Sergey Prokofiev (1891-1953) – Piano Concertos – Berman, Gutiérrez, Jarvi, RCO (LINK REVALIDADO)

(Botei estes cds no ar no final de novembro, mas os links se foram pois os arquivos estavam hospedados no Megaupload. Aí o PQP resolveu fazer uma caridade e se deu ao trabalho de juntar os dois cds em um só arquivo e subir para o RAPIDSHARE. Ou seja, só estou tendo o trabalho de juntar as duas postagens e colocar no ar.)

Estou devendo estes concertos desde o começo do ano, e confesso que por algum motivo acabei deixando-os de lado. Pois bem, aí estão a primeira parte dos Concertos para Piano de Prokofiev com o Neeme Järvi (lembrando que postei as sinfonias com este mesmo regente no começo do ano).
Como hoje é quinta feira e ficamos quase vinte e quatro horas fora do ar, resolvi fazer uma postagem rápida, daquelas vapt-vupt, aproveitando que o arquivo já estava no megaupload há pelo menos dez meses, aguardando pacientemente sua vez.
O solista é o excelente Boris Berman, um especialista na obra de Prokofiev.

01 – Piano Concerto No. 1 in D flat major Op. 10 – Allegro brioso
02 – Andante assai
03 – Allegro scherzando
04 – Piano Concerto No. 4 in B flat major Op. 53 – I. Vivace
05 – II. Andante
06 – III. Allegro moderato
07 – IV. Vivace
08 – Piano Concerto No. 5 in G major Op. 55 – I. Allegro con brio
09 – II. Moderato ben accentuato
10 – III. Toccata. Allegro con fuoco
11 – IV. Larghetto
12 – V. Vivo

Boris Berman – Piano
Royal Concertgebow Orchestra
Neeme Järvi – Conductor

Pois bem, senhores, concluindo esta caixa, aqui estão os dois Concertos para piano mais famosos de Prokofiev, o Segundo e o Terceiro. É difícil dizer qual deles é o meu preferido, creio que na verdade gosto dos cinco, mas esta introdução melódica do Segundo é de partir os corações mais duros.
Horácio Gutiérrez me era desconhecido até então, mas o rapaz é um assombro. É um virtuose de mão cheia que conhece muito bem seu instrumento, e não se deixa pegar nas armadilhas que Sergey colocou, e não são poucas. Os clientes da amazon foram quase unânimes em dar cinco estrelas à esta gravação, e com razão.

E porque hoje é sábado, usando uma frase muito usada no blog do nosso amigo Milton Ribeiro, vou deixá-los por aqui, e sair para aproveitar o dia.

Boa audição.

Sergey Prokofiev – Piano Concertos nº 2 in G Minor, op. 16, Piano Concerto nº3, in C Major, op. 26

01 – Piano Concerto No. 2 in G minor Op. 16 – I. Andantino – Allegro
02 – II. Scherzo. Vivace
03 – III. Intermezzo. Allegro moderato
04 – IV. Finale. Allegro tempestuoso
05 – Piano Concerto No. 3 in C major Op. 26 – I. Andante – Allegro
06 – II. Tema. Andantino – Variations 1-5 – Tema. L’istesso tempo
07 – III. Alegro ma non troppo

Horácio Gutiérrez – Piano
Royal Concertgebow Orchestra
Neeme Järvi – Conductor

BAIXE AQUI – DOWNLOAD HERE

FDPBach

0 comments / Add your comment below

  1. Aqui está o infante terrível, com suas diabruras e vilanias, com suas contestações e suas maldades, tudo feito a talhes de cutelo… Mas o primeiro concerto é lindo demais, em sua introdução: umas das músicas mais belas que já foram escritas!

  2. PQP, FDP, Carlinus e os demais integrantes,

    se me permitem usar esse espaço para fazer um pedido: Gostaria muito de uma postagem de Nuits d’été de Berlioz com Janet Baker ( http://www.youtube.com/watch?v=kJzvqX_phcE , foi a melhor performance que achei). Procurei em tudo o que é blog de música, AvaxHome, etc, e nada. Procurei outras gravações, mas até o com a Anne Sofie von Otter eu não achei ( este, por exemplo, está com o link quebrado http://sictransitoperamundi.blogspot.com/2009/08/anne-sofie-von-otter-berlioz-les-nuits.html ).
    Tem esse aqui também ( http://euterpe.blog.br/wp-content/uploads/2010/05/Capa-09.-Berlioz-Herreweghe-1994.jpg ), mas também não achei em lugar algum =(
    Acabei baixando uma versão com Régine Crispin, mas confesso que não me agradou tanto.

    Sei que o PQP não se atrai muito com Berlioz (e outros têm o mesmo ‘problema’). Mas esse Le spectre de la rose que postei acima é supremo, impactante, de arrancar lágrimas mesmo. Difícil não se impressionar.

    Abraços!

  3. Pessoal do blog, gostei muito de vocês, – apesar de o meu Karajan soar meio psicótico aqui, – em especial pela civilidade e gentileza de todos. Faço também divulgação de vídeos do youtube no meu orkut, para pessoas que não têm o hábito da música clássica. Quem quiser me adicionar, há ali cerca de quatrocentos vídeos, que eu posto semanalmente.

    Procurem por Julio César escritor

  4. Oi, André.

    Eu tenho a gravação das “Noites de verão” de Berlioz com Janet Baker (com Richard Hickox em Londres). Se o pessoal do blog permitir, posto aqui nos comentários.

    FDP, Mutter tocando as “Noites de verão”? Como assim, transcrição para violino?

  5. André,

    Não esquente a cabeça não, com esse nosso “problema”, porque todo mundo tem problema, e Berlioz é imortal, coitado!!!
    Eu às vezes entendo a obra dele, as duas sinfonias podem ser grandes momentos…

  6. Hipólito,

    para falar a verdade, conheço pouquíssimo de Berlioz. Somente a Sinfonia Fantástica (que faz jus ao nome, em todos os sentidos) e Nuits d’été. Gostei muito, vou procurar ouvir as outras obras mais conhecidas.

    Cada um tem o seu ‘problema’. Eu não consigo gostar de Schumann, por exemplo. Soa sentimentalóide, estranho. Até vulgar, eu diria. E olha que não censuro o Romantismo, ao contrário, é dele que tiro meus compositos favoritos. Conheço pouco, de Schumannmas este pouco já não me animou muita coisa. Não nego sua influência na história da música (e nos compositores de novela ou algo assim), bem como sua genialidade, mas não me toca. Simples assim.

    Verdi é outro problema para mim. Eu comecei a ouvir o Rigolleto e simplesmente não tive estômago. Achei a música desinteressante e muito barulhenta. Busquei as traduções do que estava ouvindo e me arrependi, achei uma historinha bem chata. Mas eu quis dar uma última chance e comecei a assistir à Opera: foi o fim. Aqueles cantores dizendo que se amam, mimimi, blábláblá. Foi demais pra mim. Daqui a alguns anos eu tento de novo, juro.

    Abraços.

    PS: José Eduardo, aguardo ansiosamente os links, rsrs.

Deixe uma resposta