.: interlúdio :. John Surman: Brewster’s Rooster (2009)

IM-PER-DÍ-VEL !!!

Tal como Jan Garbarek, o reflexivo saxofonista britânico John Surman (1944) determinou sua identidade em meio a sombrios tons menores. Mas não é o que ocorre neste álbum solto e jazzístico, onde é acompanhado por um espetacular Abercrombie e pelo renascimento polirítimico do impressionante Jack DeJohnette. Aqui, Surman está longe de seus projetos semiclássicos com quartetos de cordas ou corais. Surman reaparece com agilidade folclórica em Hilltop Dancer e No Finesse. Também demonstra ferocidade em Kickback, onde ele e DeJohnette parecem trancar-se num quarto para desferirem ofensas um ao outro. E é emocionante.

Com colaboradores de longa data, Brewster’s Rooster é um tremendo CD. E fazia tempo que eu não trazia um Surman, não?  E como é bom ouvir seu o som de seus instrumento.

John Surman: Brewster’s Rooster

1. Slanted Sky 6:34 $1.29
2. Hilltop Dancer 7:27
3. No Finesse 6:52 $1.29
4. Kickback 7:25
5. Chelsea Bridge 5:49
6. Haywain 6:18
7. Counter Measures 10:44
8. Brewster’s Rooster 6:37
9. Going For A Burton 6:48

John Surman, saxofones
Jack DeJohnette, percussão
John Abercrombie, guitarra
Drew Gress, baixo

BAIXE AQUI — DOWNLOAD HERE

John Surman: só melhora com os anos
John Surman: só melhora com os anos

PQP

5 comments / Add your comment below

  1. Falando em Jazz, queria lembrar aos leitores do blog que moram em Belo Horizonte: nos dias 9, 10 e 11, tem Jazz Festival na Praça do Papa e é de graça!

  2. Alguém notou que a última vez que postaram algo de Bach foi a quase dois meses atrás(07/06)? Não querendo reclamar, mas não dá para ver o Grande Mestre relegado a este esquecimento.

    Não vou pedir nada, sei que o SAC do blog é inexistente (e com razão, o blog é para os blogueiros postarem o que gostam, não para agradar ao público) mas, um bom CD que poderia ser postado como retorno do Grande Mestre a primeira página do blog é aquela jovial gravação dos concertos de brandenburgo sob regência de Claudio Abbado, com a Orquestra Mozart, com ninguém menos que Carmignola ao violino (e outros solistas do mesmo nível), a quem interessar possa, os vídeos do concerto estão disponíveis no Youtube. Que este blog cresça cada vez mais e mais, e se torne a cada dia mais conhecido e tido como referencia para quem procura boa música, obrigado por polinizarem a internet com música de tão alto nível.

Deixe uma resposta