#BTHVN250 – Ludwig van Beethoven (1770-1827) – CD 10 de 10 – Integral das Sonatas para Piano – Alfred Brendel

Finalizo mais uma integral, trazendo as três últimas Sonatas para Piano que Beethoven compôs, três petardos que não deixam pedra sobre pedra.

Alfred Brendel se aposentou há uns dez anos. Até hoje é um músico reverenciado, e curte sua velhice e sua fama ao lado de seus gatos, sim, ele é apaixonado por gatos. Até hoje suas gravações de Beethoven, tanto as de juventude quanto as de meia idade, são consideradas referências. Especializou-se principalmente nos compositores do Classicismo e do Romantismo, destacand0-se Mozart, Beethoven e Schubert.

1. Piano Sonata No.30 In E, Op.109-1. Vivace, Ma Non Troppo-Adagio Espressivo-Tempo I
2. Piano Sonata No.30 In E, Op.109-2. Prestissimo0
3. Piano Sonata No.30 In E, Op.109-3. Gesangvoll, Mit Innigster Empfindung (Andante Molto Cantabile Ed Espressivo)
4. Piano Sonata No.31 In A Flat, Op.110-1. Moderato Cantabile Molto Espressivo
5. Piano Sonata No.31 In A Flat, Op.110-2. Allegro Molto
6. Piano Sonata No.31 In A Flat, Op.110-3. Adagio Ma Non Troppo-Fuga (Allegro Ma Non Troppo)
7. Piano Sonata No.31 In A Flat, Op.110-4. Fuga (Allegro Ma Non Troppo)
8. Piano Sonata No.32 In C Minor, Op.111-1. Maestoso-Allegro Con Brio Ed Appassionato
9. Piano Sonata No.32 In C Minor, Op.111-2. Arietta (Adagio Molto Semplice E Cantabile)

Alfred Brendel – Piano

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE (FLAC)
BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE (MP3)

8 comments / Add your comment below

    1. Olá!
      Vou dar pitaco aqui.
      Sim, três vezes. Uma para a Vox, disponível no selo Brillante, uma para a Philips (analógica, talvez a ‘melhor’ delas) e esta postada aqui pelo nosso FDP Bach, gravada no período de gravações digitais, em concertos ao vivo. (Como se as gravações em estúdio fossem ao morto…. Se bem que algumas até parcem kkkkk…)
      Este site que vou mencionar é muito interessante e dá uma boa perspectiva das gravações de ‘integrais’ de Sonatas de LvB.
      O primeiro ciclo do Brendel é mencionado aqui:
      https://ionarts.blogspot.com/2009/05/beethoven-sonatas-survey-of-complete.html
      O segundo (Philips – analógico) abre este aqui:
      https://ionarts.blogspot.com/2009/05/beethoven-sonatas-survey-of-complete_29.html
      O terceiro (Philips Digital, postado nesta série) aqui:
      https://ionarts.blogspot.com/2009/06/beethoven-sonatas-survey-of-complete.html
      Bom, se Brendel rendeu três ciclos, dá para perceber que há ciclos e ciclos a serem ouvidos…
      Abração!
      RD

    2. Corrigindo, foram quatro … Levine, Rattle, Haitink e outra lá dos tempos da Vox, nos anos 60, com maestros e orquestras não tão conhecidos. Pretendo trazer todas estas gravações até o final do ano.

    3. Obrigadão pela informação e pela dica!!

      Eu me confundo com a 2ª e 3ª gravações porque a Philips foi adquirida pela Decca, então ficaram ambas no mesmo selo. Infelizmente, data da gravação não é uma informação fácil de achar no álbum, então não dá para usar nem capa nem selo como referência (às vezes, a mesma gravação tem capas diferentes, ainda mais com esse troca-troca de selos).

      Não tenho esse ouvido refinado que me permite perceber todas as diferenças interpretativas de cada sonata, mas Brendel simplesmente me “soa” mais gostoso do que todos os outros, especialmente na Dó Maior e na Fá menor (ele não exagera na velocidade do 3º movimento, GLÓRIA).

Deixe uma resposta