Corelli (1653-1713): Sonatas (arranjos dos Concerti Grossi) – Le Concert Français

Arcangelo Corelli

Sonatas para Flautas Doce

Hugo Reyne

Sebastien Marq

Le Concert Français

 

Hugo Reyne

Reencontrar este disco depois de muito, muito tempo, foi uma grande alegria. Foi como virar uma esquina e encontrar um amigo há muito sem avistar, sentar em algum lugar para um café e um gostoso bate-papo.

Os nomes dos compositores italianos parecem todos terminar em ‘elli’: Torelli, Locatelli, Corelli… Bom, há Stradella, Marcello, Castello e Vivaldi, é claro.

Arcangelo Corelli era violinista e compositor que teve sua obra publicada em seis volumes ao longo de sua vida. Essas publicações culminaram com as maravilhosas sonatas para violino do opus 5 e os concertos publicados como opus 6. Entre as sonatas as famosíssimas variações ‘La Folia’ e entre os concertos o ‘Fatto per la Notte di Natale’.

Sebastien Marq

Essas obras eram tão famosas e faziam tanto sucesso que os editores logo trataram de adaptá-las e editá-las na forma de arranjos para combinações de outros instrumentos, buscando no processo torná-las mais acessíveis aos músicos ‘amadores’ que iriam comprar essas partituras.

Imagine, no lugar de chegar em casa com um disco ou um CD para ouvir, ou considerando hábitos mais atuais, acessar o instrumento de streaming de música para ouvir a tal sonata, trazer a partitura da sonatazinha, chamar a irmã ou outro parente ou vizinho, para juntos tocar a música – criar a sua própria música.

Este disco recria o som que estas pessoas ouviriam, bem, em condições ideais, pois os músicos são excelentes, bem além dos ‘amadores’.

Rainer Zipperling

Temos aqui uma coleção de concertos de Corelli, adaptados para um conjunto de duas flautas doce acompanhadas de outros instrumentos que fazem o baixo contínuo.

Duas delas são arranjos feitos por Christiano Schickhardt para o editor Roger, de Amsterdã, que já editara as obras ‘oficiais’ de Corelli.

Além destes arranjos mais dois concertos, os de número 10, 8 e 3 (com a tonalidade adaptada). Completa o disco uma sonata formada por uma combinação de movimentos de outros concertos escolhidos pelos músicos do conjunto.

No livreto que acompanha os arquivos você poderá encontrar mais detalhes sobre estas escolhas do repertório.

Arcangelo Corelli (1653 – 1713)

Sonata XII em si bemol maior (arr. J. C. Schickhardt, do Concerto Grosso No. 5)

  1. Adagio
  2. Allegro – Adagio
  3. Adagio
  4. Allegro

Sonata em fá maior (Concerti Grossi Nos. 2, 4, 12)

  1. Vivace
  2. Allegro
  3. Adagio
  4. Allegro

Concerto Grosso No. 10 em dó maior

  1. Preludio
  2. Allemande
  3. Adagio
  4. Corrente
  5. Allegro
  6. Minuetto

Sonata IV em fá maior (arr. J. C. Schickhardt, dos Concerti Grossi Nos. 1, 2)

  1. Largo – Allegro
  2. Allegro
  3. Grave – Andante – Largo
  4. Allegro

Concerto Grosso No. 8 em sol menor – ‘Fatto per la Notte di Natale’

  1. Vivace – Grave
  2. Allegro
  3. Adagio – Allegro – Adagio
  4. Vivace
  5. Allegro, Pastorale: Largo

Concerto Grosso No. 3 em ré menor (originalmente em dó menor)

  1. Largo
  2. Allegro
  3. Grave
  4. Vivace
  5. Allegro

Le Concert Français

Hugo Reyne & Sebastien Marq, flautas doce

Danny Bond, fagote

Rainer Zipperling, violoncelo

Pierre Hantaï, cravo ou órgão

Gravação – Paris, 1991
Produção: Yolanta Skura

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FLAC | 276 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

MP3 | 320 KBPS | 146 MB

Pierre Hantaï

Este álbum foi produzido e lançado pelo selo ‘Opus 111’, (adivinhem de onde veio a inspiração para a escolha do nome…) que foi fundado e dirigido por uma mulher chamada Yolanta Skura. Este selo acabou sendo vendido para a Naïve, que posteriormente fechou. No entanto, enquanto existiu, foi um dos selos mais instigantes, com lançamentos espetaculares e de repertório interessantíssimo, além de gravar uma legião de excelentes artistas. Vale a pena descobrir um pouco mais sobre esta história. Para começar, você pode ler uma interessante entrevista com a Yolanta acessando este link aqui.

Aproveite!

René Denon

2 comments / Add your comment below

  1. Caríssimo René ! Que CDzaço !!!!

    O Corelli tocado com a “simplicidade” das flautas é magnífico !

    Obrigado por compartilhares este teu antigo amigo !

    Abração !

Deixe uma resposta