J. S. Bach (1685-1750) – Cantatas Profanas (3 de 8 CDs)

A Cantata BWV 205, que leva o nome, traduzido por mim, de Éolo Aplacado é uma das belas que meu pai fez. Trata-se de uma encomenda; foi escrita para comemorar o onomástico do respeitado acadêmico da Universidade de Leipzig August Friedrich Muller e é do ano de 1725. O libreto de Picander é levemente baseado em Virgílio, o qual deve ter dado cabeçadas em sua cova ao ver o que ele e meu pai fizeram de com seus versos da Eneida…

Éolo, deus dos ventos, está nervoso e soprando tudo, há sofrimento no mar e na terra, pois o homem não estava para brincadeiras. Zéfiro, filho de Éolo com tendências gays, ventinho suave como a brisa, mensageiro da primavera, protetor dos marinheiros, mais chegado a um hálito refrescante, foi lá tentar acalmar o pai, mas este não quis nem saber. Outros deuses também foram lá mas o homem estava incontrolável e mandava furacões pra todo lado. Porém…, Palas Atena, a deusa da sabedoria, conversou com Éolo utilizando mortal argumento. Disse ela:

– Olha, Éolo. O negócio é o seguinte: pára com esse coisa porque hoje é o onomástico do Dr. August Friedrich Muller, da Universidade de Leipzig. Não é legal fazer isso num dia em que tão ínclita pessoa está em festa recebendo os amigos, etc.

Éolo aceita o irrefutável, indiscutível e inteligente argumento da deusa e suspende a ventania. Isto em música? Vocês não imaginam! Uma obra-prima sensacional!

Anos depois, meu pai reutilizou a música para outro Augusto, este um advogado, também em data de onomástico. Mas não ficou tão bom quanto o original. O novo libreto ficou muito ruim. Éolo e Palas perderam seus respectivos élans quando tiveram de homenagear um advogado. Talvez naquela época eles já fossem tão preguiçosos, caros, complicados e sensíveis quanto são hoje.

Cantata Profana BWV 205 & Quodlibet BWV 524

1. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Chor der Winde: Zerreißet, zersprenget, zertrümmert die Gruft 5:53
2. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Recitativo: Ja, ja! Die Stunden sind nunmehro nah 1:44
3. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Aria: Wie will ich lustig lachen 4:03
4. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Recitativo: Gefürcht’ter Äolus 0:45
5. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Aria: Frische Schatten, meine Freude 3:39
6. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Recitativo: Beinahe wirst du mich bewegen 0:39
7. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Aria: Können nicht die roten Wangen 3:36
8. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Recitativo: So willst du, grimmger Äolus 0:48
9. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Aria: Angenehmer Zephyrus 3:51
10. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Recitativo: Mein Äolus, Ach! 2:22
11. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Aria: Zurücke, zurücke, gerflügelten Winde 3:13
12. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Recitativo: Was Lust! Was Freude! Welch Vergnügen! 1:27
13. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Aria: Zweig und Äste 2:51
14. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Recitativo: Ja, ja! Ich lad euch selbst zu dieser Feier ein 0:39
15. BWV 205 – Der zufriedengestellte Aeolus: Chor der Winde: Vivat! August, August vivat! 2:52

com Sibylla Rubens , Yvonne Naef , Christoph Genz , Andreas Schmidt,
Gächinger Kantorei Stuttgart,
Bach-Collegium Stuttgart.
Dirigiert von Helmuth Rilling

16. BWV 524 – Quodlibet 10:11

com Sibylla Rubens , Ingeborg Danz , Marcus Ullmann , Andreas Schmidt , Michael Gross , Harro Bertz , Michael Behringer
Gächinger Kantorei Stuttgart,
Bach-Collegium Stuttgart.
Dirigiert von Helmuth Rilling

BAIXAR AQUI

2 comments / Add your comment below

  1. Peloamordedeus, fui eu quem escreveu isso aí, nenhum anônimo. Bati em enviar sem querer antes de clicar em outro e pôr meu nome.Aliás, desculpe a ousadia, distintos filhos de BACH. não sei música além de conhecimentos elementares; é um sexto sentido que me cochicha isso ao ouvido.

Deixe uma resposta