E ainda tem gente que diz que não há público para a música erudita, que somos um país de idiotas e todo aquele besteirol de sempre… (Vol. 2)

Número de acessos em setembro: 14.209
Número de acessos em outubro: 19.353
Número de acessos em novembro: 22.550

9 comments / Add your comment below

  1. Eu postei o link do blog, juntamente com o Branle de Champaigne, num fórum popularíssimo da internet. O pessoal parece ter gostado bastante.

  2. Nossa, o acesso ao blog tem crescido, e como! Isso é ótimo. Apesar de o Brasil estar uma droga, a pessoas que ainda procuram ouvir boa música =PPS.: Esqueceu-se de colocar na label “Comunicados e Proclamações” (XD)

  3. P. Q. P. Bach is “unique”!Este site nos remete a algo que de 1700 até mais ou menos 1979 podia ser chamada de música. Existem raras exceções após 1980, mas de maneira geral, sem meias palavras passamos a escutar “miasmas musicais”, ou seja, merda. Reflexo do avanço tecnologico? pode ser, não sei! Quem nunca ouviu Haendel, Bach, Mozart, Beethoven, Wagner, Mahler, Beatles, Rolling Stones, Pink Floyd, YES, Allman Brothers, Hendrix e tantos outros e nunca teve a capacidade de expandir seus horizontes musicais está fadado a maldita bate-estaca das festas Rave ou ao pseudo-funk da periferia – James Brown que os perdoe! Obrigado pelos excepcionais discos e tudo de bom ao autor do blog!

  4. Pois terá que contar com alguns acessos de Portugal (meus e de outros) mas acho que também por aqui (deste lado do Atlantico) se aplica também a sua satisfacção. Pena é que as salas de concertos não se encham desta maneira, mesmo quando temos concertos e instrumentistas excepcionais … mas pronto isso é outra história.Abraços de Portugal …

  5. Fernando.Sabemos de nossa popularidade em Portugal. O primeiro blog a divulgar PQP Bach em terras portuguesas foi o de Francisco José Viegas, A Origem das Espécies. Passados alguns meses, recebemos o selo “7 Maravilhas da Bloguesfera” de um blog português. Depois, Clara Schumann, portuguesa da cidade do Porto tornou-se parte de nossa pequena equipe – somos um quarteto.Ou seja, apesar de 71% de nossos visitantes serem brasileiros, sabemos e planejamos uma contra-colonização…:¬)))Grande abraço. PQP Bach

  6. “somos um quarteto”Um quarteto fantástico, certamente! Inclusive com uma formação parecida àquela de série dos quadrinhos: dois marmanjos, uma donzela e um coisa… Decidam entres vocês quem é o coisa =)Brincadeiras a parte, vocês quatro são verdadeiros super-heróis nesse planeta repleto de imbecilidade e inutilidade em que se transformou a internet.

  7. apenas agora vi esse post! hm, em que mês foi que esse cão juntou-se ao PQP, mesmo? :)empáfia à parte, orgulho fazer parte do crescente. rumemos em nosso quinhão da formação educacional, pois!Blue Hund

Deixe uma resposta