Paul Hindemith (1895 – 1963): Sinfonia Matias, o pintor / Nobilissima Visione / Metamorfoses Sinfônicas

A sinfonia Mathis der Maler (Mathias, o pintor) foi estreada em 12 de março de 1934, em Berlim, sob a direção de Wilhelm Furtwängler. De caráter descritivo, o primeiro movimento (Concerto de anjos) é o prelúdio ao primeiro ato da ópera que inicia de forma lenta e calma seguido do canto popular Es sungen drei Engel ein süsses Lied (Três anjos cantavam uma doce melodia) enunciado pelos trombones e retomado pelos sopros; o segundo tema aparece com as cordas, de caráter lírico, com dois motivos que se unem em forma fugato. O segundo movimento, Grablegung (Descida ao túmulo) é um interlúdio entre duas cenas do sétimo ato da ópera. É uma lamentação fúnebre na qual um oboé e depois uma flauta descrevem sua infinita tristeza. O terceiro movimento Versuchung des heiligen Antonius (Tentação de Santo Antonio) inspira-se no sexto ato da ópera, com uma cena onírica na qual Mathias se vê sob as feições de Santo Antonio atormentado pelos demônios. Um grande recitativo dramático antecede uma entrada furiosa do coro dos demônios em um contraste surpreendente. As cordas será finalmente dominada pelas madeiras expressando sob a forma de hino o coral Lauda, Sion, Salvatorem. É com toda a potência dos metais que, com o Alleluia final, virá o final da obra.

Nobilissima Visione continua o espírito metafísico de Matias. Sua bela Passacaglia final é uma comovida oração para que o nobre Adriano Menezes e Albuquerque não venha mais ao blogue. Sério!

As Metamorfoses Sinfônicas sobre Temas de Carl Maria von Weber, escritas no exílio americano do compositor, têm humor e fantasia que não penetram em meu coração, apesar do Screzo que — tá, tudo bem — é legalzinho.

Mathis der Maler Symphony
1. Engelkonzert: Ruhig bewegt – Ziemlich lebhafte Halbe 00:08:44
2. Grablegung: Sehr langsam 00:04:38
3. Versuchung des heiligen Antonius: Sehr langsam, frei im Zeitmass – Sehr lebhaft 00:13:02

Nobilissima Visione: Tanzlegende
4. Einleitung und Rondo 00:08:24
5. Marsch und Pastorale 00:08:00
6. Passacaglia 00:05:33

Symphonic Metamorphosis on Themes of Carl Maria von Weber
7. Allegro 00:04:18
8. Turandot: Scherzo 00:08:10
9. Andantino 00:03:39
10. Marsch 00:04:20

Total Playing Time: 01:08:48

New Zealand Symphony Orchestra
Franz-Paul Decker

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP

9 comments / Add your comment below

  1. Olá ,gostaria de saber se vc conhece ou tem o disco que contém uma música que chama-se “Coro dos Escravos ” , parece que tem nome de Orfeão de Condeixa-Va Pensiero , conhece ???
    Grata , Claudia .

    1. Xi, tenta pedir para o FDP. PQP gosta de Bach, e… sabe… Bach não combina com a gritaria italiana.
      Essa é uma opera de G. Verdi, do período romantico. Esse período concerne mais à FDP, portanto suas chances serão maiores (mais precisamente, nesse post elas são inexistentes).
      🙂

  2. Uma informação, por favor. Para comprar os cd´s via Amazon paga-se 60% de imposto? Tem ICMS também? Peço ajuda de alguém que tenha experiência nesse processo. Abraços, Rodrigo.

    1. Compro muito, Rodrigo. Você não deve ultrapassar o limite de US$ 50. Abaixo deste limite, não há impostos. Deste modo, sempre particione suas compras.

      Abraço.

      1. Obrigado pqpbach, colorado e amante da música clássica! Eu queria mesmo era comprar a caixa com a obra do Brahms, da DG, que na Amazon está custando US89,00. Os mp3s no site da DG estão quase o mesmo valor U$79,00. Assim, serão aproximadamente R$ 100,00 de impostos. Além disso, em outubro a DG lançará uma caixa com 55 cds em comemoração ao 111º anivesário.

  3. Vamos à ajuda fiscal 🙂

    Trata-se aqui de importação via correio, com regime simplificado de 60% sobre o valor do produto. “Simplificado” significa que sobre a compra recai somente este imposto, sem nenhuma outra tributação (salvo o IOF da transação bancária internacional, que será debitado na fatura do cartão de crédito: 2,38% sobre o valor total do pedido, incluindo frete).

    A isenção para compras abaixo de 50 dólares vale para remessa de pessoa física para pessoa física. Não vale, portanto, para compras na Amazon, que são taxadas independentemente de valor. A única exceção: livros, que são sempre isentos.

    Acontece que as nossas aduanas, sobrecarregadas, dão uma olhada nos pacotes apenas superficialmente, fazendo triagem. Assim, é possível que pacotes pequenos escapem. Mas essa isenção acidental não tem valor legal; é apenas fruto de deficiência de fiscalização.

    Recomendo fortemente que se compre MP3. Ainda não há taxação prevista para estes casos. Obviamente nesses casos não cabe a taxa de importação via correio. Download também não tem frete. Paga-se somente o IOF. Amazon e Classics Online (ligada à Naxos) são boas pedidas para comprar MP3. Sou fã da Classics Online – não sinto tanta falta assim da DG, prefiro os selos independentes como BIS, DaCapo e Chandos.

  4. Obrigado José Eduardo,

    Eu tenho comprado muitos mp3s pela Classics Online (Naxos e Harmonia Mundi, em geral). Neste caso específico da caixa do Brahms, devido a quase equivalência de preço entre os cds e os mp3s (desconsiderando os impostos), eu tinha pensado em comprar os cds… Sabe como é, sou conservador (mas não a ponto de querer a volta do vinil :)). Abraço.

Deixe uma resposta