Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Sinfonia nº 9, in D, op. 125

Estarei trazendo para os senhores nas próximas postagens minhas gravações favoritas da Sinfonia nº 9. Duas delas já foram aqui postadas, a saber, a versão do Toscanini, e a versão do Fricsay, recém postada.

Vou primeiramente de Karajan, com sua mítica versão gravada em 1962 e lançada em 1963.

O editorialista da amazon fez o seguinte comentário sobre esta versão: “Herbert von Karajan always did a good job with this symphony, and his performances are quite consistent, even down to the very backward-balance of the chorus. By general consensus, though, this is the best of them. –David Hurwitz'”

Concordo com o editorialista, e ainda a considero esta a minha versão favorita. Ah, de brinde os senhores ainda levarão a Abertura Coriolano.

Portanto, vamos a ela.

Ludwig van Beethoven –  Symphony No. 9 in D minor (“Choral”), Op. 125

Gundula Janowitz – Soprano

Hilde Rossel-Majdan – Contralto

Waldemar Kmenntt – Tenor

Walter Berry – Barítono

 

Vienna Singverein

Berliner Philharmoniker

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDP Bach

40 comments / Add your comment below

  1. Tenho esta versão. De fato, dentre as do Karajan, esta é superior!

    Gostaria de sugerir a versão do Sir Charles Mackerras. Ouvi primeiro falar dela na seção de melhores interpretações da extinta revista inglesa CLASSIC CD. Resolvi pedir o CD e, de fato, é muito, muito, muito boa. Nessa versão de 1991, com a Royal Liverpool Philharmonic Orchestra e o Royal Liverpool Philharmonic Choir. Bryn Terfel está excelente no 4o. movimento! Os outros solistas são Della Jones, Joan Rodgers and Peter Bronder. Fica a sugestão aos prezados colegas.

    1. Homem (ou mulher, não sei), então manda logo o arquivo pro e-mail do FDP para que a gente possa conhecer. Esse CD é difícil demais de encontrar.

      1. É homem!

        Caro colega, com prazer posso passar o CD para o FDP. De fato, é bem raro conseguir essa versão de 1991 do Mackerras porque foi descontinuado o CD.

        Minha internet é meio lenta. Só peço um pouco de paciência. Posso tentar fazer isso semana que vem. Preciso só do aval do FDP e do email dele.

        1. Rapaz anota pra mim os tempos de cada movimento dessa versão, só para eu ter uma idéia. FDP colocou o e-mail no comentário dele, abaixo.

        2. Pronto!

          Passei o link para o FDP.

          O único lamento que tenho sobre essa gravação é que eles esquartejaram o quarto movimento – dividiram em 9 faixas! Mas dá pra apreciar bem. Os solistas estão ótimos e Mackerras não é menor que os grandes que sempre mencionamos. Gosto muito dessa versão!

          O link pra download está abaixo, mas eu não tenho conta no Rapidshare, então vai ficar por lá uns 90 dias, acho. Desculpe, não estou familiarizado com uploads.

          http://rapidshare.com/files/170992039/Beethoven_Symphony_9_-_Mackerras_1991.rar.html

  2. Rapaz como eu estava esperando este post!!!!

    A primeira vez que ouvi a Nona foi com o general e seu exército a Berlim Philharmoniker,e até hoje acho essa versão imbatível!!!!

    Esse blog é Fod…!!!!!!!!!

  3. Grande Post, parabéns mais uma vez!

    Difícil é escolher uma dentre tantas versões boas da 9ª ! Das “clássicas”, a de Furtwaengler ao vivo em 51 é séria candidata, das mais recentes gosto das interpretações de Wand e de Abbado.

    Uma que não conheço, mas tenho muita curiosidade, é a de Celibidache… Alguém tem pra disponibilizar ???

    Grande abraço a todos !

