Johann Sebastian Bach – Weihnachts Oratorium – Münchener Bach-Orchester – Karl Richter

Covers WeinachtLINK REVALIDADO PELA QUARTA VEZ !! UM CLÁSSICO ABSOLUTO, IMPRESCINDÍVEL EM QUALQUER CDTECA !!!

Postei este cd pela primeira vez no Natal de 2010, porém como os links eram do Megaupload, foram para o espaço, juntamente com o mesmo.
Não posso admitir nem aceitar que tal gravação esteja fora do PQPBach. Trata-se de uma gravação histórica, e a considero obrigatória em qualquer cdteca. Eu, FDPBach, enquanto filho bastardo de Johann Sebastian, não posso aceitar tal falha em nosso acervo. Acervo modesto, porém honesto, lhes garanto. 
Fica aqui meu desejo de Feliz Natal e um excelente 2019 para todos vocês que nos acompanham fielmente !!!

De todas as versões que já tive a oportunidade de ouvir do Oratório de Natal de Bach esta ainda é a minha favorita, apesar do peso que Richter imprime à obra. Sua abertura, o magnífico coro “Jauchzet, frohlocker, auf, preiser die Tage” já mostra a que veio. Pauleira pura… e os solistas são excelentes, no apogeu de suas carreiras.
Já discutimos bastante sobre Karl Richter aqui no blog. O mano PQP tem suas ressalvas com relação às suas interpretações, ainda mais depois que grandes maestros se especializaram na obra de papai e mostraram coisas até então desconhecidas, como Harnoncourt, e mais atualmente, Jacobs e Herreweghe.
Mas a importância de Richter é enorme na história da música. O simples fato de dedicar-se tanto tempo à obra de Bach, criando inclusive uma orquestra especializada no repertório já nos dá uma prova do fato.
Muito se fala e se comenta, e vários são os lançamentos da indústria fonográfica com gravações de época, ou históricas. Existem inclusive selos exclusivos com gravações feitas a partir de pesquisas históricas sobre a instrumentação, estilo de interpretação, etc. Todas são belíssimas, e todas tem suas qualidades. Eu particularmente sou fã de alguns destes selos, e de alguns destes intérpretes. Mas por algum motivo, é esta gravação do Oratório de Natal do Richter, realizada em 1965, ano de meu nascimento, a que mais me emociona. Creio que seja a favorita porque é a que ouço há mais tempo. Foi ela quem me ajudou a definir os parâmetros de interpretação para esta obra. Meu cérebro assimilou suas nuances, suas sutilezas, enfim, enquanto para alguns Richter é um romântico inveterado tocando música barroca, para mim até pouco tempo atrás era exatamente este o Bach que eu queria ouvir.
Só depois de conhecer aqueles intérpretes citados acima foi que reparei que haviam diferenças, e elas não são poucas, nem pequenas. E as ouço, até que com certa frequência, porém sempre retorno ao bom e velho Karl Richter.
Com esta postagem só posso desejar a todos os nossos amigos, leitores-ouvintes, e colaboradores um Feliz Natal e um 2019 cheio de realizações. E espero continuar este nosso trabalho de formiguinha, de trazer música de qualidade para vocês, sempre primando pela qualidade e não pela quantidade.

Agora recolham-se à sua poltrona favorita, abram uma garrafa de um bom vinho, e apreciem a magnificiência da obra de Johann Sebastian Bach com um de seus melhores intérpretes. Se quiserem, podem se ajoelhar, e dependendo de suas crenças religiosas, rezem ao céus agradecendo por terem existido estas pessoas únicas, geniais que, dotadas de um talento único, nos proporcionam tanto prazer e emoção.

FELIZ NATAL PARA TODOS !!!!!!!!!

