Coleção Grandes Compositores 07/33: G. F. Handel (1685 – 1759)

Até que enfim que estou dando as caras por aqui de novo, né pessoal?!?! Desculpem, mas minha vida anda muito corrida e meus momentos de lazer são mínimos. E pra complicar, não pra mim, mas para os seguidores das minhas postagens, comprei uma flauta transversal e estou no maior verme, ou seja, os pouquíssimos momentos livres, uso pra tentar dominar o instrumento. Bem, vou dar continuidade a coleção Grandes Compositores, trazendo-lhes esse álbum duplo com algumas das principais obras de Handel.

***

A Water Music (Música Aquática), e a Music for Royal Fireworks (Música para os Reais Fogos de Artifício), foram compostas para ocasiões típicas e especiais da corte londrina e se tornaram, mesmo porque ligadas a acontecimentos tão particulares, duas das composições mais conhecidas de Handel.

Conforme alguns relatos da época as peças da Water Music, idealizadas como fundo musical, eram ligadas a três festas aquáticas diferentes sobre o Tâmisa no reinado de Jorge I. Delas derivaram três suítes, diferentes entre si pela tonalidade, pelo número de instrumentos e, mais do que tudo, publicadas por dois editores londrinos diversos. A Water Music foi concebida para ser executada ao ar livre e a sua composição foi condicionada pelo contexto para o qual foi escrita; segundo relatos da época participavam da execução cerca de 50 músicos com os mais diferentes instrumentos. Mais tarde Handel reelaborou a Water Music e a Music for the Royal Fireworks para a sala de concerto, procurando sobretudo reconstruir um baixo-contínuo mais convincente que, em cima de uma embarcação, muito dificilmente poderia ser executado por um cravo ou um órgão. A Music for the Royal Foreworks foi composta para ser executada ao ar livre, durante os festejos no Green Park de Londres, por ocasião do fim da guerra da sucessão austríaca (1740-48). O rei, que encomendara a obra, era propenso a uma execução bandística, enquanto que Handel, ao contrário, tinha em mente um conjunto misto de cordas e sopros, versão esta, que, mais tarde, se firmaria nas salas de concerto.

Fonte: Texto de Gerhard Wienke

Uma ótima audição!

.oOo.

Coleção Grandes Compositores 07/33: Handel

DISCO A
Music for the Royal Fireworks

01. Ouverture (7:52)
02. Bourreé (1:37)
03. La Paix (2:51)
04. La Réjouinssance (1:58)
05. Minuet and Trio (2:56)

Water Music Suite in G
06. Minuet and Trio (5:04)
07. Rigaudon I and II (3:25)
08. Gigue (1:27)

Water Music Suite in D
09. Prelude (2:03)
10. Hornpipe (4:03)
11. Minuet (1:14)
12. Lentement (1:16)
13. Bourreé (0:53)

Water Music Suite in F
14. Ouverture (3:40)
15. Adagio e staccato (2:05)
16. Hornpipe and Andante (8:02)
17. Jig (2:09)
18. Air (3:23)
19. Minuet (2:05)
20. Bourreé and Hornpipe (1:32)
21. Gavotte (3:23)

Colin Tilney, harpsichord continuo
Academy of St. Martin-in-the-Fields, Sir Neville Marriner

DISCO B
Concerto Grosso in G, Op. 6, Nº 1

01. A tempo giusto (1:48)
02. Allegro (1:47)
03. Adagio (2:47)
04. Allegro (2:27)
05. Allegro (3:05)
Academy of St. Martin-in-the-Fields, Iona Brown

Sonata for Recorder and Continuo in F, Op. 1, Nº 11
06. Larghetto (2:00)
07. Allegro (1:45)
08. Alla siciliana (1:06)
09. Allegro (1:48)
Michala Petri, recorder
George Malcolm, harpsichord
Graham Sheen, bassoon

