BTHVN250 – A Obra Completa de Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Serenata para flauta e piano, Op. 41 – Sonata para flauta e piano, Ahn. 4 – Rampal

Esse disco é quase todo composto por obras de associação pelo menos oblíqua com Beethoven. A serenata para flauta e piano, Op. 41, é uma adaptação da obra homônima para flauta, violino e viola, Op. 25. Embora tenha sido aprovado e corrigido pelo compositor, o arranjo foi provavelmente realizado por terceiros e publicado, sem surpresa, pela desesperada necessidade de dinheiro que se seguiu à infernal temporada em Heiligenstadt. A sonata em Si bemol, Anh. 4, foi encontrada em manuscrito de punho alheio entre os papeis do compositor, depois de sua morte. Os flautistas saudaram a descoberta e, renegados que foram pelo compositor, acabaram por incorporá-la a seu repertório. Os estudiosos, entretanto, nunca tiveram muita certeza de sua autenticidade e atribuiram-lhe um lugar pouco honroso no apêndice (Anhang), e não no rol principal do catálogo Kinsky-Halm. Os editores tampouco lhe deram muito crédito, de maneira que a simpática obra só encontrou a prensa em 1906, cento e dez anos depois de sua composição. Os minúsculos Allegro e Minueto para duas flautas, pelo contrário, são indubitavelmente criações de Beethoven, e inclusive carregam uma dedicatória a um seu amigo, J. M. Degenhart, que era flautista amador. E eu adoraria lhes afirmar que o melífluo trio para flautas que encerra o disco é obra autêntica, mas não lhes sei mentir: ela é considerada espúria e foi aqui incluída porque o artista que o estreou foi o mesmo que adquiriu o manuscrito e que aqui está a executá-la para vocês, e não seremos nós a dizer “não” para Jean-Pierre Rampal, né?

Ludwig van BEETHOVEN (1770-1827)

Serenata em Ré maior para flauta e piano, Op. 41
Arranjo da serenata para flauta, viola e violoncelo, Op. 25
Publicada em 1803

1 – Entrata. Allegro
2 – Tempo ordinario d’un Menuetto
3 – Allegro molto
4 – Andante con Variazioni
5 – Allegro, scherzando e vivace
6 – Adagio
7 – Allegro vivace

Jean-Pierre Rampal, flauta
Robert Veyron-Lacroix, piano

Allegro e minueto em Sol maior para duas flautas, WoO 26
Compostos em 1796
Publicados em 1901
Dedicados a J. M. Degenhart

8 – Allegro con brio
9 – Minuetto quasi allegro

Jean-Pierre Rampal e Alain Marion, flautas

Sonata em Si bemol maior para flauta e piano, Anh. 4
Composta provavelmente entre 1796-98
Publicada em 1906

10 – Allegro
11 – Polacca
12 – Largo
13 – Thema mit variationen: Allegretto

Jean-Pierre Rampal, flauta
Robert Veyron-Lacroix, piano

Trio em Sol maior para três flautas (espúrio)

14 – Allegro
15 – Andante
16 – Rondo: allegretto

Jean-Pierre Rampal, Christian Larde e Alain Marion, flautas

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE


Uma trilha-bônus: Rampal toca o Romance em Fá maior de Beethoven, originalmente para violino e orquestra, num arranjo que jamais ouvira para flauta e piano. A pianista é Annie D’Arco

#BTHVN250, por René Denon

Vassily

2 comments / Add your comment below

Deixe uma resposta