J. S. Bach (1685-1750): A Paixão Segundo São Mateus, BWV 244 (Jacobs / AAM)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

A Paixão Segundo São Mateus, de Bach, vai como uma Cantatona da mais alta qualidade até a ária Erbarme dich, quando a coisa se torna cósmica, inatingível, original, profunda. É como se a Erbarme fosse um portal para uma dimensão pisciana, em que estivéssemos submersos, ocupados não somente com o que acontece em nosso plano, mas também com o que há acima e embaixo. Isto pra quem crê que estamos no meio.

Então, esqueça o comércio, mande às favas os parentes e os presentes. Muito melhor do que sair fazendo compras neste dia 23 é ouvir esta estupenda versão da Paixão Segundo São Mateus a cargo de um supertime: René Jacobs mais a Akademie für Alte Musik Berlin e solistas.

A Paixão Segundo São Mateus BWV 244 (em latim: Passio Domini nostri Jesu Christi secundum Evangelistam Matthaeum; em alemão: Matthäus-Passion), mais conhecida em países católicos como A Paixão segundo São Mateus, é um oratório de Johann Sebastian Bach, que representa o sofrimento e a morte de Cristo segundo o Evangelho de Mateus, com libreto de Picander (Christian Friedrich Henrici). Com uma duração de mais de duas horas e meia (em algumas interpretações, mais de três horas) é a obra mais extensa do compositor. Trata-se, sem dúvida alguma, de uma das obras mais importantes de Bach e uma das obras-primas da música ocidental. Esta e A Paixão segundo São João são as únicas Paixões autênticas do compositor conservadas em sua totalidade. A Paixão Segundo São Mateus consta de duas grandes partes constituídas de 68 números, em que se alternam coros, corais, recitativos, ariosos e árias.

A obra foi escrita, provavelmente, em 1727 e foi apresentada pela primeira vez na Sexta-feira da Paixão de 1727 ou na Sexta-feira da Paixão de 1729 na Thomaskirche (Igreja de São Tomás) em Leipzig, onde Bach era o Kantor. Ele a revisou em 1736, apresentando-a novamente em março desse mesmo ano, incluindo dessa vez dois órgãos na instrumentação.

Paixão Segundo São Mateus não foi ouvida fora de Leipzig até 1829, quando Felix Mendelssohn apresentou uma versão abreviada em Berlim e foi vivamente aclamado. A redescoberta da Paixão Segundo São Mateus através de Mendelssohn expôs a música de Bach — principalmente suas grandes obras — a uma atenção pública que persiste até hoje.

OK, há as duas versões de Gardiner (aqui e aqui), mas este registro está ali juntinho de ambas em qualidade. São as campeãs. Fantástico! Grande Jacobs!

J. S. Bach (1685-1750): A Paixão Segundo São Mateus, BWV 244

Disk: 1
1. Chor: Kommt, Ihr Töchter, Helft Mir Klagen (1. Teil)
2. Rezitativ: Da Jesus Diese Rede Vollendet Hatte
3. Choral: Herzliebster Jesu, Was Hast Du Verbrochen
4. Rezitativ: Da Versammelten Sich Die Hohepriester – Chor: Ja Nicht Auf Das Fest – Rezitativ: Da Nun Jesus
5. Rezitativ: Du Lieber Heiland Du
6. Arie: Buß’ Und Reu’
7. Rezitativ: Da Ging Hin Der Zwölfen Einer
8. Arie: Blute Nur, Du Liebes Herz
9. Rezitativ: Aber Am Ersten Tage Der Süßen Brot – Chor: Wo Willst Du, Daß Wir Dir Bereiten Das Osterlamm Zu Essen?
10. Choral: Ich Bins, Ich Sollte Büßen
11. Rezitativ: Er Antwortete Und Sprach
12. Rezitativ: Wiewohl Mein Herz In Tränen Schwimmt
13. Arie: Ich Will Dir Mein Herze Schenken
14. Rezitativ: Und Da Sie Den Lobgesang Gesprochen Hatten
15. Choral: Erkenne Mich, Mein Hüter
16. Rezitativ: Petrus Aber Antwortete Und Sprach Zu Ihm
17. Choral: Ich Will Hier Bei Dir Stehen
18. Rezitativ: Da Kam Jesus Mit Ihnen Zu Einem Hofe
19. Rezitativ: O Schmerz! Hier Zittert Das Gequälte Herz
20. Arie: Ich Will Bei Meinem Jesu Wachen
21. Rezitativ: Und Ging Hin Ein Wenig
22. Rezitativ: Der Heiland Fällt Vor Seinem Vater Nieder
23. Arie: Gerne Will Ich Mich Bequemen
24. Rezitativ: Und Er Kam Zu Seinen Jüngern
25. Choral: Was Mein Gott Will, Das G’scheh’ Allzeit
26. Rezitativ: Und Er Kam Und Fand Sie Aber Schlafend
27. Arie: So Ist Mein Jesus Nun Gefangen – Chor: Sind Blitze Und Donner In Wolken Verschwunden
28. Rezitativ: Und Siehe, Einer Aus Denen
29. Choral: O Mensch, Bewein’ Dein’ Sünde Groß
30. Arie: Ach, Nun Ist Mein Jesus Hin! (2. Teil)
31. Rezitativ: Die Aber Jesum Gegriffen Hatten
32. Choral: Mit Hat Die Welt Trüglich Gericht’t
33. Rezitativ: Und Wiewohl Viel Falsche Zeugen Herzutraten
34. Rezitativ: Mein Jesus Schweigt Zu Falschen Lügen Stille
35. Arie: Geduld! Wenn Mich Falsche Zungen Stechen
36. Rezitativ: Und Der Hohepriester Antwortete – Chor: Er Ist Des Todes Schuldig
37. Choral: Wer Hat Dich So Geschlagen

