Songs of Brahms, Sibelius, Stenhammar…


Estou trabalhando muito para disponibilizar uma série dedicada à música dos nossos dias. Compositores relativamente jovens (50 anos, o limite) serão trazidos aqui para que possamos ter um panorama bem geral da música contemporânea. Mas não se enganem, não são compositores de beira de esquina tentando um lugar ao sol. Falo daqueles que já são relativamente reverenciados pela imprensa especializada, mas que são completamente desconhecidos nesse nosso país de bananas. Enfim, em breve veremos eles por aqui…

Hoje trago um disco que é muito importante para mim, e motivado também pelo desafio de um dos nossos ouvintes. Um disco com canções de Brahms, Sibelius e Stenhammar. Não vou escrever uma linha, pois é completamente desnecessário.

Gravação em 320 Kbps.

Faixas:

Brahms
1. Funf Lieder, Op.105: Like Melodies it Moves
2. Funf Lieder, Op.105: Ever Lighter Grows my Slumber
3. Funf Lieder, Op.105: Lament
4. Funf Lieder, Op.105: In The Churchyard
5. Funf Lieder, Op.105: Betrayal

Sibelius
6. The Dream, Op.13 No.5
7. Until the Evening, Op.17 No.6
8. Splinters on the Water, Op.17 No.7
9. Black Roses, Op.36 No.1
10. Rushes, Whisper! Op.36 No.4
11. Diamond on the March Snow, Op.36 No.6
12. The First Kiss, Op.37 No.1
13. Was it a Dream? Op.37 No.4

Stenhammar
14. Prince Aladdin of the Lamp, Op.26 No.10
15. Adagio, Op.20 No.5
16. Starry Eye, Op.20 No.1
17. Florez och Blanzeflor, Op.3

Brahms
18. Four Serious Songs, Op.121: Prediger Salomo, Cap.3; For it Goes with Men as with Beasts
19. Four Serious Songs, Op.121: Prediger Salomo, Cap.3; So I Returned, & Considered All
20. Four Serious Songs, Op.121: Jesus Sirach, Cap.41; O Death, How Bitter Thou art
21. Four Serious Songs, Op.121: S. Pauli and die Corinther I, Cap.13; Though I Speak with the Tongues…

Håkan Hagegård (baritone)
Warren Jones (piano)

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Você pensa que não conhece Håkan Hagegård mas conhece sim. Ele esteve na fantástica montagem de Ingmar Bergman para "A Flauta Mágica" de Mozart.
Você pensa que não conhece Håkan Hagegård mas conhece sim. Ele esteve na fantástica montagem de Ingmar Bergman para “A Flauta Mágica” de Mozart.

CDF

13 comments / Add your comment below

  1. Aguardemos 🙂

    Mas este disco vale algumas palavras sim. Além de obras de Brahms e Sibelius, o recital contém algumas canções do compositor sueco Wilhelm Stenhammar, contemporâneo menos famoso de Sibelius e Nielsen. E, principalmente, é importante citar que o carro-chefe deste CD é a presença de três da “Quatro canções sérias”, a penúltima obra de Brahms. Profundamente comovente e perturbadora.

  2. Caro José, obrigado pelas palavras que me faltaram. É tão comovente ouvir as canções op.105 (as 5 primeiras canções do disco), que apenas meu coração consegue reagir.

  3. Prezados Amigos, após um breve período de ausência nesse magnífico reduto musical, tenho como grata recompensa por meu retorno esta maravilhosa coleção de canções. A C.D.F. Bach só posso expressar o meu mais profundo agradecimento.
    Saúde e Música.

  4. PS: O arquivo .rar possui 21 faixas diferentemente do que consta neste post bem como no amazon.com o que poderá causar alguma confusão para editar tags. Alguma sugestão/correção?

  5. Obrigado pelo CD, CDF. Espero que esse comentario nao seja deletado – como tem ocorrido – por um membro com tendencias totalitarias… Em agradecimento ao post transcrevo um breve excreto da biografia de Brahms escrita por Malcom Macdonald que fala sobre as quatro cançoes serias:

    ”Em 26 de março de 1896 Clara Schumann sofreu o derrame de que nunca se recuperaria, embora sobrevivesse até 20 de maio. Durante sua enfermidade final, aparentemente impelido pela inevitabilidade da morte dela, Brahms compôs os Vier ernste Gesange, op.121: quatro ”Canções Sérias” para voz grave e piano, terminando-as a 7 de maio, seu sexagésimo terceiro e último aniversário. […]”

    ”Tipicamente, ele selecionou textos que fossem essencialmente não-dogmáticos – meditações sobre a morte, a fragilidade da vida humana, o poder transcendente do amor – e que facilmente admitem interpretações agnósticas. O resultado, ele disse a Herzogenberg, era ”uma bagatela (…) que pode fazer com que você censure os meus princípios não-cristãos”, e ele habitualmente chamava as canções de ”meus ímpios festejos dos ceifeiros.”

    É o testamento de Brahms – musica altissima. E o cantor, que eu desconhecia, tem um timbre sensacional, alem de nao berrar que nem um bezerro desmamado… hehe

  6. Pois é, Eduardo. Foi seu desafio que motivou o aparecimento deste disco que, aliás, fazia um bom tempo que não ouvia. Trouxe recordações incríveis. Então, eu que agradeço.

  7. A Amazon e o post me confundiram. O CD tem 21 faixas, o que inclui a quarta e última das “Canções sérias”.

    A última canção tem como letra o capítulo 13 da 1ª epístola de Paulo aos coríntios. É justamente aquela frase citada ad nauseam em discursos de formatura e coisas quetais: “ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine”.

    A posteridade fez mal à carta de Paulo. Mas a música de Brahms é maravilhosa.

  8. Toquei a canção “Like Melodies it Moves” durante a faculdade com um dos estudantes de canto como barítono, mas era a versão em Alemão.

Deixe uma resposta