Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) – Music for 2 Pianos – Haebler, Hoffmann, Demus, Badura-Skoda

Box FrontRaramente atendemos pedidos de nossos leitores, mas a solicitação que o Ubirajara fez ontem ou anteontem me deixou com uma pulga atrás da orelha, pois eu tinha certeza de que esse KV 497 já havia sido postado, porém constatei que foi o postado foi o KV 448, com a dupla Perahia / Lupu. Mas enfim, aí está obra solicitada, entre outras.
Trata-se de Cd duplo da coleção “Mozart Complete Edition” que a Phillips lançou em 1991, por ocasião das comemorações de 200 anos da morte do próprio. Claro que a gravadora escolheu seus músicos para a gravação, e aqui temos um timaço de especialistas em Mozart, como a divina Ingrid Haebler (não canso de me gabar de ter tido a oportunidade de assistir a uma apresentação dela em São Paulo, há muitos anos atrás, é verdade, tocando o Concerto n°20) Jörg Demus, Paul Badura-Skoda e Ludwig Hoffmann.
Enfim, este CD duplo traz as obras de Mozart compostas para dois pianos, e tem obras primas aqui, como não poderia deixar de ser. A interpretação sensível deste timaço de pianistas com certeza vai satisfazer nosso querido Ubirajara, que já nos acompanha há bastante tempo.

CD 1

01 – Sonata in C for Piano Duet KV19d – Allegro
02 – Sonata in C for Piano Duet KV19d – Menuetto
03 – Sonata in C for Piano Duet KV19d – Rondo-Allegretto
04 – Sonata in D for Piano Duet KV381-123a – Allegro
05 – Sonata in D for Piano Duet KV381-123a – Andante
06 – Sonata in D for Piano Duet KV381-123a – Allegro molto
07 – Sonata in Bb for Piano Duet KV358-186c – Allegro
08 – Sonata in Bb for Piano Duet KV358-186c – Adagio
09 – Sonata in Bb for Piano Duet KV358-186c – Molto presto
10 – Sonata in D for two pianos KV448 – Allegro con spirito
11 – Sonata in D for two pianos KV448 – Andante
12 – Sonata in D for two pianos KV448 – Allegro molto
13 – Fugue in C min for Two Pianos KV426 – Allegro moderato

Ingrid Haebler, Ludwig Hoffmann – Pianos

14 – Larghetto and Allegro in Eb for Two Pianos KV deest

Jörg Demus, Paul Badura-Skoda – Pianos

CD 2

01 – Sonata in F for Piano Duet KV 497 – Adagio-Allegro di molto
02 – Sonata in F for Piano Duet KV 497 – Andante
03 – Sonata in F for Piano Duet KV 497 – Allegro
04 – Sonata in G for Piano Duet KV357-497a+500a – Allegro KV357-497a
05 – Sonata in G for Piano Duet KV357-497a+500a – Andante KV500a
06 – Andante with Five Variations in G for Piano Duet KV501
07 – Sonata in C for Piano Duet K521 – Allegro
08 – Sonata in C for Piano Duet K521 – Andante
09 – Sonata in C for Piano Duet K521 – Allegretto

Ingrid Haebler, Ludwig Hoffmann – Pianos

BAIXE AQUI -DOWNLOAD HERE

4 comments / Add your comment below

  1. Após a emoção sentida pelo respeito que vcs tem pelos associados da Confraria PQP, irei me deleitar com a gravação. Obrigado amigo, sinto-me honrado em ser atendido de pronto, como professor aposentado deste displicente país com a educação, agradeço de coração por tamanha honraria. Envio agora um pedaço de mim em versos:
    Subia etéreo, estava em desvantagem,
    usava toda a alquimia do delírio,
    mesmo sem túnica ia contra aragem
    da confissão, o fausto ouro do martírio.

    Ao ver-me nesse estado: é desvario…
    Ou descompasso suicida da imagem?
    Numa cruz, seguia o discurso do rio,
    um quadro vivo agônico da paisagem.

    Cantava, era o contraponto ao choro
    dos fiéis, em dueto, no coro
    da procissão dos que vão aos céus.

    Numa cena perfeita de Brueghel,
    o trompetista preferiu o flughel
    e os suntuosos desfilavam já sem véus.

    Abraços.

  2. Após a emoção sentida pelo respeito que vcs tem pelos associados da Confraria PQP, irei me deleitar com a gravação. Obrigado amigo, sinto-me honrado em ser atendido de pronto, como professor aposentado deste displicente país com a educação, agradeço de coração por tamanha honraria. Envio agora um pedaço de mim em versos
    Subia etéreo, estava em desvantagem,
    usava toda a alquimia do delírio,
    mesmo sem túnica ia contra a aragem
    da confissão, o fausto ouro do martírio.

    Ao ver-me nesse estado: é desvario
    ou descompasso suicida da imagem?
    Numa cruz, seguia o discurso do rio,
    um quadro vivo agônico da paisagem.

    Cantava, era o contraponto ao choro
    dos fiéis, em dueto, no coro
    da procissão dos que vão aos céus.

    Numa cena perfeita de Brueghel,
    o trompetista preferiu o flughel
    e os suntuosos desfilavam já sem véus.

    1. Belo soneto, ubirajara. Nós, do PQPBach agradecemos a gentileza, sempre que possível tentamos satisfazer os desejos de nossos leitores, apesar das atribulações de nossas vidas.

Deixe uma resposta