Matinas de Finados: Ofício em Fá Menor – Pe. José Maurício Nunes Garcia (1767-1830) – Acervo PQPBach

30iypftPe. José Maurício Nunes Garcia

OFÍCIO EM FÁ MENOR

A unidade religiosa – e consequentemenle musical – para as comemorações fúnebres em tempos do Brasil-Colônia, desdobra-se em duas cerimônias distintas, realizadas em dias consecutivos: o Ofício e a Missa de Requiem.

No Oficio – estruturado em nove responsórios – alternam-se a leitura das “Lições” (cantadas em gregoriano) com os “Responsórios” cantados pelos músicos – que formavam, como profissionais, o coro polifônico – com acompanhamento instrumental.

Subdivide-se cada responsório em três movimentos contrastantes: a) lento, ou moderado; b) trecho em andamento vivo, a chamada “presa” c) trecho lento, de caráter mais camarístico – e conclui com o “Da capo” ao segundo trecho, alternância que define a forma responsorial.

O texto dos responsórios – conteúdo desta gravação – associa parte do Officium defunctorum ao das Matinas de exéquias. Repete-se após os responsórios III, VI e IX, o versículo Requiem aeternarn.

Dos quatro ofícios conhecidos de José Maurício, dois têm data conhecida: o de 1799, a quatro vozes e órgão, e o de 1816, a quatro vozes, solistas e orquestra. Os “Responsórios fúnebres” para quatro vozes e orquestra e o Oficio a oito vozes em dois coros, com dois órgãos, que esta gravação revela, não tem data conhecida. Obra bastante significativa no conjunto da obra de José Maurício, e não só entre as que tem o mesmo destino e idêntica estrutura. Os seus recursos harmônicos e a riqueza de sua veia melódica, tanto quanto o senso de equilíbrio no jogo das massas sonoras, situam o Ofício entre as obras de maturidade do compositor, em data posterior a 1816. Dela existem três cópias, todas incompletas. Uma apenas (Escola de Musica da UFRJ, registro nº 30113) e apesar do título – a lápis – “Ofício a 4 vozes” – tem as oito vozes. O texto, porém, está grafado só no soprano e vai pouco além do primeiro responsório, e a notação dos dois órgãos (em baixo cifrado) alcança apenas o IV responsório. Reduzido para quatro vozes e um órgão por Francisco Manoel da Silva (trabalho de que existe o autógrafo), a redução oferece elementos para complementar a deficiência de texto e lapsos da cópia a oito vozes, e é fonte autorizada para confirmação da autoria da obra. O título é desigual nas cópias existentes – inclusive na citação do Catálogo temático das obras do arquivo de J. J. Mendanha, por Olinto de Oliveira: “Matutino di Morti”, o que não permite informar o título original destas Matinas de Finados.

Obra que se exprime em comovente gravidade e se expande em intensa força criadora, o Ofício oferece, pela beleza e força da dramaticidade alienadamente exteriorizada e contida, algumas páginas de profunda emoção, desde o sentimento de humildade do pecador que se penitencia, à euforia do mortal que verá o Criador. Enfim, é o conteúdo do texto litúrgico, em sua patética significação, que se reflete espontaneamente na personalidade do Padre Mestre.

lmpressiona, nesta obra, além da beleza intrinsecamente musical, o seu sentido geral de fervor – dir-se-ia quase, de alegria grave – no triunfo sobre a morte desde o primeiro responsório, a afirmação de fé na Ressurreição: Credo quod Redemplor meus vivit, é dinamizada pela música de José Maurício que lhe comunica o caráter de cântico à vida concebida como eterna. Essa idéia desdobra-se e sucedem-se os momentos marcados pela angústia do homem, a perturbação do seu espírito, o apelo por um socorro. São páginas de luz e de sombra, em que se alinham o “Commissa mea”, o “De profundis” ou o “Anima mea turbata est”, tanto quanto nos responsórios seguintes, o temor do julgamento do “Dum veneris”, página de forte conteúdo impressivo, tanto quanto o realismo do “Quia in inferno”. Ao ouvir esta obra, não parece difícil sentir-se vencido pela força da criatura excepcionalmente bem dotada que a criou.
(Cleofe Person de Mattos, na contra-capa do LP)

