Jean Sibelius (1865–1957) – Concerto para Violino e Orquestra, Op.47

Existem violinistas e violinistas, ou generalizando, músicos e músicos. Alguns com certo talento até conseguem sucesso, de público e crítica. Mas assim como eles vêm, vão. São vários os casos de pequenos mozarts se transformarem em zé-ninguéns, a indústria fonográfica investe em jovens talentos, para no final eles caírem no ostracismo. Por culpar de quem? Não sei… talvez da voragem da mesma, da exigência do público e da crítica, ou incompressão de todos… sei lá. Digo isso pois a postagem que coloco a seguir é a de um grande violinista – que também foi um pequeno Mozart virtuose, e para muitos o maior de todos os tempos – tocando uma música maravilhosa, porém, inexplicavelmente pouco executada. O resultado dessa soma de talentos é algo excepcional. Já se discutiu aqui à exaustão a questão do gosto nas execuções, mas existem as unanimidades. E Jascha Heifetz é uma unanimidade. Pode-se criticar sua forma de tocar quase cerebral, insensível (?????), se preocupando apenas com a exatidão, com a precisão, muito meticuloso, e se esquecendo de expor a alma da música (particularmente considero isso tudo bobagem, mas quem sou eu para criticar?). Mas não se pode negar sua paixão por aquilo que fazia… e como fazia.

Dentro da idéia de duelo que propus em postagem anterior, Heifetz/Oistrack estou postando abaixo o concerto para violino de Sibelius, peça de um encanto único, um retrato da longínqüa Finlândia, e executado aqui com maestria e exuberância por Jascha Heifetz, esse gigante do violino do século XX. Deixo a critério de vocês a análise da obra e da execução. Nessa gravação ele é acompanhado pela Orquestra Sinfônica de Chicago, regida por Walter Hendl. Fico devendo a informação sobre o ano dessa gravação.

Concerto para Violino e Orquestra, Op. 47, de Jean Sibelius

1. Conc in d, Op. 47: Allegro Moderato – Chicago SO/Walter Hendl
2. Conc in d, Op. 47: Adagio Di Molto – Chicago SO/Walter Hendl
3. Conc in d, Op. 47: Allegro/Ma Non Tanto – Chicago SO/Walter Hendl

Performer: Jascha Heifetz (Violin)
Conductor: Walter Hendl
Orchestra: Chicago Symphony Orchestra
Period: Romantic
Written: 1903-1905; Finland
Date of Recording: 01/1959
Venue: Orchestra Hall, Chicago
Length: 26min43s

BAIXE AQUI

5 comments / Add your comment below

  1. Possuo (mp-3) este concerto com o Leonidas Kavakos (são duas versões-original e final). Estou “baixando” esta com o Heifetz, e assim como o seu comentário, apesar de sua técnica perfeita, percebo muita interpretação nas obras por ele tocadas (vai ver é por que não entendo de música – não sei identificar uma nota sequer).Parabéns pelo belíssimo trabalho que me tem sido bastante útil para produzir meus programas de música erudita na rádio da Universidade onde leciono.Um abraço,Alexandre Milito

  2. Caro PQP,

    Há um vídeo no YouTube que coloca essa gravação como sendo de 1935. Não sei se dá pra confiar, mas ao menos tem-se uma data.
    Quanto a sua recusa para ouvir este concerto pela interpretação de outro violinista, sugiro que você também confira a intepretação do Maxim Vengerov, a qual tenho um DVD que um professor de violino gravou e que, acredito, você possua o respectivo CD daquela apresentação.

    Obrigado pelo seu blog! Faz bem ao espírito.

    Rossini

  3. Realmente Heifetz não satisfaz em Concertos de Mozart, mas ,emSibelius,Beethoven,Tchaikovsky,Brahms,Mendelsohn,
    etc apresenta interpretações insuperáveis.
    No Zigeunerweisen de Sarasate é incomparável.Na introdução e primeiro movimento,o violino sofre e grita angustiado. No movimento Lento,o violino chora de dor .E no movimento final, dança e pula de alegria.

    O seu blog é muito bom! Parabéns!

Deixe uma resposta