Johann Sebastian Bach – Weihnachts Oratorium – Münchener Bach-Orchester – Karl Richter

CD 1

1.No.1 Chorus: “Jauchzet, frohlocket” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
2. No.2 Evangelist: “Es begab sich aber zu der Zeit” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
3.No.3 Rezitativ (Alt): “Nun wird mein liebster Bräutigam”
4. No.4 Aria (Alto): ” Bereite dich, Zion” Christa Ludwig, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
5.No.5 Choral: “Wie soll ich dich empfangen” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
6.No.6 Evangelist: “Und sie gebar ihren ersten Sohn” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
7.No.7 Chorale: “Er ist auf Erden kommen arm”, Recitativ (Bass): Wer will die Liebe recht erhöhn” Franz Crass, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Members of the Münchener Bach-Chor
8.No.8 Aria (Baß): “Großer Herr, o starker König” Franz Crass, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
9. No.9 Choral: “Ach mein herzliebes Jesulein” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor

Part Two – For the second Day of Christmas

10. No.10 Sinfonia Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
11. No.11 Evangelist: “Und es waren Hirten in derselben Gegend” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
12. No.12 Chorale: “Brich an, o schönes Morgenlicht” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
13. No.13 Evangelist, Engel: “Und der Engel sprach zu Ihnen” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
14. Rezitativ (Baß): “Was Gott dem Abraham Verheißen”
15. No.15 Aria (Tenor): “Frohe Hirten, eilt, ach eilet”
16. No.16 Evangelist: “Und das habt zum Zeichen” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
17. No.17 Chorale: “Schaut hin, dort liegt im finstern Stall” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
18. No.18 Rezitativ (Baß): “So geht denn hin, ihr Hirten, geht” Franz Crass, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
19. No.19 Aria (Alto): “Schlafe, mein Liebster, geniesse der Ruh” Christa Ludwig, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter

CD 2:

Part Two – For the second Day of Christmas

1.No.20 Evangelist: “Und alsbald war da bei dem Engel” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
2.No.21 Chor: “Ehre sei Gott in der Höhe” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
3.No.22 Rezitativ (Baß): “So recht, ihr Engel, jauchzt und singet” Franz Crass, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
4.No.23 Chorale: “Wir singen dir in deinem Heer”

Part Three – For the third Day of Christmas

5. No.24 Chor: “Herrscher des Himmels, erhöre das Lallen” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
7.No.26 Chor: “Lasset uns nun gehen gen Bethlehem” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
8. No.27 Rezitativ (Baß): “Er hat sein Volk getröst” Franz Crass, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
9.No.28 Choral: “Dies hat er alles uns getan” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
10. No.29 Duett (Sopran, Baß): “Herr, dein Mitleid, dein Erbarmen” Gundula Janowitz, Franz Crass, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
11. No.30 Evangelist: “Und sie kamen eilend” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
12. No.31 Aria (Alt): “Schließe, mein Herze, dies selige Wunder”
13. No.32 Recitativ (Alt): “Ja, ja, mein Herz soll es bewahren” Christa Ludwig, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
14. No.33 Choral: “Ich will dich mit Fleiß bewahren” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
15. No.34 Evangelist: “Und die Hirten kehrten wieder um” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
16. No.35 Choral: “Seid froh dieweil”
17. No.24 Chor (da capo): “Herrscher des Himmels, erhöre das Lallen”

Part Four – For New Year’s Day

18. No.36 Chor: “Fallt mit Danken, fallt mit Loben” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
19. No.37 Evangelist: “Und da acht Tage um waren” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
20. No.38 Rezitativ (Baß): “Immanuel, o süßes Wort” Arioso (Chor-Sopran, Baß): “Jesu, du mein liebstes Leben”-“Komm ich will dich mit Lust umfassen” Franz Crass, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Members of the Münchener Bach-Chor
21. No.39 Aria (Soprano, Echo-soprano): “Flösst, mein Heiland, flösst dein Namen” Gundula Janowitz, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
22. No.40 Rezitativ (Baß): “Wohlan, dein Name soll allein” Arioso (Chor-Sopran): “Jesu mein Freud und Wonne” Franz Crass, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Members of the Münchener Bach-Chor
23. No.41 Aria (Tenor): “Ich will nur dir zu Ehren leben” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
24. No.42 Choral: “Jesus richte mein Beginnen” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor

CD 3: Bach: Christmas Oratorio

Part Five – For the 1st Sunday in the New Year

1. No.43 Chor: “Ehre sei dir, Gott, gesungen” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
2. No.44 Evangelist: “Da Jesu geboren war zu Bethlehem” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
3. No.45 Chor: “Wo ist der neugeborne König der Juden?” – Rezitativ (Alt): “Sucht ihn in meiner Brust”Christa Ludwig, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
4. No.46 Choral: “Dein Glanz all Finsternis verzehrt” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
5. No.47 Aria (Bass): “Erleucht auch meine finstre Sinnen” Franz Crass, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
6. No.48 Evangelist: “Da das der König Herodes hörte” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
7. No.49 Rezitativ (Alt): “Warum wollt ihr erschrecken?” Christa Ludwig, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
8. No.50 Evangelist: “Und ließ versammeln alle Hohepriester” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
9. No.51 Terzetto (Soprano, Alto, Tenor): “Ach, wann wird die Zeit erscheinen?” Gundula Janowitz, Christa Ludwig, Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
10.No.52 Rezitativ (Alt): “Mein Liebster herrschet schon” Christa Ludwig, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
11.No.53 Choral: “Zwar ist solche Herzensstube”

Part Six – For the Feast of Epiphany

12. No.54 Chor: “Herr, wenn die stolzen Feinde schnauben” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor
13. No.55 Evangelist: “Da berief Herodes die Weisen heimlich” – Herodes: “Ziehet hin und forschet fleißig” Fritz Wunderlich, Franz Crass, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
14. No.56 Rezitativ (Sopran): “Du Falscher, suche nur den Herrn zu fällen”
15. No.57 Aria (Sopran): “Nur ein Wink von seinen Händen” Gundula Janowitz, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
16. No.58 Evangelist: “Als sie nun den König gehöret hatten” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
17. No.59 Chorale: “Ich steh an deiner Krippen hier” Münchener Bach-Chor, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
18. No.60 Evangelist: “Und Gott befahl ihnen im Traum”
19. No.61 Rezitativ (Tenor): “So geht! Genug, mein Schatz geht nicht von hier” Fritz Wunderlich, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
20. No.62 Aria (Tenor): “Nun mögt ihr stolzen Feinde schrecken” Fritz Wunderlich, Karl Richter, Münchener Bach-Orchester
21. No.63 Rezitativ (Sopran, Alt, Tenor, Baß): “Was will der Hölle Schrecken nun?” Gundula Janowitz, Christa Ludwig, Fritz Wunderlich, Franz Crass, Münchener Bach-Orchester, Karl Richter
22. No.64 Choral: “Nun seid ihr wohl gerochen” Münchener Bach-Orchester, Karl Richter, Münchener Bach-Chor

Gundula Janowitz – Soprano
Christa Ludwig  – Contralto
Fritz Wunderlich – Tenor
Franz Crass – bass
Münchener Bach-Chor
Münchener Bach-Orchester
Karl Richter – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
FDPBach

 

26 comments / Add your comment below

  1. Maravilhosa postagem, FDPBach!

    Ganhei o LP dessa gravação agora, ainda virgem, de uma amiga. Um amigo em comum foi a um sebo e o escolheu para ela me presentear. Baita coincidência.