Matinas de Finados: Ofício em Fá Menor
Pe. José Maurício Nunes Garcia (1767-1830)
1. Matinas de Finados – I Responsório: Credo quod/Et in carne mea/Quem visurus/Et in carne mea
2. Matinas de Finados – II Responsório: Qui Lazarum/Tu eis, domine/Qui venturus/Tu eis, domine
3. Matinas de Finados – III Responsório: Domine, quando/Quia peccavi/Comissa mea/Quia peccavi/Requiem
4. Matinas de Finados – IV Responsório: Memento mei/Nec aspiciat/De profundis/Nec aspiciat
5. Matinas de Finados – V Responsório: Hei mibi/Miserere/Anima mea/Miserere
6. Matinas de Finados – VI Responsório: Ne recorderis/Dum veneris/Dirige, domine/Dum veneris/Requiem
7. Matinas de Finados – VII Responsório: Peccantem me/Quia in inferno/Deus, in nomine tuo/Quia in inferno
8. Matinas de Finados – VIII Responsório: Domine, secundum/Ut tu, Deus/Amplius/Ut tu, Deus
9. Matinas de Finados – IX Responsório: Libera me/Quando caeli/Dum veneris/Tremens factus/Quando caeli/Dies illa/ Dum veneris/Requiem/Libera me/Quando caeli/Dum veneris

Matinas de Finados – 1980
Associação de Canto Coral
Regente: Cleofe Person de Mattos
Órgão: Betty Antunes

.
acervo-1BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
XLD RIP | FLAC 137,6 MB | HQ Scans
Encarte (HQ Scans) do respectivo CD da Funarte

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE
MP3 320 kbps – 81,5 MB – 4,8 min

.
LP digitalizado por Avicenna
powered by iTunes 9.0

.

Boa audição.

 

2rrw7rk

 

 

 

.

.

Avicenna

16 comments / Add your comment below

  1. Que bom que você voltou, Avicenna. Estávamos com saudades.

    ***

    Com esse Tio Sam intimando, fiquei com vontade de compor uma obra em estilo colonial e arrumar uma orquestra pra gravá-la em LP e então te mandar.

    1. Obrigado pelas boas vindas, CVL.
      Fico curioso em ter uma obra sua. Com certeza iria postá-la de imediato. Estarei esperando … e já vou limpando a agulha da vitrola!!

  2. PQP! Fico cada vez mais impressionado com o PQP Bach. Para meros curiosos com eu, mas que apreciam música erudita, não há melhor lugar para baixar discos e conhecer obras, compositores e diferentes execuções, além de materiais raros como este. Estou, realmente, muito empolgado… Obrigado, meus caros. E parabéns!

  3. olá!!! Que alegria ver novamente uma postagem sua, Avicenna!!!Parabéns!!! Sucesso com o tratamento!!! Um abraço!
    Boa semana pra todos!!!
    Jorge Tadeu!!

  4. Caro Avicenna,

    Tenho novidades do Américantiga para vc. São dois CDs novíssimos gravados no ano passado. Em breve, terei mais um outro que está para sair a qualquer momento. Preciso de seu endereço postal para lhe enviá-los.

    Um grande abraço,

    Harry Crowl

    1. Putz, foi transmissão de pensamento, CVL!
      Neste fim de semana separei alguns LPs para digitalizar e postar e dentre eles estão os 2 LP do Musikantiga. Se não estiverem gastos de tanto que os ouví na época, vou passá-los para o início da fila.
      Um abraço

Deixe uma resposta