Max Bruch (1838–1920) / Felix Mendelssohn (1809-1847): Violin Concertos

A capa é gueizona — desconheço e não me interessa a opção sexual de Maxim Vengerov –, os Concertos são magníficos, o violinista é fantástico, a orquestra idem, mas parece que só o Concerto de Bruch funciona, o de Mendelssohn ficou devendo. É importante notar que esta gravação é de 1993: Vengerov tinha 19 anos, era magro e queria demonstrar que tinha os dedos mais rápidos do oriente. Isto funciona bem para Bruch, mas Mendelssohn requer uma abordagem mais cuidadosa, mais sensível, não é música para meninos.

Vale pelo Concerto de Bruch!

MAX BRUCH

Violin Concerto No. 1 in G minor, Op. 26
I Vorspiel. Allegro moderato 08:10
II Adagio 08:11
III Finale. Allegro energico 07:40

FELIX MENDELSSOHN

Violin Concerto in E minor, Op. 64
I Allegro molto appassionato 12:57
II Andante 07:57
III Allegretto non troppo – Allegro molto vivace 06:34

Maxim Vengerov (violin)
Gewandhausorchester Leipzig
Kurt Masur (conductor)

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

PQP

14 comments / Add your comment below

  1. Interessante o seu comentário sobre a o cuidado na abordagem do concerto de Mendelssohn, PQP.

    Penso da mesma forma, e esta é a razão pela qual não consigo gostar da interpretação do grande Heifetz nesse concerto. Oistrakh aqui é imbativel.

  2. Laís, já que estás falando do Oystrakh, por acaso tens essa gravação do concerto de Mendelssohn? É uma falha na minha coleção do meu violinista favorito.

  3. Prezado FDP,

    Você não pensou, você postou este mesmo CD em março de 2007.

    Eu também achei estranho, pois me lembrei de já ter visto ele antes por aqui.

    Prezado PQP,

    Concordo com tudo, este Mendelssohn do Vengerov não funciona.

    Também já tive o do Oistrakh e perdi, uma pena. Mas o que tenho e que mais gosto é com o Salvatore Accardo. Conhecem?

    Um abraço.

  4. Concordo sobre o Oistrakh, que é sempre magnífico! Contudo, ainda fico com o Heifetz.

    Não conheço o Concerto de Mendelssohn com o Accardo. Prefiro ele tocando (e muito bem) os concertos e capricci de Paganini.

    O que vocês acham do Menuhin nesse concerto?

  5. Vengerov é um grande violinista, mas suas interpretações pirotecnicas chegam a incomodar, creio que não precisa tudo aquilo para tocar. Neste ponto (e em outros também), prefiro os antigos. A maneira como tocavam fazia parecer fácil.

    No concerto de Mendelssohn, também concordo com os demais que Oistrakh é imbatível, tenho outras também muito boas, Christian Ferras, Heifetz, Campoli e Grumiaux.

    Se colocar o Vengerov com a Janine Jansen para tocar um concerto duplo, acho que eles dão cabeçadas um no outro. 🙂

Deixe uma resposta