    1. Eu tenho a do Celibidache. Vem naquelas caixas lindas das gravações dele, da EMI. Nessa caixa tem gravações do Mestre dos Mestres (Beethoven), com todas as sinfonias (com exceção da no. 1), mais a abertura Leonore, mais as sinfonias do Brahms, incluindo o Réquiem e as Variações sobre um tema de Haydnm , e também de quebra a sinfonia no. 2 do Schumann. Como praticamente tudo do Celibidache, a Nona é lenta, lenta…rs… Só para vocês terem uma idéia, a gravação se arreasta por exatos 78 minutos. Vale a pena escutar ela, e depois uma gravação do Toscanini, ou mesmo essa do Karajan.

  4. Karajan sempre acertava nas nonas, só a sua ultima, “Karajan Gold”, que não é grande coisa(acho que é de 83), o que é engraçado, pois acho a sua nona de 79(a do vídeo, acho que tem os mesmos cantores inclusive) imbatível dentre as que gravou. Essa de 63 é muito boa também, a DG tá relançando o ciclo dessa gravação.

    FDP, eu tenho as sinfonias com Celibidache, se quiser posso passar algo para seu e-mail(ele não gravou a 1ª). Tenho uma nona também com Jochum na Concertgebouw, que na minha opinião é a melhor gravação dessa sinfonia, poderia te passar um link também, se quiser.

    abraços

  5. Ah,rapaz… Essa gravação eu tenho em LP e CD e foi, ao lado da versão “queda do muro de Berlim” de Bernstein, a que eu mais ouvi. É uma das melhores. Recomendadíssima.
    Não conheço a do Celi, mas tb gostaria de ouvir. Tenho com o Celi a Quarta e Quinta ao vivo que, a despeito da lentidão, possuem uma intensidade e dramaticidade que me fazem chorar, em especial a Quinta. O 1º movimento parece trazer toda a miséria humana codificada em música para, no 4º mov., haver a total redenção e vitória da humanidade, pela força de vontade da mesma, igualmente codificada em sons.

  6. Oi de novo !

    Acho a versão 1963 do Karajan melhor, mas não acho a de 84 ruim não, acho até que elas são bem próximas…

    Mas, voltando ao Celibidache, seria excelente passar o link pra todos !!

    A propósito, alguém já ouviu o Rattle na 9ª ? Conheço a sua 5ª, e é boa sem ser nada muito diferente de algumas outras por aí (Kleiber continua inatingível…)

    Grande abraço !

    Eduardo

  7. Tenho o integral de Beethoven do Rattle e achei meio sem graça, pouco enérgico, ele vai gravar um novo integral com em Berlim, vamos ver o que sai deste outro.

    FDP, os links de Jochum e Celibidache já estão no seu e-mail.

    abraços

    1. Oi, exigente !

      Posso pedir também os links das “Nonas” com o Celibidache e Jochum, que me interessam muito?

      Muito obrigao, um abraço e um Beethoveiano 2009 !

      Eduardo

  8. Puxa! Karajan está muito bem nesta!

    Ainda nao ouvi toda, estou no terceiro movimento, mas Karajan me surpreendeu. Confesso que nunca ouvi ele tão detalhista…

    Ainda prefiro, por pouco o Fricsay… Mas sem dúvida esta merece estar no panteão!

  9. Senhores, me perdoem a falta de atenção, mas as coisas andam meio corridas nestes últimos dias letivos. Sou professor, então é uma correria de alunos te procurando por causa da recuperação, etc. AInda estarei ocupado pelo menos por esta semana, mas depois estarei com mais tempo para dar uma melhor atenção ao blog.
    Exigente, muito obrigado pelos Celibadache e Jochum. Hoje ainda estarei baixando para ouvi-las.

  10. Grande fdp (no bom sentido, claro…) Claro que suas obrigações em primeiro lugar – mas assim que tiver um tempinho, estamos ansiosos pelo Celibidache & Jochum !!

