Fasch · Haydn · Kohaut · Hagen: Concertos para Alaúde (Hopkinson Smith)

Um disco que ouvi com moderado entusiasmo. A popularidade do alaúde estendeu-se por três séculos e seu centro de gravidade foi se deslocando através da Europa: no século XVI triunfou na Itália, no século XVII teve o seu período de ouro em França e no século XVIII ganhou apreço no mundo austro-germânico. Este último florescimento foi mais breve, pois em meados do século XVIII sua popularidade estava já em acentuado declínio, apesar de ter sido por essa altura que o instrumento atingiu o ponto culminante do seu desenvolvimento, com o aparecimento de alaúdes de 13 e 14 cordas (geralmente estas eram duplas, o que implicava, portanto, 26 cordas). Embora o repertório para alaúde solo seja abundante, já os concertos para alaúde são raros, uma vez que o débil volume sonoro do instrumento torna difícil que não seja engolido pela orquestra. Dos poucos concertos para alaúde que sobreviveram, só o RV.93 de Vivaldi é tocado regularmente, mas vale a pena descobrir outros exemplares do gênero.

Fasch · Haydn · Kohaut · Hagen: Concertos para Alaúde (Hopkinson Smith)

Johann Friedrich Fasch (1688-1758)
Concerto en ré mineur pour luth, 2 violons, alto et b. c.
1 Allegro Moderato 05:44
2 Andante 06:16
3 Un Poco Allegro 03:36

Joseph Haydn (1732-1809)
Cassation en ut Majeur pour luth obligé, violon et violoncelle (Hob. III:6)
4 Presto 02:09
5 Minuetto- Trio 04:03
6 Adagio 04:30
7 Finale. Presto 2:35

Carl Kohaut (1726-1784)
Concerto en fa Majeur pour luth, 2 violons et violoncelle
8 Allegro 05:42
9 Adagio 04:40
10 Tempo Di Minuetto 03:56

Bernhard Joachim Hagen (c. 1720-1787)
Concerto en la Majeur pour luth, 2 violons, alto et violoncelle (Cadences B. J. Hagen / H. Smith)
11 Allegro Moderato 05:12
12 Largo 04:28
13 Allegro 04:01

HOPKINSON SMITH: 13-course lute,
CHIARA BANCHINI: violin,
DAVID COURVOISIER: viola,
ROEL DIELTIENS: cello,
DAVID PLANTIER: violin

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

Alaudista, DE Theodoor Rombouts, c.1620

PQP

3 comments / Add your comment below

  1. Obrigado, PQP…
    Gosto de postagens que me fazem alongar os neurônios…
    A blitz-aula sobre a história do alaúde foi assim!
    Logo, baixando para ouvir quase 3 séculos em cordas!

  2. Caro PQPBach, talvez justo pela sua observação a única peça deste que não se denomine propriamente concerto seja a do mestre de Rohrau, adaptada de um de seus primeiros quartetos, não? Abraços.
    PS: Prometi-me, após a memorável integral das sinfonias de Haydn que nos foi disponibilizada por Ammiratore nunca deixar de comentar algo a cada post que remeta a este prolífico, genial e ´subvalorizado compositor. Estou tratando de ser-me fiel.

Deixe uma resposta