.:interlúdio:.

Estou postando este cd para atender um desejo de nossa colega Clara Schumann, que na verdade pediu o Songbook do Cole Porter. Mas serei um pouco maldoso com ela, e primeiramente postarei este “simples” “best of” do Songbook que Ella gravou de George Gershwin, com o singelo nome de “Oh, Lady Be Good”. Posteriormente postarei o Songbook de Cole Porter, em minha opinião, uma das melhores gravações já realizadas na história do mercado fonográfico. Mas deixemos Cole Porter de lado, por enquanto, e vamos de Gershwin.

“´S Wonderful” é o título de uma clássica canção de Gershwin, e é me utilizando desta expressão que sintetizo essa coletânea. Assim como Blue Dog, não sou muito chegado em coletâneas, best ofs, ou coisas do gênero. Mas o trabalho que a gravadora Verve fez aqui é de se tirar o chapéu. Conseguir garimpar no meio de tantas pérolas da canção norte americana 17 standards absolutos, canções imortais, que ficaram imortais nas vozes de muitos grandes músicos e instrumentistas. Louis Armstrong, Miles Davis, Bill Evans, Keith Jarrett, entre dezenas de outros, se renderam à beleza das melodias e harmonias criadas pelos irmãos Gershwin. Sem esquecer, é claro, o cinema, onde Fred Astaire, Gene Kelly, Frank Sinatra entre outros tantos, imortalizaram estas mesmas canções.

Os arranjos das canções foram feitos pelo grande Nelson Riddle, que também rege a orquestra que acompanha a genial Ella. Trata-se de um cd em que se deve esquecer todos os problemas e preocupações que nos perseguem. É para relaxar e aproveitar…

Ella Fitzgerald – Oh Lady, Be Good – Best of The George & Ira Gershin Songbook

01 Ella Fitzgerald – Fascinating Rhythm
02 Ella Fitzgerald – ‘S Wonderful
03 Ella Fitzgerald – Someone To Watch Over Me
04 Ella Fitzgerald – He Loves And She Loves
05 Ella Fitzgerald – Oh, Lady Be Good
06 Ella Fitzgerald – A Foggy Day
07 Ella Fitzgerald – How Long Has This Been Going On
08 Ella Fitzgerald – Let’s Call The Whole Thing Off
09 Ella Fitzgerald – But Not For Me
10 Ella Fitzgerald – My One And Only
11 Ella Fitzgerald – I’ve Got A Crush On You
12 Ella Fitzgerald – Nice Work If You Can Get It
13 Ella Fitzgerald – The Man I Love
14 Ella Fitzgerald – Funny Face
15 Ella Fitzgerald – Embraceable You
16 Ella Fitzgerald – They Can’t Take That Away From Me
17 Ella Fitzgerald – I Got Rhythm

Ella Fitzgerald
Music Arranged and Conducted by Nelson Riddle

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

5 comments / Add your comment below

  1. Bem ,eu sou a voz da discordância, aliás sempre fui no caso de Nelson Ridlle que pasteuriza a música de Porter e Gershin com aqueles arranjos de big band, faz de Porte e Gershwin e todos aqueles albúns da Ella parecerem a mesma coisa;repete a coisa com Sinatra;eu não gosto, prefiro interpretações intimistas;Billie Holliday que não tem o mesmo potencial vocal da Ella e pasmem Chet Baker e João Gilberto acompanhado dos arranjos de Clauss Ogerman interpretam muito melhor.
    Para quem duvida ouçam o disco EMBRACEABLE do Chet ou Amoroso do JOÃO e comparem.
    Certamente Ella é a maior cantora de Jazz de todos os tempos se levarmos em conta apenas o ponto de vista técnico, mas assim como Pollini e Harnoncourt é fria e cerebral demais, ninguém como BILLIE!
    Ella melhora muito cantando com o magnífico LOUIS ARMSTRONG , nos discos em que gravaram juntos.
    Se algum dia você ver o disco ”Ella abraça Jobim” saia correndo , Ella não sabe dividir o canto da bossa-nova, não captou as nuances ritmicas do samba síncopado que é a bossa e o título ficaria melhor ”Ella arrasa com Jobim”!
    Bem por fim, eu como filho do BEBOP, não gosto de BIG-BANDS, que me soam homogeinizado, Nelson Ridlle faz mais ainda com que Porter, Gershin, Duke Ellington,Berlin,Rodgers…todos se pareçam iguais!
    Abraços

  2. Meu caro Príncipe Salinas, no BEBOP tudo também fica parecido, assim como ouvir João Gilberto dá a mesma sensação “pasteurizante” (como você gosta de dizer) e por aí vamos infinitamente. Dando exemplo literário, existem muitas semelhanças entre os escritores realistas / naturalistas, mas não vai ser por isso que eu não vou apreciar a genialidade de Flaubert, Machado de Assis, Eça de Queiroz e Balzac. Ella e Nelson brilhão intensamente, isso é que importa!

Deixe uma resposta