    PS – como curiosidade, a versão da 9ª do Pletnev é bem interessante: não a colocaria entre as melhores, mas foi bem “diferente” das demais que ouvi, com flutuações de andamento além do comum – e um scherzo rapidíssimo e empolgante ! O Link : http://uncle-osvalds-music.blogspot.com/search/label/Pletnev

    Abraço !!

  11. Estimado, PQP, sem querer ser chato e incoveniente, pois sou sabedor de suas responsabilidades, e, sei ainda que você não é propenso a pressões, mas quero fazer uma pergunta: Quando teremos a Sonata Primavera e a Sonata a Kreutzer? Anseio pelo dia em que os meus ouvidos serão agraciados com uma excelente interpretação, retirada de sua democrática musicoteca. Do séquito beethoviano, estas são peças do mais alto nível, assim como as demais do gênio de Bonn (privilegiar uma seria injustiçar as demais). São autenticamente românticas. Quero apenas confessar que tenho uma queda especial por essas sonatas. Um abraço aos dionisíacos PQP, FDP e Clara Schumann (quando aparece!), mulher cordata, excessivamente casta!

    Carlos Antônio
    Brasília – DF

  12. Caro, FDP, desculpe pela desatenção. De fato as sonatas já estão postadas. No prezado momento estou ouvindo as Kreutzer Sonata – para minha ventura! Sou profundamente grato. Um abraço desse incógnito que os admira com toda a devoção. Boas festas regadas a Beethoven e companhia – fugindo dos excessos sem deixar o espírito dionisíaco.

    Angelus Silesius
    Brasília – DF

  13. estes são os links que o exigente gentilmente nos passou com as gravações da nona com o Celibadache e com o Jochum. Ainda não tive tempo de ouvi-las, nem terei até o ano novo. Posteriormente pretendo subi-las para o rapidshare, e os passo como se fosse uma postagem normal. de qualquer forma, fica aqui novamente meus agradecimentos ao exigente.

    http://www.mediafire.com/download.php?ftmnjkmuuru

    http://www.mediafire.com/download.php?cghzjxdtwby

  14. o problema em karajan é o quanto as suas versoes nos deixam mal acostumados ,pois percebam!! nao temos o mesmo entusiasmo e espirito para apreciar outros regentes, e sempre que ouvimos estas outras versoes sentimos que falta alguma coisa,que só karajan consegue passar – como um sussurro a mais que nos toca lá no fundao da alma!!!

  15. Ainda sou um ‘novato’ no campo da música erudita. Uma parte do que eu ouço na Rádio Cultura FM de São Paulo, eu vou à procura pra baixar, não importando o autor ou o regente (ainda…)

    Eu tenho uma versão executada pela Filarmônica de Viena (Wiener Philharmoniker), regida pelo Claudio Abbado, de 1986 (eu ainda não ouvi ela direito). Pelo (pouco) que eu conheço, a Filarmônica de Viena é sinônimo de muita tradição.

    Vou fazer o upload dessa versão.

  16. Prontinho. Tá na mão.

    Wiener Philharmoniker Orchestra – Claudio Abbado (regente) – Gabriela Benackova (soprano)- Marjana Lipovsek (contralto) – Gösta Winbergh (tenor) – Hermann Prey (barítono) – Konzertvereinigung Wiener Staatsopernchor (coral) – Walter Hagen-Groll (líder do coral)

    Maio de 86

    http://www.mediafire.com/?gzmrhzdtnrv

    Grato.

  17. Muito bom poder interagir com vocês, principalmente pra mim que sou leigo em música clássica, mas como sou ótimo ouvinte e amante de boa música estou tentando aprender um pouco.
    Parabéns ao autor do site e seus colaboradores. Espero poder ser aceito nesse circulo virtuosissímo de, ao que me parece, musicistas; estou começando pela Sinfonia nº 9, sob regência de Herbert Von Karajan.
    Aguardo sugestões, PedroBala.

Deixe uma resposta