Franz Schubert (1797-1828) – Sinfonia nº 8 D. 944′, ‘A Grande’ – Nikolaus Harnoncourt, Berliner Philharmoniker

Concluindo esta série, hoje trago a Sinfonia D. 944, intitulada ‘A Grande’. E realmente, é uma das maiores obras primas de Schubert. Se ele não tivesse composto outras obras primas como os 4 Impromptus, o Qarteto A Morte e a Donzela, a Sonata ‘Arpeggione’, entre outras, poderia dizer que é sua maior obra.

Como comentei anteriormente, Harnoncourt ignorou a existência de uma Sétima Sinfonia, e as renumerou, por isso, aqui nesta sua integral, ela é numerada como sendo a Oitava, enquanto que para muitos, a ‘Oitava Sinfonia de Schubert’ seria sua Sinfonia Inacabada, que já trouxe para os senhores. Para encerrar esta discussão, só quero deixar claro que esta é uma discussão que está longe de acabar entre os musicólogos. Assim a Wikipedia coloca a questão:

Continua a haver uma controvérsia de longa data a respeito da numeração desta sinfonia, com alguns estudiosos (geralmente de língua alemã) numerando-a como Sinfonia nº 7. A versão mais recente do catálogo Deutsch (o catálogo padrão das obras de Schubert, compilado por Otto Erich Deutsch) a lista como No. 8, enquanto a maioria dos estudiosos de língua inglesa a lista como No. 9.

Detalhes à parte, a grandiosidade desta sinfonia é explorada nos mínimos detalhes pela poderosa Filarmônica de Berlim com um afiadíssimo Harnoncourt. Nunca canso de repetir que Schubert viveu apenas 31 anos, mas que conhecimento profundo da alma humana que ele tinha!! Que belezas mais teria produzido se tivesse vivido mais? Teria concluído sua ‘Inacabada’ e sua Sétima Sinfonia, da qual existem apenas fragmentos autografados? Não gosto muito de ficar explorando este terreno das suposições, mas creio que este seja um desafio interessante. Segundo conta a história, ele esteve presente no enterro de Beethoven, e não por acaso, quando veio a falecer um ano depois, foi enterrado ao lado de seu ídolo.

1. Symphony No. 8 in C Major, D. 944 Great I. Andante – Allegro ma non troppo
2. Symphony No. 8 in C Major, D. 944 Great II. Andante con moto
3. Symphony No. 8 in C Major, D. 944 Great III. Scherzo. Allegro vivace – Trio
4. Symphony No. 8 in C Major, D. 944 Great IV. Finale. Allegro vivace

Berliner Philharmoniker
Nikolaus Harnoncourt – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Franz Schubert, por Hadi Karimi (https://hadikarimi.com/portfolio/franz-schubert)

1 comment / Add your comment below

  1. Obrigado, FDP. Acho fascinante a forma como Harnoncourt encara Schubert, também nos escritos, é quase que sempre um ato humanizador e de devoção.
    Com a série de postagens, ouvi essa integral com maior atenção. É notável a diferença entre ela e as outras duas integrais de Schubert sob Harnoncourt (uma com a Concertgebouw e outra com a Orquestra de Câmara da Europa, recentemente lançada). É como se a rispidez e o tom agridoce fossem atenuados em detrimento de uma visão majestosa das peças. Perspectivas diferentes que enriquecem a música. O tom majestoso e andamentos relativamente vagarosos têm um efeito poderoso em algumas sinfonias, como na Inacabada. Também é interessante ouvir as primeiras não tão abruptas e explorando a riqueza orquestral. Grande integral.

Deixe uma resposta