    Parabéns,

    Avicenna

  2. A você, FDP, e a todos da família Bachstarda (inclusive os agregados), meus melhores votos para 2011, agradecendo por toda a enorme quantidade de boa música ouvida em 2010 por causa de vocês!
    Vale a pena agradecer quando o presente é bom!
    Rameau

  3. 1) “Bachstarda” e agregados???? HAHAHAHAHAHAHA!!! Inclua-me nessa, por favor. 😀
    2) fdp, muito bem dito. Eu adoro o Karl Richter. Acho que a interpretação “historicamente desinformada” é tão válida quanto a “historicamente informada”. O Celibidache dizia: você continua podendo tocar Bach mal num violino de tripa. Às vezes, a “historicamente informada” faz até menos sentido. Por exemplo, uma 5ª Sinfonia do Ludwig não precisa ser tocada em instrumentos de época só porque o que o Ludwig tinha eram aqueles instrumentos. É uma sinfonia que exige um peso que só foi tecnologicamente possível posteriormente.
    Enfim, obrigadíssimo pela postagem, de novo!!!!
    3) Só o time de solistas já destrói. É da época em que a Christa Ludwig ainda era uma mezzo-soprano.
    4) A propósito, as gravações do Richter disponíveis em DVD só não são transcendentalmente perfeitas porque não têm o Fischer-Dieskau. Como não têm, são “só” perfeitas. 😀

  4. FDP:

    Concordo em gênero, número e grau! Essa gravação do Richter é monumental. A parte inicial do Oratório (“Jauchzet, frohlocket”) nessa gravação do Ricter foi uma das primeiras músicas clássicas que eu ouvi na vida (se não foi a primeira).

    Era um disco (LP) que meu pai ainda tem da DG da década de 60 (acho) chamado “Bach para milhões” (Era uma coleção. Também tenho o “Mozart para milhões”). Tinha esse trecho inicial do Oratório de Natal e a Sinfonia do Segundo Dia – nº 10 (conhecida como “Pastoral”), ambas com o Richter. Aliás o disco todo era praticamente com o Karl Richter (tinha uma faixa com a Toccata e Fuga em Ré menor com ele e a Bardinere da Suite nº 02 com ele, a Orquestra Bach de Munique e o flautista Aurele Nicolet).

    Aliás, estou em busca na net por essa gravação das Quatro Aberturas (ou Quatro Suites Orquestrais) com o Richter e a Orquestra Bach de Munique. Tenho em vinil, mas não tenho em CD. Se alguém tiver, POR FAVOR, poste-a.

  5. Fábio, infelizmente não tenho essa gravação do Richter, mesmo sendo um fã inveterado dele. Mas me dê um tempinho, que tentarei localizá-la por aí. Enquanto isso, sugiro a fantástica versão do Suzuki que o PQP postou há alguns meses atrás. Das atuais, creio que seja uma das melhores.

  6. FDP:

    Eu baixei duas gravações das Suites Orquestrais: do Tom Koopman (uma das historicamente informadas) e a do Karl Münchinger (de que gosto bastante).

    Não conheço a versão do Suzuki e vou baixa-la sim!

    Como você é fã do Richter (reconheço que também sou. Adoro sua Missa em Si menor), aposto que irá adorar a gravação das “Quatro Aberturas” (o disco em vinil tem esse nome) ou Quatro Suites Orquestrais com ele. A Suite nº 02 tem como solita o fantástico flautista suiço Aurele Nicolet (a gravação da Bardinere com ele é a melhor que conheci até hoje).

    Procure e não se decepcionará! Garanto!

  7. Fabio, andei pensando um pouco e desconfio que tenho estas suítes orquestrais junto com os Concertos de Brandenburg em algum de meus cds de mp3 espalhados no meio de minha bagunça. Com relação ao Nicolet minha postagem mais baixada foi a gravação dele com o próprio Richter das Sonatas para Flauta de Bach, ainda nos primórdios do PQP. A última vez que vi já tinha passado dos 3000 downloads. Eles realmente gravaram muito juntos.

  8. FDP:

    O Nicolet é MUITO BOM. Até hoje nunca ouvi uma interpretação melhor que a versão dele (com o Richter e a Bach de Munique) da Bardinere da Suite/Abertura nº 02 de Bach.

