#BTHVN250 Beethoven (1770-1827): Quartetos Op. 18 · ∾ · Quatuor Sine Nomine ֍

 

BTHVN

Quartetos de Cordas Op. 18

Quatuor Sine Nomine

 

 

Beethoven mudou-se para Viena em 1792 para estudar com Haydn e passou lá o resto de sua vida. Seus primeiros anos na capital austríaca foram de muitos estudos e muito trabalho, na busca de sua afirmação como compositor. Ele era reconhecido como exímio pianista e improvisador, mas os grandes compositores estabelecidos eram Haydn e Mozart, que morrera em 1791. Estes eram os padrões que Beethoven buscava alcançar.

Se olharmos a lista de suas 21 primeiras publicações ‘oficiais’, compostas entre (essencialmente) 1793 e 1800, podemos ver como ele se esforçou para a um só tempo conquistar sua própria voz, impregnando suas obras com seu imenso talento e criatividade, mas como ele também mantinha um olhar atento na ‘concorrência’.

Nestas 21 primeiras publicações temos principalmente sonatas e música de câmera. Os trios com piano, trios de cordas e o trio com clarinete estão nos Op. 1, 3, 8, 9 e 11. As sonatas para violoncelo e piano ou violino e piano nos Op. 5, 12 e 17. As maravilhosas sonatas para piano nos Op. 2, 7, 10 e 13, com mais as duas sonatazinhas do Op. 14 e a sonata para piano a 4 mãos do Op. 6. Entre estas uma das primeiras obras a ganhar um apelido, a Sonata Patética, Op. 13.

De olho no quinteto para piano e sopros de Mozart, Beethoven produziu o seu Op. 16, que com o quinteto do Op. 4 e o Septeto, Op. 20, formam assim a sua preparação para a primeira obra orquestral que viria com a Primeira Sinfonia, no opus 21. Isso mais os dois primeiros concertos para piano, publicado como Op. 15 e Op. 19.

Para fechar este primeiro ciclo, a menos de obras corais, faltava um gênero importante – o quarteto de cordas, cuja excelência havia sido alcançada pelas criações de Haydn, geralmente publicadas em grupos de seis ou dois grupos seguidos de três, e os maravilhosos seis quartetos produzidos por Mozart e dedicados a Haydn.

Assim, podemos imaginar a importância dada por Beethoven às peças que formam o número que falta na nossa lista – Opus 18.

Instrumentos dados a Beethoven pelo Príncipe Lichnowsky

Estes quartetos ocuparam Beethoven entre 1798 e 1800 e foram encomendados pelo príncipe Joseph Franz Maximilian Lobkowitz. As peças saíram maravilhosas e cumprem seu papel de estabelecer o Ludovico como mestre do quarteto clássico. As inovações viriam nas obras posteriores, mas estes são representantes absolutos do modelo estabelecido por Haydn e Mozart.

Eu gosto particularmente do Quarteto em lá maior, No. 5, e do Quarteto em si bemol maior, No. 6, com seu último lindíssimo movimento, La Malinconia. No início deste movimento, Beethoven deixou um importante recado: Questo pezzo si deve trattare colla più gran delicatezza.

Para a postagem escolhi a gravação feita por um quarteto suíço, o Quarteto Sine Nomine. Ao evitar escolher o nome de um específico compositor ou aludir a um especial momento da história da música, eles reafirmam seu desejo de estarem abertos a qualquer compositor e as suas músicas e com a intensão de apresentá-las com objetividade. Isto não quer dizer que suas interpretações sejam desprovidas de expressividade ou de intensidade.

Você poderá dizer por si mesmo, se baixar e ouvir estas belezuras de quartetos postados aqui.

Ludwig van Beethoven (1770 – 1827)

Quartetos de Cordas, Op. 18

Quarteto de Cordas em fá maior, Op. 18 No. 1

  1. Allegro con brio
  2. Adagio affettuoso ed appassionato
  3. Scherzo
  4. Allegro

Quarteto de Cordas em sol maior, Op. 18 No. 2

  1. Allegro
  2. Adagio cantabile
  3. Scherzo
  4. Allegro molto, quasi presto

Quarteto de Cordas em ré maior, Op. 18 No. 3

  1. Allegro
  2. Andante con moto
  3. Allegro
  4. Presto

Quarteto de Cordas em dó menor, Op. 18 No. 4

  1. Allegro ma non tanto
  2. Andante scherzoso quasi allegretto
  3. Menuetto. Allegro
  4. Allegretto

Quarteto de Cordas em lá maior, Op. 18 No. 5

  1. Allegro
  2. Menuetto
  3. Andante cantabile
  4. Allegro

Quarteto de Cordas em si bemol maior, Op. 18 No. 6

  1. Allegro con brio
  2. Adagio ma non troppo
  3. Scherzo. Allegro
  4. La Malinconia. Adagio – Allegretto quasi allegro

Quatuor Sine Nomine

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FLAC | 722 MB

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

MP3 | 320 KBPS | 353 MB

These are performances that allow Beethoven’s music to speak for itself, and are all the better for it. Speeds on the whole are temperate, with none of the racing allegros and galloping finales favoured by many.

Aproveite!

René Denon

Deixe uma resposta