Concerto a due cori in F, Nº 2
10. Pomposo (1:45)
11. Allegro (1:54)
12. A tempo giusto (2:39)
13. Largo (2:00)
14. Allegro ma non troppo – Adagio (3:44)
15. A tempo ordinario (3:31)
English Baroque Soloists, John Eliot Gardiner

Solomon: Arrival of the Queen of Sheba
16. (3:01)
English Baroque Soloists and Monteverdi Choir, John Eliot Gardiner

Coronation Anthems: Zadok The Priest
17. (5:33)
Academy and Chorus of St. Martin-in-the-Fields, Sir Neville Marriner

Messiah (excerpts)
18. Comfort ye, my people (2:22)
19. Ev’ry valley shall be exalted (3:11)
20. Behold, a virgin shall conceive (0:28)
21. O thou that tellest (5:36)
22. Why do the nations? (2:38)
23. Hallelujah (3:49)
24. I know that my Redeemer liveth (6:25)
Margaret Marshall, soprano
Catherine Robbin, mezzo-soprano
Anthony Rolfe-Johnson, tenor
Robert Hale, bass
English Baroque Soloists and Monteverdi Choir, John Eliot Gardiner

BAIXE AQUI- DOIS DISCOS / DOWNLOAD HERE – TWO DISCS

Marcelo Stravinsky

14 comments / Add your comment below

  1. Provavelmente o trechinho do “Zadok, the priest” só foi incluído na coleção pelo fato de ser a base do hino-tema da UEFA Champions League.

  2. Vanderson, desculpe, mas seu argumento não desmente o que você mesmo disse que andaram falando por aí. Por um fato bem simples, Handel não é inglês. É contemporâneo e conterrâneo de Bach. O fato dele ter se radicado na Inglaterra, não tira dele toda a cultura e costumes germânicos. Parece que a Inglaterra continua sem um grande compositor, apesar de, eu, não concordar totalmente com essa colocação.

    1. Discordo. Handel é um compositor Inglês, em estilo, instrumentação e orquestração, ele nasceu alemão, mas é um compositor Inglês. Seu trabalho está baseado no Broken consort. Como sempre, todo empregado trabalho ao gosto do patrão, e os patrões dele eram ingleses….

  3. Isso mesmo, Handel não era Inglês. Para mim houve uma grande lacuna entre Purcell e Vaughan-Williams/Britten.

    José Eduardo, “Zadok the Priest” é entoado EM TODA coroação inglesa desde 1727. Acho que isso é mais importante do que ser adaptado para ser o hino da UEFA Champions League, que só foi “composto” em 1992. Essa gravação é anterior à “popularidade” do hino da UCL.

  4. bela coletanea de Handel, e nao acho que ele seja nenhum coadjuvante. Porra, o cara escreveu o Messias!!..
    Acho que a Ingalterra teve grandes compositores sim, como Britten, Elgar e o grande Purcell..

    Estou baixando..
    grato Stravinsky

  5. Olá, gostarua de saber se havera mais?? Adoraraia que postasse o resto da coleção… E, é a coleção da ABRIL?? porque lá tem 40, e aqui só 33!!
    Achei o site procurando musicas clássicas pro meu professor, mas parei de procurar qndo achei esse site… tem tudo aqui…
    Vlw, e postem o resto

  6. Estou tentando continuar, é que o tempo está escasso. A versão estrangeira desta coleção vai até o 32 e Pelo que me costa, somente no Brasil saiu o número 33, que é Villa-Lobos, mas como tivemos uns probleminhas com as postagens do Villa, talvez eu pare no 32 mesmo.

  7. Handel é um compositor Inglês, em estilo, instrumentação e orquestração, ele nasceu alemão, mas é um compositor Inglês. Seu trabalho está baseado no Broken consort. Como sempre, todo empregado trabalho ao gosto do patrão, e os patrões dele eram ingleses…

    Falando das óperas, os grandes nomes eram (e são) italianos, portanto os mais estudados e imitados. A música popular folclórica Italiana é lírica-operística.

Deixe uma resposta