu….
    Estava eu conversando com meu amigo sobre a 9ª e a 6ª de beethoven, passando cinco minutos chega um colega desse meu amigo, entra na conversa sem pedir e ainda pega o bonde andando….
    Até aí uma conversa normal de 3 caras que gostam de musica classica, mas, aí esse tal colega do meu amigo me solta…
    – A cara mais a sinfonia que eu mais gosto é a 9ª de Bet Howven, a Ode to Joy( apriximando a linguagem..).
    Nossa, depois que ele falou isso, eu realmente tive vontade de esganar aquele infeliz mas por educação apenas me fingi de desentendido….
    – Quem ? Não Conheço esse Bet Howven, conheço Beethoven.
    Para piorar as coisas ele ainda me solta..
    – É tudo a mesma coisa ..
    Realmente depois dessa eu resolvi não catequizar esse infeliz so bre beethoven.

    Abraços a todos.

  10. O FDP não quer que ninguém comente o post dele… E não tiro a razão dele! Já que eu não posso comentar lá… Linceça caro Carlinus! ^^ Adorei o post com o Gardiner na batuta do Concertos… Demaisssssssssssssss!!!

  11. Eu particularmente já decretei a melhor versão das sonatas para violoncelo de Beethoven. É perfeito. Se tem erros, são sutis demais. É um prazer orgiástico ouvir essas sonatas. Lembro que me iniciei com Beethoven com a sonata nº3 e fiquei sensibilizado com o 1º mov. Esse tal de Ashkenazy é bom mesmo. Apesar de adorar o violoncelo, prestei mais atenção ao piano. Eles alcançaram um equilíbrio que na minha opinião é muito difícil. Piano e violoncelo, acho que os executantes precisam se amar muito, e precisam amar mais ainda a obra que executam…

  12. Poxa, faz cerca de duas semanas que faço downloads por aqui, amo esse site. Amo os posts, aprendo muita coisa por ele. E tenho mania de ler comentários… mas pelo amor, esse Vanderson é muito, mas muito chato. Depois de ler dezenas de comentários dele, precisava dizer isso.

    Obrigado pelo site, amo vocês.

Deixe uma resposta