Disk: 2
1. Rezitativ: Petrus Aber Saß Draußen Im Palast
2. Chor: Wahrlich, Du Bist Auch Einer Von Denen
3. Arie: Erbarme Dich, Mein Gott
4. Choral: Bin Ich Gleich Von Dir Gewichen
5. Rezitativ: Des Morgens Aber Hielten Alle Hohepriester – Chor: Was Gehet Uns Das An
6. Rezitativ: Sie Hielten Aber Einen Rat
7. Choral: Befiehl Du Deine Wege
8. Auf Das Fest Aber Hatte Der Landpfleger Gewohnheit – Chor: Laß Ihn Kreuzigen
9. Choral: Wie Wunderbarlich Ist Doch Diese Strafe!
10. Rezitativ: Der Landpfleger Sagte
11. Rezitativ: Er Hat Uns Allen Wohlgetan
12. Arie: Aus Liebe Will Mein Heiland Sterben!
13. Rezitativ: Sie Schrieen Aber Noch Mehr – Chor: Laß Ihn Kreuzigen – Rezitativ: Da Aber Pilatus Sahe
14. Rezitativ: Erbarm’ Es Gott!
15. Arie: Können Tränen Meiner Wangen
16. Rezitativ: Da Nahmen Die Kriegsknechte – Chor: Gegrüßet Seist Du, Judenkönig – Rezitativ: Und Speieten Ihn An
17. Choral: O Haupt Voll Blut Und Wunden
18. Rezitativ: Und Da Sie Ihn Verspottet Hatten
19. Rezitativ: Ja! Freilich Will In Uns Das Fleisch Und Blut
20. Arie: Komm, Süßes Kreuz, So Will Ich Sagen
21. Rezitativ: Und Da Sie An Die Stätte Kamen – Chor: Der Du Den Tempel Gottes Zerbrichst – Rezitativ: Desgleichen Auch Die
22. Rezitativ: Ach Golgatha
23. Arie: Sehet, Jesus Hat Die Hand
24. Und Von Der Sechsten Stunde An – Chor: Der Rufet Den Elias – Und Bald Lief Einer Unter Ihnen – Chor: Halt! Laß Sehen
25. Choral: Wenn Ich Einmal Soll Scheiden
26. Rezitativ: Und Siehe Da, Der Vorhang Im Tempel Zerriß
27. Rezitativ: Am Abend, Da Es Kühle War
28. Arie: Mache Dich, Mein Herze, Rein
29. Rezitativ: Und Joseph Nahm Den Leib – Chor: Herr, Wir Haben Gedacht – Rezitativ: Pilatus Sprach Zu Ihnen
30. Rezitativ: Nun Ist Der Herr Zur Ruh’ Gebracht
31. Chor 1 Und 2: Wir Setzen Uns Mit Tränen Nieder

Extra:
32. Rezitativ: Ja! Freilich Will In Uns
33. Arie: Komm, Süßes Kreuz

Sunhae Im
Bernarda Fink
Werner Güra
Topi Lehtipuu
Johannes Weisser
Konstantin Wolff

RIAS Kammerchor
Akademie für Alte Musik Berlin
René Jacobs

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

O belga René Jacobs: sai de baixo!
O belga René Jacobs.

