Edvard Grieg (1843-1907) – Peer Gynt

F.D.P. Bach escreve:

Para manter o clima escandinavo, minha próxima contribuição é de uma gravação estupenda do “Peer Gynt”, de Grieg, nas competentes mãos de Esa-Pekka Sallonen, regendo a Orquestra Filarmônica de Oslo, com seu respectivo coral e com a maravilhosa voz de Barbara Hendricks. Essa gravação se destaca exatamente pelas partes cantadas, que poucos conhecem. Geralmente o que é gravado são as duas suítes, se deixando de lado estas preciosidades vocais. Comprei este CD há muitos anos atrás, e nunca mais tive oportunidade de encontrá-lo em outro local. É uma gravação fora dos catálogos da Sony. Em minha opinião, as partes que se destacam, escolha difícil diante da beleza desta obra, são as conhecidas “Canção de Solveig”, interpretada por Hendricks, e o coral na conhecida passagem “In the Hall of Mountain King”. De qualquer forma, é uma gravação maravilhosa. Espero que seja devidamente apreciada, pois é um registro um tanto quanto raro.

1 Act one – Prelude : In the wedding garden
2 Act one – The bridal procession passes
3 Act one – Halling
4 Act one – Springar
5 Act two – Prelude : The abduction of the bride – Ingrid’s lament
6 Act two – In the hall of the mountain King
7 Act two – Dance of the mountain King’s daughter
8 Act three – Prelude : Deep in the coniferous forest
9 Act three – Solveig’s song
10 Act three – Ase’s death
11 Act four – Prelude : Morning mood
12 Act four – Arabian dance
13 Act four – Anitra’s dance
14 Act four – Solveig’s song
15 Act five – Prelude : Peer Gynt’s journey home
16 Act five – Solveig’s song in the hut
17 Act five – Whitsun hymn
18 Act five – Solveig’s lullaby

Barbara Hendricks
Oslo Philharmonic Chorus
Oslo Philharmonic Orchestra
Esa-Pekka Salonen
Data de gravação: mai 1989

BAIXE AQUI

Obs: Estou enviando o link para o booklet que converti para .pdf do CD. AQUI

10 comments / Add your comment below

  1. Muito bem, P.Q.P. e F.D.P. : são dignos filhos do pai, já que talvez não da mesma mãe. Tenho visitado o vosso blog assiduamente e confesso-me rendido diante de tanto bom gosto. Há anos atrás comprei, numa loja de discos em Lisboa, uma misteriosa gravação das suítes 1 e 2 do Peer Gynt e do Concerto para piano em A Minor, sob o não menos misterioso selo Arena Classics, com um certo William Page a reger uma certa European Philharmonic Orchestra, e com uma certa Ruth Miller ao piano no Concerto. Não encontrei nenhuma referência a nenhum deles na net. Na capa do cd consta a autoria de Greig (sic) e Grieg, na lombada. Mas o mais surpreendente é que é uma das mais belas gravações que já ouvi dessas obras, com direito a coral e tudo, mas sem crédito. Como é possível isso?

  2. Na verdade preciso de ajuda …
    Existe o concerto Nº 5 de Edvard Grieg?
    Por favor me envie um email respondendo…
    Sou leiga em música clássica porém gosto muito…
    Miriam

  3. Míriam, Grieg compôs apenas um concerto para piano. tenho uma versão com o Claudio Arrau que devo postar num futuro próximo..
    A seu dispor.

    FDP Bach.

    1. Caro Caio Tebaldi,

      O nome do filme no qual esta música é executada encontra-se na película de Fritz Lang “M”, aqui conhecido como “O Vampiro de Düsseldorf”, com o ator Peter Lorre a executando em forma de assobio!

  4. Olá!
    Gostei muito deste post, muito obrigado (como sempre). Mas há 2 coisa que queria dizer:
    -Acho que o segundo ato “Prelude: The Abduction of the Bridge – Ingrid’s Lament” está com algum problema no arquivo
    -Achei na Wiki (http://en.wikipedia.org/wiki/Peer_Gynt_(Grieg)) detalhes sobre a peça e percebí que há mais obras em cada ato. O cd está reduzido? Ou está com todas as faixas da obra?

    Desculpe algum erro, pois sou ignorante no assunto
    obg

  5. Matheus, realmente faltam alguns trechos que não sei se a Sony ou o próprio Salonen optaram por não colocar no cd, talvez por falta de espaço, lembrando sempre
    que cabem 80 minutos num cd. O Neeme Jarvi tem uma gravação muito boa desta obra com a Orquestra de Gothenburg, em sua íntegra. Sugiro dares uma olhada na rede que consegues encontrá-la.

Deixe uma resposta