Alberto Nepomuceno (1864-1920) – Sinfonia em Sol Menor [link atualizado 2017]

Talvez a melhor sinfonia composta no Brasil

As tonalidades menores de uma maneira geral, são tristes e melancólicas. Se prestarmos atenção em algumas obras em tonalidade menor, poderemos perceber que mesmo as partes mais vigorosas, não são alegres e sim, dramáticas e/ou trágicas. E ainda que possamos identificar passagens alegres, com certeza, serão encontradas em modulações para tonalidades maiores (alegres e jocosas), muito comuns em qualquer composição de maior fôlego.

A Sinfonia em Sol Menor é uma obra vigorosa, lírica e essencialmente dramática, bem típica dos compositores românticos nacionalistas.

A Sinfonia em Sol Menor é a principal obra sinfônica de Nepomunceno. Teve sua estreia em 1º de agosto de 1897, em um concerto que incluia a obra Batuque (obra que faz parte da Série Brasileira aqui já postada), causadora de enorme polêmica junto aos críticos e acadêmicos por utilizar o reco-reco dentro do corpo sinfônico.

***

Alberto Nepomuceno: Sinfonia em Sol Menor

01 Allegro (com entusiasmo) 7:46
02 Andante Quasi Adagio 9:24
03 Presto 5:59
04 Con Fuocco 5:43

Orquestra Sinfônica Brasileira
Regente: Edoardo de Guarnieri
Gravado ao vivo no Teatro Municipal de São Paulo

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE (39,2 MB – 192 KBPS)

Já viu nossos mais de 100 endereços para baixar partituras? Clique aqui

Marcelo Stravinsky
Repostado por Avicenna
Trepostado por Bisnaga

24 comments / Add your comment below

  1. Olá …
    Adoro esta sinfonia e não tenho nenhuma gravação, e infelizmente não consegui fazer o download pois já havia atingido o limite de downloads.
    Você vai colocar novamente ele arquivo para download ??
    ABraço.

  2. A Sinfonia em Sol Menor de Alberto Nepomuceno foi publicada nos anos 30 pela Escola Nacional de Música e posteriormente pela Academia Brasileira de Música.

    Esta Sinfonia já teve quatro gravações.

    A primeira é esta, com a Orquestra Sinfônica Nacional sob regência do maestro Edoardo de Guarnieri ,um regente de formação européia e com natural propensão a um tratamento mais clássico da sinfonia, (selo Festa 1959), lançada em CD pela Movieplay.

    A segunda gravação foi pela Orquestra Sinfônica da UFRJ, em 1991,regência de Roberto Duarte, professor da UFRJ e autor de um trabalho importante de revisão das obras orquestrais de Villa-Lobos. A UFRJ tem um arquivo muito importante de obras de A. Nepomuceno. Um CD da própria UFRJ, difícil de encontrar.

    A terceira gravação é a do primeiro CD da OSMC com Benito Juarez em 1993.encontra-se em http://musicabrconcerto.blogspot.com/

    A última gravação foi pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo – OSESP, regência de John Neschling. Uma versão da Sinfonia revisada por integrantes da USP e do Departamento de Documentação Musical da OSESP. Foi apresentada pela Rádio Cultura FM de São Paulo em 5 de Julho de 2008.
    Muito pessoalmente coloco dúvidas sobre a importância essa revisão

      1. no momento que baixei,deu como concluido. Abri o zip,necontrei só os dois primeiro movimento.So consegui ouvir o primeiro,mas foi o suficiente para entender a genialidade desse compositor.ele compos outras sinfonias?

  3. Como sabem de minha paixão por Nepomuceno peço que não postem com frequência pois meu coração não aguentaria, é muita adrenalina kkkkkkkkkkkkkkk

    Marcelão parabéns, e a propósito ouvistes os quartetos?

    1. Gostaria, realmente, de matá-lo do coração, mas é difícil conseguir peças do Nepomuceno. Acredita que ainda não parei para apreciar os quartetos?
      Abraço!

      1. Então que mate logo! Mande então os quartetos e tudo mais! Que sinfonia, por que será que ainda existem quem o critique? Os brasileiros precisam conhecer melhor este (e também o padre José Mauríco Nunes Garcia) que é um tesouro, mas não um tesouro nacional e sim um tesouro universal!
        Fantástico, parabéns pela escolha e que venha mais.
        Hélio.

      2. Entendo perfeitamente Marcelo a falta de obras disponíveis de Nepomuça o que é uma pena.Aqueles quartetos são realmente maravilhosos o cd só não furou por ter passado as músicas pro pc.
        Hélio concerteza durante um bom tempo ainda enfrentaremos o tabu de que o clássico nacional não é expressivo, mas aos poucos tudo vai modificando e as mentes vão se abrindo.
        Muitos criticam sem ter ouvido o que é uma pena, mas nós que apreciamos ganhamos muito mais inspiração para maratona diária de nossas vidas.

    1. Faça uma pergunta mais fácil, Luiz!
      Brincadeirinha! O fato é que é muito difícil encontrar gravações com as obras de Nepomuceno.
      Abraço!

  4. hahaha, polêmica por causa de um reco-reco? Realmente, é uma afronta à arte…
    Estou baixando para analisar. Admito não ter uma opiniao formada sobre esse compositor, pois, como já apontado, conseguir suas obras é dificil, em decorrência disso não o conhecemos, e, como consequência, não nos interessamos por ele, o que faz com que não corramos atrás de outras de suas obras, e, por causa disso, deixamos as poucas oportunidades passarem em branco, o que faz com que não o conheçamos,… etc. É um ciclo de supressão dos fracos e vanglória aos fortes… vou tentar quebrar isso.
    Bela postagem.
    OBS: “Música brasileira” e “nacionalistas”? Que idéia genial, como ninguem pensou nisso antes? Porque a única organização existente tem de ser pelo nome do compositor? Meus cumprimentos.
    Tinham que inventar um jeito de fazer “subtags”, ou simplesmente agrupamentos retráteis. P.Q.P., você que é formado em informática, sabe se existe algo do gênero?

  5. Obrigado Avoado, por seus, sempre muito instrutivos e didáticos, comentários! Quanto as tags… eu tinha deixado em branco, mas observei que poderia colocar algumas palavras-chave que tivessem algo a ver com o contexto, sem ser exatamente o nome do compositor.
    Abraço!

Deixe uma resposta