PQP

11 comments / Add your comment below

  1. Quero desejar ao PQP e a todo o timaço de colaboradores uma excelente comemoração de natal. Superobrigados renovados por este magnífico acervo, com comentários esclarecedores, com overdoses de humor e deboche e, acima de tudo, muito bem escritos. Ah, e os mesmos votos aos que nesta fonte inesgotável vêm beber.

  2. PQP, FDP, Avicenna, Carlinus, Bisnaga e… (ai, memória desgraçada! Tomara que eu não tenha esquecido de ninguém!):
    Por mais um ano magnífico de música erudita bem proporcionada por vocês, meus sinceros agradecimentos e votos para felizes momentos nas festas!

    Aproveitem bem estes dias! Não há como presenteá-los à altura dos presentes que recebo(emos) todos os dias!

    Vosso fã musical,
    Rameau

  3. Desejo a todo o time do PQP boas festas e um ano novo repleto de felicidade, bom gosto nas postagens (como tem sido desde que os acompanho a partir de 2011) e muito bom humor e ironia fina que lhe são característicos.

  4. Um felicíssimo Natal e um baita agradecimento ao time do PQP Bach que tão eloquentemente nos presenteia de bom grado com o que há de melhor para se ouvir.

  5. Com votos de um Feliz Natal e de um belíssimo 2014, envio abraços a todos os membros do clã “Bach” e demais parceiros da “bella música”!
    Bons momentos musicais para todos nós!!!

  6. Os links do post “Johann Sebastian Bach (1685-1750) – A Paixão Segundo São Mateus – Gardiner 2” estão funcionando.
    Seria possivel revalidar os três links do post “Johann Sebastian Bach (1685-1750) – A Paixão Segundo São Mateus – Gardiner 1”? Em todos os três aparece a mensagem “O arquivo que você está tentando baixar já não está disponível.”.
    Muito obrigado.

  7. Nada como o tempo e a experiencia.
    Acho que no pasado eu já fui muito de tentar achar a melhor versão pra determinada obra. Esse realmente é um critério competitivo bem empobrecedor em muitos sentidos.
    Mais uma brilhante versão dessa paixão apenas me reforça essa impressão. Essa versão poderia ser pra alguém a melhor, mas a partir de um certo nível existem muitas melhores versões, e olha, os caras se superam a cada dia. Cada dia aparece uma novidade mais bem gravada que a anterior.
    Boníssima versão, acho que no mesmo nível de outras que eu amo, como Herreweghe e Gardiner.

  8. Ao ouvir mais atentamente eu notei algumas diferencas na orquestracao com relacao a outras versoes que eu conhecia.
    Por exemplo, na faixa 57 no segundo disco, uma aria pra baixo “Komm, susses Kreuz”, ao inves de viola da gamba o acompanhamento e feito com alaude. Alguem sabe de onde vem essa escolha? Ou a viola da gamba e apenas uma das versoes existentes em partituras? Eu sei que existe um manuscrito de Bach, que alias e muito comentado pela esmerada caligrafia, nao sabia que esse movimento em particular tinha diferentes versoes!

    1. Olá, Sal!
      Essa “Komm, süßes Kreuz” com o alaúde também me foi uma surpresa. Na partitura da nova edição das obras completas (Neue-Bach-Ausgabe), a prescrição é clara: baixo, viola da gamba solo e contínuo. No manuscrito que você mencionou, e que está disponível aqui, encontra-se a mesma indicação. Conseguia imaginar várias justificativas para a troca (especialmente o timbre do instrumento dedilhado, que se destaca do órgão do contínuo, e a pouca projeção do belíssimo som da gamba), mas nenhuma baseada nas partituras. Fui ver, e descobri que um alaúde foi usado na estreia na Thomaskirche em 1727, e Bach substituiu-o pela gamba na versão de 1736, talvez por dispor dum bom gambista para a ocasião, e que a versão original é catalogada como BWV 244b. Curiosamente, a versão com gamba aparece no breve apêndice (“Anh.”, “Anhang”) de duas faixas após o coro final (“Wir setzen uns mit Tränen nieder”). Infelizmente, não tenho o encarte, em que muito provavelmente o próprio Jacobs deve explicar sua opção.

      1. Eu notei a versao alternativa no final, depois que ja tinha mandado o comentario!
        Pra dizer a verdade, achei linda a versao com alaude. Mas a viola da gamba realmente atinge um ponto fraco no coracao de qualquer um!

Deixe uma resposta