Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Sinfonia No. 9 em Ré menor, Op. 125 – "Coral" (LINK RESTAURADO)

Postado inicialmente em 18 de setembro de 2010.

Não reclamem se insisto com mais uma gravação de Beethoven (e se reclamarem, não estarei nem aí). E no mais, não se trata de qualquer documento. É uma gravação de peso. Daquelas que dispensam comentários, simplesmente, pela relevância histórica que evoca. Furtwängler e Beethoven, uma combinação que deu certo, chegou a moldes de perfeição. Wilhelm Furtwängler nasceu em Berlim, no ano de 1886. Desde muito cedo estabeleceu uma relação de muita intimidade com a música. Aos 20 anos, já possuía várias peças compostas. Alguns estudiosos da vida do regente afirmam que Furtwängler tornou-se condutor com o escopo de executar suas próprias músicas. O  regente criou peças de certa relevância. Destaca-se a Sinfonia No. 2, composta nos momentos mais quentes da Segunda Grande Guerra. Inclusive, já subi o arquivo para postar por esses dias. A peça é regida pelo próprio Furtwängler. Os fatos mais discutíveis acerca da vida de Furtwängler transladam em torno da sua suposta relação com o nazismo. Segundo Alex Ross, Hitler tinha Furtwängler como o seu regente favorito. Várias foram as vezes que o líder supremo do Terceiro Reich compareceu aos ensaios da Filarmônica de Berlim para ver o regente em ação. Por exemplo, em 1938 Furtwängler foi diretor para os concertos da Juventude Hitlerista, conduzindo Os Mestres Cantores de Nurenberg, de Wagner, o compositor preferido de Adolf Hitler. O regente era imbatível conduzindo Beethoven, Brahms, Bruckner e Wagner. Com a derrocada do nazismo não ficou provada a sua relação de aprovação para com as sandices de Hitler. Talvez tenha sido coagido pelas circunstâncias assim como se deu com Richard Strauss. Com relação à gravação que ora posto, acredito que tenha sido uma das maiores que já ouvi da Nona Sinfonia. Por isso, não deixe de ouvir! Boa apreciação incontida!

Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Sinfonia No. 9 em Ré menor, Op. 125 – “Coral”

01. Furtwangler parle de la Newvieme Symphonie
02. Allegro ma non troppo, un poco maestoso
03. Molto vivace
04. Adagio molto e cantabile
05. Presto
06. Allegro assai
07. Allegro assai vivace
08. Andante maestoso – allegro energico – prestissimo

*Gravado em 1954 no Festival de Lucerne

Philharmonia Orchestra
Wilhelm Furtwängler, regente
Elisabeth Schwarzkopf, soprano
Elsa Cavelti, contralto
Ernst Häfliger, tenor
Otto Edelmann, baixo

BAIXAR AQUI

Carlinus

30 comments / Add your comment below

  1. Acho que agora se fecha a minha proposta de algum tempo atrás de postar as principais gravações da Nona Sinfonia. A do Fricsay de 1959, a do Karajan de 1963, a do Toscanini (1953 ou 1954) e esta do Furtwangler. Já posso morrer sossegado pois tenho as quatro…

  2. fdpbach, obrigado pela proposta de postar o Anel do Sinopoli. Eu só conheço a gravação do Solti mas propus ao André da RWB fazer esta mini-resenha sobre o Anel do Sinopoli para o post e estou aguardando a resposta. Daí te mando o texto, se a proposta ainda estiver de pé (creio que vai ser uma bela adição ao acervo PQP)

  3. Ficaremos muito honrados com este texto do André, Orkut, se ele aceitar. De qualquer maneira, já vou começar a subir os cds para o Hotfile.
    Não possuo este quarteto do Barber, mas talvez o próprio PQP o tenha.

  4. Eu tenho o Quarteto do Barber, se não me engano na gravação do Quarteto de Tóquio. Se quiserem, posso providenciar. (Já estou devendo o Gershwin do MTT pro Stravs.)

  5. Esta é a quinta gravação da nona sinfonia que ouço,tenho tres em cds e agora, duas em downloads,em cada gravação que ouço sempre penso que aquela é a melhor gravação e assim vou…..mas Beethoven é sempre Beethoven e cada regente tem seu modo de dirigir uma orquestra e coral,magnifica esta ~regencia de Wilhelm Furtwängler num de seus momentos mais inspiradores,meu apreço a esta postagem….

  6. Conheço (e tenho) trÊs gravações da Nona de Beethoven com o velho Furtwängler: 1- 1951 – com a Orquestra do Festival de Bayreuth; 2- 1951 – gravação ao vivo com a Filarmônica de Viena em Salzburg; 3 – esta gravação que o Carlninus postou.

    Dizem que existe uma de 1942, gravada ao vivo na presença do Hitler. Adoraria encontra-la

    Até hoje considero as melhores versões: Toscanini (1952), Karajan (1963), Fricsay (1958), Furtwängler (1954). Mas, existem vários outros bons intérpretes: Bohm (tem aquela com tempos mais lentos) Klemperer, Szell, Haitink, entre outros.

  7. fdpbach o André ainda não me respondeu sobre o Anel do Sinopoli, irei pedir novamente.

