Olafur Arnalds (1986): Found Songs


Olafur Arnalds (ou Ólafur Arnalds) é um rapazinho que ainda não completou 30 anos. Nasceu em Mosfellsbær, na Islândia. A história do disco que posto hoje — um disco curtinho mas que está completinho — é muito legal: em abril de 2009, Arnalds compôs e lançou instantaneamente na internet uma faixa por dia durante sete dias. A coleção de faixas foi intitulada Found Songs. Ele repetiu a coisa no álbum Living Room Songs. A música de Olafur é meio estática, meio neo-clássica e por vezes é bem chatinha. Mas o cara está sendo muito ouvido na Europa. Confiram aê!

Olafur Arnalds: Found Songs

01. Day I Erla’s Waltz
02. Day II RAein
03. Day III Romance
04. Day IV Allt var Hljott
05. Day V Lost Song
06. Day VI Faun
07. Day VII Ljosid

Olafur Arnalds

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Olafur Arnalds
Olafur Arnalds: bom, hein?

PQP

9 comments / Add your comment below

  1. Sempre que ponho alguma música para o meu filho de cinco anos ouvir ele pergunta de quem é, de que país e se o compositor já morreu rs. Ele vive me cobrando um compositor da islândia, pela qual ele tem fascínio. Eis que surge um e vivo! Me parece um rapaz sério em bom caminho. Que cresça, e que apareça!

  2. um pouco enjoativa a música … mas não chega a ferir os ouvidos enquanto trabalho ao computador!

    Obrigado pela partilha … pela muito boa partilha ao longo de 2014 e inicio de 2015.

  3. Não resisto a dizer, após ouvir o disco, que apesar de ser um trabalho simpático e promissor, já conheci muitos jovens, muito mais jovens até do que o Ólafur, com trabalhos de composição incomparavelmente mais ricos e profundos e continuo a encontrar entres alguns alunos de música tais virtudes. Infelizmente, como dizia Nelson Rodrigues, “o brasileiro é um Narciso às avessas” e muitos desses mais que promissores jovens não procuram sequer fazer o que o islandês fez, pondo suas peças na internet. Dando um desconto, compreendo que o nosso contexto não é nada encorajador e mina muito de nosso entusiasmo; digo isso por experiência. rs

Deixe uma resposta