  9. PESSOAL, OBRIGADO POR ESTE VÍDEO. FIQUEI IMAGINANDO QUANTO TEMPO DE SUA VIDA, SE NÃO ELA TODA, O RICHTER DEVE TER DEDICADO AO ESTUDO DA MÚSICA…SORTE NOSSA, NÉ? FELIZ NATAL E UM ANO NOVO REALMENTE NOVO…AH, IA ESQUECENDO, OBRIGADO POR SUPRIR NOSSAS NECESSIDADES MUSICAIS, O TRABALHO DE VOCÊS NÃO TEM PREÇO…ABRAÇOS

  10. Vou lhes contar um segredo…

    …eu sempre pulo os corais e recitativos. Sério, eu ouviria se soubesse alemão, mas sem saber não tem muita graça.

    Alguém também faz isso?

  11. como disse berlioz:BACH É BACH COMO DEUS É DEUS. eu digo karl richter é karl richter como bach é bach. para mim, karl richter é simplesmente o mais fabuloso, meticuloso, profundo, cuidadoso maestro bachiano que já surgiu. nao gosto de karl richter…sou louco por ele. a seriedade, o refinamento de suas leituras. richter está para bach assim como a i musici está para vivaldi ou karajan para as sinfonias de tchaikovsky e sibelius. nao posso aqui deixar de mencionar outro karl, karl munchinger. fabuloso tambem seu weihanchtsoratorium com a stuttgarter kammerorchester; fabuloso tambem é jochum com sua paixão segundo são matheus com o concertgebouw. mas o grande richter é a luz que guia as interpretações de bach. pena ele nao ter deixado gravaçoes da arte da fuga, nem do oratorio da pascoa – ha uma gravaçao dessa ultima fabulosa com marcel couraud e fritz wunderlich que vale a pena. ate parece richter regendo.

  12. como disse berlioz:BACH É BACH COMO DEUS É DEUS. eu digo karl richter é karl richter como bach é bach. para mim, karl richter é simplesmente o mais fabuloso, meticuloso, profundo, cuidadoso maestro bachiano que já surgiu. nao gosto de karl richter…sou louco por ele. como ele, creio não aparecer mais ninguem

  13. karl richter e sua münchener bach-orchester estão para bach, assim como, a i musici está para vivaldi. o grau de refinamento, a percepção que richter tem de bach dificilmente é ultrapassada por outros. no caso do weihnachtenoratorium posso citar karl münchinger e a stuttgarter kammerorchester. verdadeira jóia!! outra jóia e a visao de jochum da matthäus-passion com o concertgebouw. grandiosa, sonora, muito mais sinfonica do que cameristica, mas uma grande interpretação, com uma solenidade digna da obra e do assunto – para mim é a interpretação favorita. karl richter contudo, traz um bach muito particular que , mesmo os maestros e conjuntos mais modernos, que seguem parametros historicistas, digamos, mais severos, os chamados period instruments, nao conseguem a amplitude que karl richter nos dá.

  14. e por falar em karl richter, sugiro aqui que publiquem o seu giulio cesare de haendel, bem como o messias e o samson, tambem com richter. simplesmente fabulosos!!!!! como resistir a karl richter?

  15. Acho válidas as interpretações de época, mas estas não deveriam ter “contaminado” o universo inteiro da música. Viva os instrumentos modernos e fora com a neura historicista!

  16. RICHTER É TUDO E MAIS UM POUCO! QUER CONHECER BACH? OUÇA RICHTER! SEM ESTILISMOS, SEM CARICATURAS E SEM AFETAÇÕES!!! OS DITOS CORRETOS REDUZIRAM O UNIVERSO BARROCO A MEIA
    DUZIA DE REGRAS. RNIVERSO

  17. Esta gravação é realmente estupenda, um belo e muito apropriado presente de Natal. Deixo aqui meu muito obrigado e os votos de um feliz Natal e próspero Ano Novo a todos do PQP Bach.

Deixe uma resposta