    José Eduardo, eu particularmente iria gostar muito de baixar esse quarteto do Barber, pois ouvi-o um dia NO RÁDIO totalmente por acaso e achei-o mais expressivo ainda que o famoso Adagio para Cordas… Se for do interesse do blog também seria uma boa adição…

    Quanto à Nona do Furtwangler, que sensacional. Eu conhecia somente a do Karajan mas achei os 3 primeiros movimentos do Furtwangler muito mais expressivos. Só o último que preferi o do Karajan, achei o Furtwangler muito apressado no final! Quando acabou eu me perguntei ‘já?’ Cadê o drama?

  8. Ok, Orkut, não tem pressa, eu também não tenho conseguido me dedicar com mais afinco ao blog. Problemas de saúde, de internet, somados à tradicional falta de tempo. E postar 14 cds agora de uma só vez está praticamente inviável.
    Encontrei no meio dos meus cds esta gravação do Navio Fantasma com o Sinopoli: http://www.amazon.com/fliegende-Holl%C3%A4nder-Domingo-Seiffert-Sinopoli/dp/B000009ON2/ref=sr_1_1?s=gateway&ie=UTF8&qid=1285602030&sr=8-1 . Já ouvi algumas passagens e gostei bastante.

  9. Que interpretação simplesmente innncrivel…

    apesar de não ter achado o segundo movimento longe de alcançar uma de Toscanini que tenho. Porem, o primeiro movimento, tem uma dinamica e sonoridade… UAL!!!

    O terceiro movimento, foi do jeito que gosto… muito lerdo… simplesmente curtindo aquela coisa tão bela… e foi o melhor soar de horns que eu já ouvi…

    o ultimo mov. começou agora…

    é uma pena que na época não dispunha de recursos melhores para se ter uma gravação com uma qualidade melhor de audio…

  10. era o fone de ouvido q estava zuado!!!

    Caramba! Q sonoridade!!!

    Sem sombras de dúvida, a melhor e mais extraordinária de todas das 9ª que já ouvi!!!

    Verdadeiro presente este post!!!

  11. Nunca vou cansar de dizer que esse é um dos melhores blog da internet. Muito obrigada por esse serviço de utilidade pública… aprendo muito com vocês, tanto com o textos dos posts quanto com os comentários. Acho que meu HD vai explodir, mas não faz mal, eu compro os Cds que me apetecem.

    1. Obrigado Marcio Peixoto por disponibilizar esta de 1942. Estou baixando e me deliciando com esta do Furtwangler que é uma pancada. Estou aqui com um excelente headfone, o que possibilita ouvir ótimas nuances! Valeu mesmo!

  12. O que dizer sobre a nona de Beethoven.
    Continua sendo a maior sinfonia humana já composta na minha opinião.Beethoven precisou se aproximar das desilusões,da velhice e da própria morte ,completamente surdo para que pudesse olhar para dentro de si e de sua alma para compor numa inspiração além da nossa compreensão uma obra como se seus dedos estivessem tocando as mãos de Deus.
    A nona com o Bernstein dirigindo a Filarmônica de New York também é eletrizante.
    Uma sinfonia para se ouvir de joelhos.Abraços do Dirceu.

  13. Amici, baixei e a ouvi, quase que sacrilegamente, durante o trabalho. Fez o dia ter sentido.

    F-E-L-O-M-E-N-A-L esta versão! Obrigado e que Beethoven vos ilumine por isto! 😀

  14. Senhores,
    desculpem a ignorância mas agora tô pirando. Tenho 2 gravações originais da Nona e em ambas há 5 movimentos. Nesta, há 7 ! – já q a primeira faixa é o maestro falando. Eu tô doido ou é apenas burrice ????

    1. Ah,na gravação do Dudamel postada aqui há 4 movimentos !

      Ludwig van Beethoven (1770-1827) – Sinfonia No. 9 em Ré menor, Op. 125

      01. Allegro ma non troppo, un poco maestoso
      02. Molto Vivace
      03. Adagio Molto e Cantabile; Andante moderato
      04. Finale: Presto assai

  15. Obrigado Marcio Peixoto por disponibilizar esta de 1942 também. Estou baixando e me deliciando com esta do Furtwangler que é uma pancada. Estou aqui com um excelente headfone, o que possibilita ouvir ótimas nuances! Valeu mesmo!

  16. Tenho as gravações da Nona Sinfonia de Beethoven em todas as versões: de Fricsay, Herr Karajan, Bernstein, Furtwangler, Toscanini e Sir Solti. Mas a versão do Claudio Abbado também está impecável, a do Ciclo Beethoven que ele gravou ao deixar a Filarmonica de Berlim. A versão da Nona de Beethoven pelo regente Gustavo Dudamel, gravada ao vivo como encerramento de um festival que não me lembro qual, é de longe a pior das versões que já escutei. Tenho uma versão da Nona gravada pelo maestro Nicolaus Harnoncourt que também é excelente. Gostaria de posta-la. Como faço? Tenho o CD, não o link. Parabéns pelo post.

  17. Sensacional gravação de qualidade! Estava numa pré-crise de ansiedade e fiquei bonzinho ao ouvir esse CD. Parabéns por esse blog! É o único link que me vejo na obrigação de acessar diariamente. Grande riqueza!

  18. Logo de cara eu digo que sou leigo nos quesitos técnicos mas sempre gostei muto desse estilo musical e descbri esse site hoje. Estou profundamente grato por oferecer uma coisa tão boa e preciosa… 😉

Deixe uma resposta