Jean-Philippe Rameau (1682-1764): Anacréon + Le Berger fidèle

O mesmo CD? Não, quase isso. Aqui temos novamente Anacréon, mas com outro grupo — levemente pior que o de Christie, mas com uma vantagem: ganhamos Le Berger fidèle num só disco e o tal Pastor fiel não é de se jogar fora, mesmo que não faça o meu tipo. Mais boa música BARROCA francesa nesta manhã de domingo. O que terá havido com a França depois?

Jean-Philippe Rameau (1682-1764): Anacréon + Le Berger fidèle

Anacréon
Thierry Felix, Anacreon
Veronique Gens, The Priestess of Bacchus
Rodrigo del Pozo, Agathocle
Annick Massis, Cupid

Le Berger fidèle
Veronique Gens, soprano

Les Musiciens du Louvre
Marc Minkowski

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

Les Musiciens du Louvre

PQP

3 comments / Add your comment below

  1. Eu acho que o que matou a vida musical francesa foi a inveja. Bem, ao menos a se julgar pela trajetória de Rameau, que parece ter sido vítima, junto com sua música, de todo tipo de difamação e intriga no meio intelectual francês de sua época, que por fim deu pra proclamar que Rameau não poderia escrever música boa visto que só os italianos sabiam fazer isso. Em todo caso, o declínio da produção musical francesa entre o desaparecimento de Rameau e o surgimento de Frack serviu para alimentar o mito de que só a Alemanha era capaz de fazer boa música, e eu desconfio que esse declínio francês e a supremacia alemã tem muito que ver com a situação política desses dois países, que não é nada relativo ao “DNA” cultural deles. Em todo caso, a música francesa com seus altos e baixos deve ser a segunda em importância no continente (ou será a da Rússia?). A Inglaterra, por ex…

Deixe uma resposta