Eugène Ysaÿe (1858-1931): Sonatas for Violin Solo, Op. 27

Este coleção de sonatas para violino solo do desconhecido Ysaÿe, mostra um desempenho impressionante de algumas das músicas mais difíceis do repertório erudito. Os modelos reconhecíveis de Ysaÿe foram Bach e Paganini, mas sua inspiração veio alegadamente de seis amigos e colegas a cujas sonatas são dedicadas e especialmente concebidas para seus dons interpretativos. Ysaÿe era violinista, claro, e derramou sobre estas sonatas seu conhecimento do violino e de seus recursos. Mas é também é música de primeira linha. Thomas Zehetmair recupera a tais músicas num grande CD que existe graças à ECM. Destaque para a Sonata Nº 2, onde o autor ter realiza uma brilhante “desconstrução” de uma Sonata de Bach para o mesmo instrumento solo.

Este grande CD foi “Editor’s Choice” da Gramophone. Não deixe de conferir.

Ysaÿe – Sonatas for Violin Solo, Op. 27

1. Sonata No.1 in G minor (for Joseph Szigeti) – 1. Grave
2. Sonata No.1 in G minor (for Joseph Szigeti) – 2. Fugato
3. Sonata No.1 in G minor (for Joseph Szigeti) – 3. Allegretto poco scherzoso
4. Sonata No.1 in G minor (for Joseph Szigeti) – 4. Finale con brio

5. Sonata No.2 in A minor (for Jacques Thibaud) – 1. Obsession
6. Sonata No.2 in A minor (for Jacques Thibaud) – 2. Malinconia
7. Sonata No.2 in A minor (for Jacques Thibaud) – 3. Danse des ombres
8. Sonata No.2 in A minor (for Jacques Thibaud) – 4. Les furies

9. Sonata No.3 in D minor ‘Ballade’ (for George Enescu)

10. Sonata No 4 in E minor (for Fritz Kreisler) – 1. Allemanda
11. Sonata No 4 in E minor (for Fritz Kreisler) – 2. Sarabande
12. Sonata No 4 in E minor (for Fritz Kreisler) – 3. Finale

13. Sonata No.5 for G major (for Mathieu Crickboom) – 1. L’Aurore
14. Sonata No.5 for G major (for Mathieu Crickboom) – 2. Danse rustique

15. Sonata No.6 in E major (for Manuel Quiroga)

Thomas Zehetmair, violin

Recording: September 2002, Propstei St. Gerold, Austria

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Apoie os bons artistas, compre sua música!

PQP

7 comments / Add your comment below

  1. Olá PQP. Há algum tempo venho usufruindo do seu utilíssimo blog; Bem… aprecio a música erudita embora não tenha um bom ouvido. Gostava muito de Satie, Beethoven e Chopin. Depois que conheci o PQP, passei a ouvir bastante Messiaen e Scriabin. Mas ouço música com um prazer meramente associativo. Por exemplo, gosto de ler Homero ouvindo a nona sinfonia de DVORAK e numa leitura mais instrospectiva, CLarice Lispecor, por exemplo, gosto de ouvir Satie ou Schubert. Mas esse é o problema. Não consigo só ouvir música; A ouço apenas como um complemento de leitura, como uma trilha sonora. Talvez porque a não entenda; Gostaria de saber se você poderia indicar uma bibliografia que catequizasse a minha audição; Podem ser livros em inglês. E gostaria também de saber se eu posso realizar compras normalmente pela AMAZON, no caso de discos e livros, sem ter que pagar taxas além do preço do produto e do frete.

  2. Finalmente algo realmente raro e bom de se ouvir para violino solo!

    Ysaÿe é um dos compositores mais incríveis que já pude tocar.
    Ele é muito bom.

    Inté
    Rafs

  3. Este Ysaÿe é muito muito muito MUITO bom… Como é que alguns compositores ASSIM ficam quase esquecidos?

    (Tenho dito o mesmo do Neukomm pois, ele cresce a cada vez que ouço o CD de flauta & piano postado aqui!)

    Agora… tenho tido dificuldades para ouvir o Ysaÿe através do DVD player que uso como CD player. Muitas vezes ele não consegue abrir algumas faixas. Alguém mais teve problemas com esse disco?

  4. Zehetmair parece ter um estilo bastante pessoal de interpretação, lembro-me de ter ouvido uma chacona dele, é diferente de tudo que já ouvi. Quanto as sonatas de Ysaye, aprecio muito, tenho 2 gravações, a primeira que adquiri com o russo Ilya Kaler, e a segunda que gosto mais com Gidon Kremer.
    O violinista estadunidense Oscar Shumsky também gravou-a completa e li bastante críticas positivas a esta gravação, tenho vontade de também adquiri-la. Shumsky foi um daqueles interpretes que cedo se retiraram dos palcos, passou maior parte de sua vida se dedicando ao ensino, mas mesmo assim arrancou elogios de ninguém mais do que David Oistrakh, que considerou-o um dos maiores violinistas daquela geração. Quem quiser ouvir algo dele, no youtube tem os 24 caprichos de Pierre Rode, os caprichos não são nada de mais, mas o som do Shumsky, magnífico.

  5. E falando em David Oistrakh, é uma pena ele não ter gravado o ciclo completo, tenho a sonata nº 3 ‘Ballade” com ele, e é simplesmente a melhor que já ouvi.

Deixe uma resposta