Arnold Schoenberg (1874-1951): Weihnachtsmusik & Transcriptions

Link revalidado por PQP

Volto com 3 belos discos. O primeiro disco foi uma agradável surpresa. Traz uma pequena peça para o Natal e transcrições feitas por Schoenberg. Todas as peças são miniaturas transcritas para um pequeno quinteto às vezes com violinos, clarinete ou flauta, mas sempre com a presença marcante do harmonium (um tipo de sanfona avantajada) e piano. A peça que abre o disco, Weihnachtmuzik, é melódica e despretensiosa, para ouvir com toda a família perto da árvore de Natal. A transcrição do Lieder eines fahrenden gesellen de Mahler é a jóia do disco, neste caso para ouvir sozinho. Berceuse élégiaque de Busoni também recebe uma transcrição excelente, parece um Arvo Part melhorado. No final temos uma justa homenagem ao Strauss II, que fazia uma música ligeira de altíssima qualidade. Duas adoráveis transcrições das famosas Rousen aus de Sudem e Kaisewalser. Todas as obras do disco foram escritas por volta de 1920. Claro que a motivação maior dessa postagem é para lavar a alma e prepará-la … (continua)

Faixas:

1. Weihnachtsmusik (Musique de Noël), for 2 violins, cello, piano & harmonium
2. Transcription ‘Lieder eines fahrenden Gesellen’: Wenn mein Schatz Hochzeit macht
3. Transcription ‘Lieder eines fahrenden Gesellen’: Ging heut’ Morgen übers Feld
4. Transcription ‘Lieder eines fahrenden Gesellen’: Ich hab’ ein glühend Messer
5. Transcription for voice & chamber ensemble of Mahler’s ‘Lieder eines fahrenden Gesellen’: Die zwei
6. Transcription for piano quintet, flute, clarinet, piano & harmonium of Busoni’s ‘Berceuse elegiaque’
7. Transcription for string quartet, flute, clarinet & piano, of Johann Strauss’ ‘Emperor Waltz’
8. Transcription for string quartet, harmonium & piano of Johann Strauss’ ‘Rosen aus dem Suden’

Performed by Paul Meyer, Michel Moragues, Isabelle Berteletti, Louise Bessette, Jean-Luc Chaignaud

Conductor by Michel Béroff

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Transcreve, Arnold, transcreve...
Transcreve, Arnold, transcreve…

CDF Bach

5 comments / Add your comment below

  1. Schoenberg foi notável na questão harmônica, sem dúvida alguma. Vou chover no molhado: o seu desenvolvimento de um sistema harmônico, o dodecafonismo, foi o corolário imediato de alguém dotado de forte conhecimento em harmonia e, logo, de abundante creatividade. Suas obras são ásperas para alguns, especialmente aqueles não ambientados à musica do século XX, mas suas transcrições são, sem sombra de dúvida para todos.
    No momento lembro-me das transcrições de Brahms (primeiro quarteto de cordas transcrito para orquestra) e de Bach, que são impecáveis – há um cd, já postado, com a leitura de Salonen. Há uma delas que me é inigualável pela transcendência que oferece.

    Parabéns pelo post! De extremo bom gosto!

  2. Nunca tinha dado muita atenção pro Johann Strauss, até que ouvi essas transcrições. Sensacionais, assim como os originais, claro.

    Schoenberg transcreveu várias coisas de Mahler também, mas é meio difícil achar por aí na net (a não ser aqueles links com mais de 1gb e tal do arquivo intacto…)

Deixe uma resposta